Saiba como controlar o excesso de suor no rosto

7 de fevereiro, 2022

Você já parou para pensar no papel que o suor desempenha no funcionamento do organismo? Esse é o mecanismo utilizado pelo corpo para regular sua temperatura interna, uma função importante sobretudo pela sensação de alívio que promove quando está calor. Por ser controlada pelo sistema nervoso, a sudorese é involuntária, sendo que algumas pessoas sofrem com uma quantidade maior que a normal. Entenda, por exemplo, as causas e o tratamento para o excesso de suor no rosto.

Causas do excesso de suor no rosto

Chamado também de transpiração, esse líquido é produzido por glândulas sudoríparas espalhadas por todas as regiões do corpo, sendo que a maioria fica nas mãos, nos pés e na face. Inclusive, a quantidade desregulada de suor no rosto é uma das principais reclamações de quem sofre com a hiperidrose

De acordo com Roberta Padovan, dermatologista, o suor se torna excessivo quando começa a incomodar e até a prejudicar a qualidade de vida do indivíduo, atrapalhando sua autoestima e sua rotina social e profissional. 

Nesse sentido, a condição se divide em dois tipos diferentes: a localizada, que surge em regiões específicas do corpo, e a generalizada, que se manifesta por todas as regiões. “O suor excessivo no rosto recebe o nome de hiperidrose craniofacial”, afirma Roberta, que detalha algumas causas do problema: calor excessivo, prática de exercícios físicos e alterações hormonais ou genéticas. 

Além disso, alguns medicamentos, produtos faciais, alimentos apimentados e até desordens emocionais, como ansiedade e estresse, podem levar à hiperidrose. Há ainda a possibilidade do suor excessivo no rosto ser resultado de doenças como diabetes, problemas na tireoide e cardiovasculares

Tratamentos indicados

A médica diz que o tratamento para o suor excessivo no rosto inclui o uso de produtos formulados com diferentes ativos, entre eles o cloridróxido de alumínio. “Ele é capaz de diminuir a quantidade de suor no rosto, mas deve ser utilizado conforme orientação do dermatologista.” Além disso, se a condição estiver associada a alguma doença, é isso que irá ditar os procedimentos adequados. 

O mercado hoje disponibiliza também antitranspirantes que podem ser utilizados não apenas nas axilas, mas em outras regiões, como o rosto. Essa pode ser uma solução para controlar o excesso de suor.

Outra possível recomendação do dermatologista é a aplicação regular de botox. Isso é feito com o objetivo de equilibrar a produção e a liberação do suor. “Normalmente, o tratamento com botox dura entre 6 e 8 meses. Ele deve ser feito apenas por um profissional especializado, pois se trata de uma região delicada.”

Como lidar com o excesso de suor no rosto

Roberta sugere algumas estratégias que podem ajudar a diminuir o excesso de suor. A primeira é escolher roupas adequadas para o ambiente e o clima, fazendo com que não haja tanto aumento na temperatura do corpo. 

Também é fundamental secar-se bem após o banho, depilar as axilas e evitar alimentos que estimulam o suor. Chamados de termogênicos, eles aceleram o metabolismo, elevando a produção de diferentes hormônios, inclusive a adrenalina, o que provoca maior transpiração. 

Mantenha ainda uma boa hidratação, tomando cerca de 2 litros de água por dia, preste atenção nos produtos e cosméticos para o rosto, já que eles podem obstruir os poros, e sempre retire a maquiagem e limpe bem a face antes de dormir

Fonte: Dra. Roberta Padovan, dermatologista.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.