Flebite: Conheça causas, sintomas e tratamentos

Saúde
19 de Setembro, 2021
Flebite: Conheça causas, sintomas e tratamentos

Talvez você já tenha ouvido falar em trombose, uma formação de coágulos na camada mais profunda de veias ou artérias. Mas será que conhece a flebite? Pois essa inflamação costuma confundir muita gente por ser parecida com a trombose. Tanto que é conhecida também como tromboflebite.

“Flebite é uma formação de trombo. Ou seja, um coágulo de sangue, no sistema venoso superficial (veias subcutâneas visíveis através da pele), o que causa uma inflamação no local”, explica a angiologista Alane Miranda Leite, que atua no Hospital Anchieta de Brasília. Esse processo pode ainda aumentar e acabar se espalhando ao longo do trajeto da veia.

De acordo com a médica, essa inflamação se divide em dois tipos: a tromboflebite superficial, que causa a formação do trombo; e a tromboflebite supurativa, associada a um processo infeccioso.

Leia também: Exercícios que diminuem o risco de desenvolver trombose

Causas e fatores de risco

Em geral, a flebite é uma doença benigna e autolimitada que afeta os membros inferiores, aparecendo raramente em outras partes do corpo. Costuma ocorrer com mais frequência em mulheres, pessoas com câncer e doenças reumatológicas, mas qualquer pessoa pode manifestar a condição.

Entre as possíveis causas estão lesão vascular (como acessos venosos em pacientes internados), punções de veias para coleta de exames e aplicação de alguns tipos de medicações injetáveis em veias periféricas.

Além disso, o problema pode surgir por conta de alterações na constituição do sangue, pouca hidratação (que muda a viscosidade sanguínea favorecendo a formação de coágulos), presença de varizes de grosso calibre (mais dilatadas) e predisposição genética. Sedentarismo, cigarro e obesidade também são fatores que contribuem para aumentar os riscos.

Com relação aos sintomas, Alane aponta que os mais comuns são dor intensa local associada ao calor e vermelhidão. Bem como surgimento de uma espécie de cordão endurecido no caminho da veia e doloroso ao toque. Quando se desenvolve em veias mais profundas, a flebite pode causar uma cor avermelhada mais discreta e algum inchaço.

Importante dizer que, ao notar os sintomas, é necessário buscar ajuda médica. Pois a condição pode levar a complicações como trombose venosa profunda ou embolia pulmonar.

Diagnóstico e tratamento da flebite

“O diagnóstico é feito, inicialmente, por uma suspeita clínica em pacientes com os sintomas. Mas é confirmado por uma US (ultrassom) com doppler da região”, esclarece Alane. “É sempre mandatório realizar o doppler porque esse trombo no sistema venoso superficial pode se estender para o sistema venoso profundo, o que pode ter complicações mais sérias.”

Leia também: Alimentação saudável contra trombose: Veja o que comer

Tratamento da flebite

Com relação ao tratamento, segundo a angiologista, é feito o uso de anti-inflamatórios para controlar a dor. Além disso, compressas mornas na região — que ajudam a desfazer os trombos — e cremes com componentes de heparina.

“Se após o US doppler houver indicação de comprometimento de sistema venoso profundo, pelo risco de evoluir para embolia pulmonar esse paciente deve usar anticoagulantes (remédios para afinar o sangue)”, completa.

Para prevenir o surgimento da flebite, Alane sugere manter a saúde vascular sempre em dia com tratamento de varizes de grosso calibre. “São fatores predisponentes, além de poder evoluir para sangramento e presença de úlceras na região”. Ademais, é importante evitar punções venosas sempre que possível, optando por medicações via oral e deixando medicações endovenosas para casos selecionados.

“Em ambiente hospitalar, para prevenir flebite, a enfermagem já tem o costume de, a cada três dias, trocar o acesso venoso periférico justamente para não inflamar cronicamente. Existem também alguns medicamentos que não são administrados em veias periféricas, sendo obrigatório a passagem de acessos venosos em veias centrais (que levam diretamente sangue ao coração) para a administração do mesmo”, finaliza.

Leia também: Vacina de Covid-19 causa trombose? Veja 9 mitos e verdades sobre a doença

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher com as mãos na barriga
Saúde

Vaginismo afeta o bem-estar e pode ter causas emocionais

O vaginismo é um tipo de dor que acontece durante a penetração. As causas normalmente englobam aspectos psicológicos, e problema atrapalha a vida sexual

foto do ator Tony Ramos
Saúde

Hematoma subdural: entenda quadro de Tony Ramos

Tony Ramos passou por duas cirurgias após apresentar um hematoma subdural. Segundo boletim médico, ator já tem "melhora na evolução do quadro clínico"

corrida
Bem-estar Movimento Saúde

Como proteger garganta e ouvidos na corrida durante o inverno

É necessário tomar os devidos cuidados para proteger garganta e ouvidos durante a corrida no inverno. Saiba mais!