Casos de pedras nos rins aumentam 30% no verão. Saiba como evitar

Saúde
11 de Fevereiro, 2022
Casos de pedras nos rins aumentam 30% no verão. Saiba como evitar

O verão é a estação preferida de muitos brasileiros. Porém, a Sociedade Brasileira de Urologia alerta para a importância de prevenir o aparecimento de cálculos renais, popularmente conhecidos como pedras nos rins. Isso porque, de acordo com a entidade, estima-se que 1 em cada 10 pessoas no Brasil sofra da doença.

A prevenção deve ser feita o ano todo, especialmente no calor, quando há um aumento de 30% dos casos. Isso ocorre devido ao fato das pessoas transpirarem mais e nem sempre se hidratarem da forma mais adequada.

O que são pedras nos rins?

A pedra nos rins ou cálculo renal são formações endurecidas que se formam nos rins ou nas vias urinária. A condição é resultante do acúmulo de cristais existentes na urina. Isso acontece devido a uma série de fatores que incluem: beber pouca água, consumir bebidas alcoólicas em excesso, se alimentar mal (com muitos embutidos e produtos industrializados) e ter uma vida sedentária. Mas engana-se quem acha que se hidratar de forma adequada envolve beber qualquer tipo de líquido.

Segundo o urologista do Hospital e Clínica São Gonçalo, Dr. Mauro Nolasco, a melhor forma de se hidratar continua sendo com a ingestão de água (o ideal é que seja de 2 a 3 litros por dia) e o consumo de frutas cítricas como laranja, limão e abacaxi. Isso porque, de acordo com o médico, esses alimentos são ricos em citrato, uma substância que quando presente na urina, inibe a formação de pedra nos rins.

Por outro lado, o médico lembra que deve-se evitar os chás mais escuros e refrigerantes à base de cola. Isso porque eles são ricos em oxalato, que em excesso causa a formação de pedra nos rins.

“Os refrigerantes diet e zero são ricos em sódio, substância que também favorece o aparecimento de cálculos renais. Sem contar que os refrigerantes contêm açúcar, que aumenta o índice de obesidade. Sabe-se muito bem hoje que a obesidade e o sobrepeso também estão diretamente ligados à formação de cálculo renal”, alerta o médico.

Qualidade de vida influencia na saúde do rim

Os cálculos renais ou a nefrolitiase representam uma doença sazonal cujo aumento da incidência no verão se dá por conta da exposição excessiva ao sol. Também contribuem para o seu aumento a má hidratação, o consumo excessivo de alimentos com sódio, alimentos embutidos, enlatados ou industrializados, dietas com grande quantidade de proteína animal, obesidade e sedentarismo.

“O ideal é que se beba bastante água e que urine de dois a três litros de líquido por dia e que a urina esteja clara. Essas são as orientações que o indivíduo que tem pré-disposição ao cálculo renal deve seguir e principalmente aumentar essas indicações à risca no verão”, recomenda Mauro.

As pedra nos rins costumam ser mais comuns em homens, com pico de incidência entre 20 e 40 anos. Isso acontece porque, principalmente nessa idade, eles estão mais expostos aos fatores de risco como sobrepeso, sedentarismo e alimentação inadequada.

“Os trabalhadores braçais, ou seja, homens de meia idade que estão mais expostos aos fatores de risco para a formação do cálculo renal, também precisam se proteger”, afirma o médico.

O cálculo renal também pode aparecer em crianças. Porém, não é tão frequente, mas tem aumentado pelo fato destas estarem cada vez mais expostas ao consumo exagerado de alimentos industrializados.

Dessa forma, para o médico, a prevenção será sempre o melhor caminho com uma alimentação saudável. Além disso, deve-ser beber a quantidade de líquidos recomendada por dia, sem exagerar em proteínas (mesmo as carnes magras) e bebidas alcoólicas, bem como praticar atividades físicas de forma regular.

Tratamentos para pedra nos rins

O tratamento para pedra nos rins dependerá de uma série de fatores como o tamanho, a composição ou a localização do cálculo e do estado clínico do paciente. O urologista explica que a maioria dos pacientes acaba eliminando o cálculo de forma espontânea. Porém, uma parcela menor precisa fazer o tratamento cirúrgico das pedras nos rins, que hoje são muito modernos e menos invasivos.

“Hoje realizamos esse tipo de cirurgia moderna, endoscópica e a laser. O paciente é operado e vai embora no dia seguinte e eventualmente até no mesmo dia. Claro que depende de cada caso em particular”, finaliza o médico lembrando que uma dica prática para saber se estamos nos hidratando bem no verão (e sempre) é verificar a cor e tipo de nossa urina.

“A urina concentrada, amarela e com cheiro forte é um sinal nítido que você não esteja se hidratando de forma adequada. Por outro lado, a urina transparente, amarelo-claro, bem fluida e sem cheiro indica que a pessoa está ingerindo uma quantidade adequada de líquidos” conclui.

Fonte: Dr. Mauro Nolasco. urologista do Hospital e Clínica São Gonçalo e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

dores nos glúteos e problemas na coluna
Saúde

Dores nos glúteos sinalizam problemas na coluna, diz especialista

Pesquisa aponta problemas na coluna como uma das principais causas de afastamento do trabalho

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

10 benefícios da banana que provavelmente você não conhece (mais receitas)

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

perda muscular
Bem-estar Movimento Saúde

Perda muscular compromete a recuperação do paciente  

A sarcopenia, a perda de massa muscular e da força, aumenta o risco de complicações em diversos quadros