Como emagrecer sem flacidez? Dicas para perder peso e manter a pele firme

7 de outubro, 2021

Foi só perder alguns quilinhos, que a pele do corpo (e do rosto) começou a ficar flácida e caída? Calma, isso pode acontecer mesmo. Mas dá para reduzir o problema com algumas dicas preciosas. Veja, então, como emagrecer sem flacidez:

O que é a flacidez?

De acordo com o nutricionista Marco Quintarelli, a flacidez está relacionada a quedas nas produções de colágeno, proteína que promove a firmeza da pele; e de ácido hialurônico, substância responsável pela hidratação e pelo preenchimento da cútis. Geralmente, a partir dos 25 anos de idade, o organismo começa a fabricar cada vez menos os dois elementos. É por isso que a pele dos mais velhos costuma ter mais rugas e “papadas”.

E apesar do processo ser completamente natural e inevitável, alguns hábitos nada saudáveis contribuem para acelerá-lo. “É o caso, por exemplo, do sedentarismo, do uso de bebidas alcoólicas, do tabagismo e da alimentação inadequada,”, diz o profissional.

Leia também: Como começar uma dieta para emagrecer: Primeiros passos

Por que ela aparece?

A flacidez da pele ocorre tanto de maneira corporal como facial. De acordo com a médica dermatologista Fátima Tubini, nos processos de emagrecimento, muitos pacientes reclamam do incômodo da flacidez. “A queixa é sempre a mesma: acham que envelheceram em um curto período. Mas isso é normal. A gordura facial, por exemplo, é uma das responsáveis pela sustentação do nosso rosto. Ao perder peso, reduzimos essa gordura e a região fica flácida”, afirma.

No corpo, o problema ocorre porque há falta de tonicidade. “Quando perdemos peso, as fibras elásticas e colágenas que dão suporte à pele perdem sua capacidade de retração, tornando o órgão flácido”, complementa a especialista.

A lógica é simples — ao engordarmos, há o estiramento das fibras de colágeno e elastina, como um balão bem cheio de ar. Quando perdemos a gordura rapidamente, é como se o balão fosse esvaziado, deixando sua superfície mole e sem “recheio”.

Leia também: Treinar ou fazer dieta: O que é melhor para a saúde

Dicas para emagrecer sem flacidez

O nutricionista explica que o nível de flacidez da pele após o emagrecimento depende de alguns fatores. Como genética, quantidade de quilos reduzidos, idade (por conta do metabolismo) e em quanto tempo ocorreu a perda de peso. Contudo, dá para amenizar o incômodo com algumas dicas:

1 – Tenha uma dieta adequada

“Temos que considerar uma perda de peso escalonada [e não repentina] e acompanhada por uma alimentação adequada, que reestruture a massa magra do indivíduo”, recomenda Marco Quintarelli.

Ou seja, o seu cardápio provavelmente precisará priorizar as proteínas. Isso porque elas fornecem os aminoácidos essenciais para a firmeza da pele e o tônus muscular (que, por sua vez, garante um corpo mais “durinho”). Frutas vermelhas, alimentos alaranjados e frutas cítricas são ricos em antioxidantes, que combatem os radicais livres e previnem o envelhecimento precoce. Portanto, tente adicioná-los em seus pratos.

Além disso, o recomendado é evitar alimentos industrializados e cheios de gorduras trans, saturadas e de sal — verdadeiros vilões quando o assunto é acabar com a flacidez.

Leia também: Granola engorda ou emagrece? Veja como consumir

2 – Pratique musculação

Os exercícios aeróbicos podem até queimar muitas calorias e fazer você emagrecer. Mas os treinos de força ajudam a ganhar músculos, que não só deixam os braços, as pernas e os glúteos firmes, como também aceleram o metabolismo e promovem a queima calórica mesmo depois de horas do estímulo.

3 – Estimule a produção de colágeno

A dermatologista aconselha a suplementação com colágeno em alguns casos — apesar de afirmar que não existem comprovações científicas a respeito do assunto. Além disso, vale apostar na proteína, uma vez que ela estimula a produção desse composto. E em alimentos como:

  • Gelatina;
  • Aveia;
  • Caldos de ossos;
  • Peixes.

Leia também: Açaí engorda ou emagrece? Calorias e benefícios da fruta

4 – Beba água

Beber água é essencial para que as nossas células funcionem a todo vapor — e para que a nossa pele fique mais lisinha, viçosa e elástica.

Procedimentos

Entretanto, algumas pessoas podem precisar de procedimentos estéticos para eliminar a pele que sobrou após o emagrecimento. A médica lista os principais:

1 – Como emagrecer sem flacidez: Bioestimulardores de colágenos

São injeções aplicadas no rosto e no pescoço para estimular a produção de proteína na região. “Você não vê um efeito inicial aparente, mas, com o tempo, o organismo vai reduzindo a inflamação e elevando o nutriente. Geralmente, é um tratamento realizado em três sessões, com intervalos de 30 ou 60 dias entre cada uma.”

2 – Como emagrecer sem flacidez: Ultrassom microfocado no rosto

Associado à suplementação de colágeno via oral, ele aumenta em até oito vezes a fabricação de colágeno na região e gera um efeito lifting na face. “Quando a perda da sustentação é muito visível, recomenda-se também o tratamento com o preenchimento de ácido hialurônico. Esses procedimentos são absorvidos pelo organismo, sendo necessária a manutenção anual.”

3 – Como emagrecer sem flacidez no corpo?

Às vezes, as intervenções cirúrgicas são as melhores opções, principalmente na região abdominal. Com relação aos braços e às coxas, nem tanto, já que podem aparecer cicatrizes grandes. Por isso, a profissional recomenda, nesses casos, sessões de radiofrequência.

“É um tratamento que atua através do calor e tem uma excelente resposta. Ele também pode ser associado ao ultrassom microfocado e aos bioestimuladores de colágeno”, revela a dermatologista. Esses tratamentos também são realizados em mais de uma sessão, mas não são recomendados para lactantes, portadores de doenças autoimunes e grávidas.

Fontes: Marco Quintarelli, nutricionista com especialização em Nutrição Integrada; e Fátima Tubini, médica especialista em Dermatologia (título concedido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia).