Ácido hialurônico: tudo sobre o ingrediente favorito do universo da beleza

Beleza Bem-estar
16 de Março, 2023
Ácido hialurônico: tudo sobre o ingrediente favorito do universo da beleza

Ativo mais querido do mundo da dermatologia e do skincare, o ácido hialurônico é quase onipresente nas fórmulas de cosméticos e em procedimentos estéticos. 

Contudo, o que pouca gente sabe é que a substância é naturalmente produzida pelo organismo, e possui uma série de funções importantes. 

A seguir, conheça todas as propriedades do ácido hialurônico e muito mais.

Veja também: Travesseiro da beleza funciona contra as rugas?

O que é e para que serve o ácido hialurônico?

O ácido, também conhecido como hialuronano ou hialuronato, é uma grande molécula de açúcar, de aspecto escorregadio e pegajosa, mas há um motivo para isso. Ele circula por todo o corpo, sobretudo pela pele. Sua função é conferir volume para pele, forma ao redor dos olhos, assim como a lubrificação das articulações. Além disso, o ácido hialurônico preenche os espaços vazios entre as células. 

Embora seja abundante no organismo, a produção costuma cair conforme envelhecemos. A partir dos 25 anos de idade, o corpo começa a diminuir a quantidade da substância e do colágeno. Como resultado, a pele começa a ficar mais flácida, e linhas de expressão aparecem.

Quando a indústria descobriu que poderia obter a fonte por meio de outras alternativas, surgiram os primeiros cosméticos com o ativo, a fim de melhorar o aspecto da pele. Afinal, ele também possui poder hidratante, deixando a superfície do corpo mais lisa e suave ao toque.

Evolução na indústria

skincare

Apesar do bom desempenho em fórmulas de skincare, a indústria precisava de mais recursos para retardar o envelhecimento. Afinal, o uso tópico do ácido funciona de forma superficial, e alguns resultados de melhoria de linhas finas demoram de semanas a meses.

Então, após inúmeros testes, foi lançado o primeiro preenchedor com ácido hialurônico, para uso profissional em consultórios. 

A novidade surgiu nos anos 1990. Antes disso, os preenchedores continham silicone, parafina e outras substâncias condenadas pela dermatologia. 

A princípio, o ácido hialurônico era obtido a partir do pente de galo e de outras fontes de origem animal. Contudo, com o avanço da biotecnologia, a matéria-prima vem do trabalho de algumas bactérias, que realizam a fermentação de substratos vegetais.

Ácido hialurônico na dermatologia

Hoje, o mercado conta com diversas marcas de ácido hialurônico injetável, que atua como um potente preenchedor facial.

É possível aplicar a substância para vários objetivos: diminuir a profundidade de olheiras, aumentar o volume dos lábios, preencher linhas de expressão (o bigode chinês, por exemplo) e dar contorno e forma a queixo, bochechas e outras áreas do rosto. 

Uso na medicina

ácido hialurônico

Engana-se quem pensa que o queridinho do skincare se limita ao resultado estético. A medicina o considera um grande aliado no tratamento de alguns problemas de saúde.

Na área da ortopedia, se utiliza o ácido hialurônico para preencher áreas com perda de cartilagem, como os joelhos. Então, a substância atua como uma espécie de substituto da cartilagem, reduzindo o atrito entre as articulações.

Com aplicações periódicas, o paciente consegue recuperar a mobilidade e ter mais qualidade de vida, com menos dores e incômodos. 

No entanto, o tratamento é útil em alguns estágios de artrose — dependendo do caso, a solução é apenas cirúrgica. 

Como melhorar a produção de ácido hialurônico?

A alimentação é essencial para prevenir possíveis enfermidades, como a própria artrose, e manter a vitalidade da pele em todas as fases da vida. Confira os alimentos que são fontes de ácido hialurônico:

Carnes

As carnes são conhecidas como fontes de proteína animal e de vitaminas, sobretudo as do complexo B, como a vitamina B12. Mas também promovem a maior produção de colágeno (também essencial para a saúde da pele) e de ácido hialurônico. 

Folhas verdes escuras

As folhas verdes escuras como a couve e o espinafre são ótimas para ajudar na produção de ácido hialurônico, pois contêm uma grande quantidade de vitamina A, outra aliada da pele e que também impulsiona a produção desse ácido.

Óleo de fígado de bacalhau

O óleo de fígado de bacalhau é um tipo popular de suplemento de óleo de peixe, graças à abundância em diversos nutrientes benéficos para a saúde, como vitamina A, D e os ácidos graxos (gorduras saudáveis), assim como ômega-3.

Assim, devido à abundância em vitamina A, o óleo ajuda na produção de ácido hialurônico e beneficia a aparência e saúde da pele de forma geral. 

Frutas cítricas

As frutas cítricas, como laranja e kiwi, são famosas fontes de vitamina C, que promove a maior produção do ácido. Por isso, adicionar essas frutas na dieta pode ser extremamente vantajoso para a saúde, elasticidade e maciez da pele.

Perguntas frequentes

A alimentação pode suprir a quantidade de ácido hialurônico?

Comer bem e apostar em boas fontes pode trazer benefícios à pele. No entanto, não podemos lutar contra um processo inevitável, que é o envelhecimento.

Logo, outros hábitos e tratamentos são necessários para manter a pele jovem. Além dos preenchimentos e soluções estéticas, evitar a exposição excessiva ao sol, tabagismo, álcool e o sedentarismo podem favorecer a beleza da pele. 

O preenchimento com ácido hialurônico é perigoso?

Atualmente, a tolerância ao ácido hialurônico costuma ser positiva, sem efeitos colaterais. Todavia, é importantíssimo realizar qualquer procedimento com profissionais de confiança.

Ou seja, médicos e cirurgiões-dentistas. Somente esses especialistas têm autorização para realizar a aplicação com segurança e técnica. Infelizmente, muitas pessoas são vítimas de tratamentos feitos por quem se afirma profissional, mas que não possui tal gabarito. 

Além disso, diversos pacientes acreditam que fizeram um procedimento com ácido hialurônico, mas que teve o uso de substâncias nocivas, como o PMMA ou até produtos falsificados. 

Portanto, a dica é buscar clínicas e locais reconhecidos para não cair nessas armadilhas. Duvide de preços abaixo do mercado e não confie apenas em número de seguidores e “fama da internet”. 

Contraindicações

Mulheres gestantes ou que estão amamentando precisam aguardar para se submeter a uma intervenção com ácido hialurônico. Indivíduos com histórico de alergias ou que estão passando por graves problemas de saúde precisam de avaliação médica.

Referências: Cleveland Clinic; Harvard Medical School; e National Library of Medicine.

 

 

Sobre o autor

Amanda Preto
Jornalista especializada em saúde, bem-estar, movimento e professora de yoga há 10 anos.

Leia também:

lesões no beach tennis
Bem-estar Movimento

Lesões no beach tennis: joelho e ombro são as mais comuns. Veja como evitar

Assim como em outras atividades, também há risco de lesões no Beach Tennis. Portanto, veja dicas de como evitar lesões como epicondilite lateral.

fasting mimicking
Alimentação Bem-estar

Diet Fasting Mimicking: o que é o método que imita jejum?

A metodologia restringe calorias por um período de tempo determinado

óleo de coco
Alimentação Bem-estar

Óleo de coco: benefícios e possíveis usos

Multiuso e cheio de benefícios, o óleo de coco é um dos destaque do momento para quem procura uma vida mais saudável. Saiba mais