Como diminuir a celulite com ajuda da alimentação

Alimentação Bem-estar
20 de Setembro, 2021
Como diminuir a celulite com ajuda da alimentação

Os famosos “buraquinhos”, conhecidos pelos cientistas e médicos como lipodistrofia ginóide, acometem a maioria das mulheres — cerca de 85% das que têm mais de 20 anos, garantem as pesquisas. E apesar de muita gente ter a condição (em maior ou menor grau) em algum lugar do corpo, há quem se incomode com ela e procure saber como diminuir a celulite. Mas você sabia que a alimentação pode influenciar (e muito) na questão?

Como diminuir a celulite: O que é

De acordo com a nutricionista Luna Azevedo, a celulite é uma inflamação crônica dos tecidos celulares que os deixa subnutridos, desorganizados e sem elasticidade. Mas o aspecto de “casca de laranja” da pele não é a única consequência dessa inflamação: ela também prejudica os sistemas circulatório e linfático, aumenta o acúmulo de gordura, piora a acne, causa flacidez e promove o envelhecimento precoce da região.

Geralmente, a celulite é encontrada nas coxas, nos quadris, nos glúteos e nas pernas. É assintomática, contudo, em estágios mais avançados pode acarretar no aparecimento de nódulos vermelhos, quentes e dolorosos (que necessitam de tratamentos medicamentosos).

Leia também: Exercícios para combater a celulite

Como diminuir a celulite: Principais causas

Alguns fatores aumentam o risco de desenvolvimento do problema — sexo, etnia, biotipo corporal, distribuição de gordura, sedentarismo, estresse, medicamentos, gravidez, idade, tabagismo e fatores genéticos e emocionais, por exemplo.

“A celulite é comum em mulheres saudáveis, entretanto, pode ser agravada pelo excesso de peso. Sabe-se que o grau de celulite é positivamente correlacionado com o índice de massa corporal (IMC) elevado”, complementa Luna. A obesidade, por exemplo, está diretamente ligada à alta prevalência de celulite devido ao grande volume das dobras cutâneas e a alterações circulatórias e metabólicas.

Desequilíbrios hormonais também pioram os quadros — o estrogênio é o principal envolvido no aparecimento da celulite. “Esse hormônio faz com que a mulher acumule mais gordura do que o homem, e à medida que a pele envelhece, fica mais fina, tornando a celulite mais evidente”, explica a profissional.

Leia também: Quer evitar a celulite? Passe longe desses alimentos

Como diminuir a celulite: Hábitos alimentares

Os hábitos alimentares influenciam na prevenção ou no aparecimento da condição. De acordo com Luna Azevedo, uma dieta rica em alimentos de alta carga glicêmica tende a aumentar a excreção de eletrólitos, favorecendo a retenção de líquidos e a formação de edemas. “Sem contar que aumenta a eliminação de vitaminas do complexo B, magnésio e cromo, que são fundamentais no combate ao problema.”

Além disso, as gorduras saturadas e trans, os carboidratos simples e o sódio são vilões da nossa pele. Isso porque eles estimulam o aumento da gordura corporal. Por outro lado, negligenciar o consumo de fibras é outro fator que causa a celulite, já que elas previnem a constipação, ajudam na desintoxicação do organismo e evitam o surgimento de processos inflamatórios.

Leia também: Os melhores chás para combater a celulite

Mas como diminuir a celulite? Principais alimentos

Água

“Componente essencial dos tecidos, ela exerce um papel importante no bom funcionamento do organismo e na hidratação da pele. Portanto, a quantidade ideal de consumo para um adulto deve ser de, no mínimo, 35 ml/Kg por dia.”

Ômega-3

“Tem efeito anti inflamatório, desse modo, evita o acúmulo de gordura e melhora a aparência da pele. Azeite de oliva, óleo de linhaça, sementes de chia, algas, nozes, amêndoas, soja, couve e espinafre são boas fontes do nutriente.”

Centella asiática

“Possui função vasodilatadora, antioxidante, anti-inflamatória, calmante e anti-celulítica. Além disso, atua no processo de cicatrização e de estimulação da produção de colágeno. Portanto, para o tratamento da celulite recomenda-se o uso por um período mínimo de 3 meses.”

Carotenóides

“Luteína, licopeno e betacaroteno neutralizam a ação de radicais livres na pele. Dessa forma, aposte em maracujá, abóbora, tomate, pimentão, mamão, brócolis, goiaba, melancia, couve e cenoura.”

Vitamina C

“Age na proteção contra danos celulares, além de participar da síntese das fibras de colágeno no corpo e exercer função vasodilatadora e anticoagulante. Exemplos de fontes: laranja, acerola, goiaba, kiwi, morango, pimentão, brócolis, couve-de-bruxelas, cranberry e caju.”

Vitamina B12

“Importante no metabolismo de aminoácidos, lipídeos e carboidratos, na oxigenação dos tecidos, na circulação e na regulação da temperatura. Assim, invista em levedura nutricional, algas e alimentos enriquecidos com vitamina B12.”

Zinco

Porque participa dos processos de cicatrização, auxiliando no restabelecimento da pele devido à sua ação antioxidante. “Exemplos de fontes: pão integral, feijão, semente de abóbora, nozes, grão de bico, cogumelos, castanhas, grãos integrais.”

Silício

“Aumenta a elasticidade e a vascularização da pele, auxiliando, desse modo, na produção de colágeno. Ademais, tem ação antioxidante. Exemplos de fontes: aveia, cevada, salsa, grãos integrais, soja, cavalinha, alfafa, folhas verdes, beterraba, farelo de aveia e algas marinhas.”

Isoflavonas

“Têm ação termogênica, contribuindo para a oxidação de ácidos graxos. Exemplos de fontes: soja, leguminosas, linhaça e cereais integrais.”

Como diminuir a celulite: Resveratrol

“Polifenol com ação antioxidante. Exemplos de fontes: sementes de uva, suco de uva integral, vinho tinto e na películas das uvas pretas.”

Potássio

“Atua na manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico no corpo. Exemplos de fontes: damasco, uva passa, tâmara, banana, batata doce, grãos integrais, abacate.”

Ferro

“Melhora a circulação da pele pois favorece a oxigenação do sangue. Consuma, por exemplo, leguminosas, vegetais verdes escuros e açaí,.”

Como diminuir a celulite: Coenzima Q10

“Melhora a atividade mitocondrial, que é importante para a geração de energia, para a renovação e para a oxigenação celular. Aposte. então, em espinafre, brócolis, feijão azuki, abacate, semente de gergelim e oleaginosas.”

Antocianinas

“Pertencem ao grupo dos flavonoides e, além disso, ajudam o sistema circulatório ao melhorar a permeabilidade dos vasos sanguíneos. Exemplos de fontes: frutas vermelhas como amora, uva preta, açaí , cereja, framboesa e morango.”

Leia também: Como acabar com a celulite? Lista de alimentos de desinflamam o corpo

Como diminuir a celulite? Receitas

Suco de melancia, hortelã e gengibre

Ingredientes:

Modo de preparo:

Bata tudo no liquidificador até ficar homogêneo e, então, sirva gelado.

Panqueca de aveia com cacau

Ingredientes:

  • 60g de farelo de aveia ou aveia em flocos finos;
  • 1 col (chá) de cacau em pó;
  • 1 copo de água.

Modo de preparo:

Misture o farelo de aveia e o cacau em pó em um bowl, em seguida, adicione a água, aos poucos, até dar a consistência da panqueca. Por fim, despeje em uma frigideira em fogo baixo até dourar de ambos os lados.

Fonte: Luna Azevedo, nutricionista incentivadora da alimentação consciente e criadora do projeto “Vida por Luna”.

Sobre o autor

Amanda Panteri
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em alimentação saudável.

Leia também:

mulher madura comendo uma maçã ao ar livre. Ela está de óculos de sol e tem uma toalha apoiada nos ombros
Alimentação Bem-estar

Dieta ideal para menopausa: o que (e quanto) consumir?

Artigo publicado na revista Nature mostra quais itens consumir (e quais evitar) em uma dieta para aliviar os incômodos da menopausa

Em quanto tempo o ômega-3 faz efeito?
Alimentação Bem-estar Saúde

Em quanto tempo o ômega-3 faz efeito?

O ômega 3 é considerado um nutriente essencial para uma dieta saudável e balanceada

Tipos de laranja
Alimentação Bem-estar

Tipos de laranja: conheça as diferenças e benefícios de cada um

Além de possuir vitamina C, a frutinha é rica em fibras que trazem benefícios para a saúde intestinal