Cuidados com as axilas que você deve ter no verão

Beleza Bem-estar Saúde
14 de Janeiro, 2022
Cuidados com as axilas que você deve ter no verão

Passar desodorante diariamente é uma etapa da rotina de skincare, mas muita gente não sabe disso. Na verdade, os cuidados com as axilas devem ir muito mais além, principalmente no verão, quando as temperaturas estão mais altas. Entenda:

Cuidados com as axilas no verão

1 – Higienize adequadamente

O primeiro passo é limpar. Você pode utilizar um sabonete neutro e uma esponja, fazendo movimentos suaves para não agredir a pele.

2 – Cuidados com as axilas: Seque com uma toalha limpa (e não compartilhe o objeto!)

Em seguida, use uma toalha limpa para secar bem a região. Isso porque deixar o local úmido pode contribuir para a proliferação de fungos e bactérias que aumentam os odores. E nada de compartilhar o objeto, viu?

Leia também: Peles sensíveis: principais cuidados no verão para evitar manchas

3 – Vai à praia ou à piscina? Previna-se de micoses

Pouca gente sabe, mas a infecção fúngica conhecida como micose também pode acometer as axilas. “E o verão é a estação mais propícia para isso, uma vez que os fungos se desenvolvem especialmente nas dobras do corpo e em ambientes onde prevalecem o calor e a umidade”, explica o dermatologista Werick França.

Por isso, se for à praia ou à piscina, tente tomar banho assim que chegar em casa, remova as sobras de filtro solar, seque bem a pele, não use roupas úmidas por longos períodos (dando preferência a peças confortáveis), e, por fim, evite o acúmulo de suor e umidade nas axilas.

4 – Cuidados com as axilas: Aplique protetor solar

“O fotoprotetor deve ser utilizado em todas as áreas do corpo. É muito comum as pessoas, sobretudo quando expostas diretamente aos raios ultravioletas à beira da praia ou da piscina, se esquecerem de passar o produto em regiões não habituais. Por sua vez, essas áreas estão em contato direto com a água e a areia. Há um risco muito alto de manchas, lembrando que locais como as axilas já sofrem na depilação por conta da inflamação e são suscetíveis a manchas”, afirma o médico dermatologista Daniel Cassiano.

Leia também: Pele madura: Cuidados e etapas do skincare que você deve adotar

5 – Desodorante ou antitranspirante?

“Desodorante, como o próprio nome diz, tem a função de acabar com o odor por meio de substâncias químicas como o triclosan. Ele inibe o crescimento de bactérias na pele, reduzindo ou eliminando, desse modo, o cheiro ruim”, explica o médico Franklin Veríssimo, que atua com medicina estética.

Por outro lado, as partículas de alumínio presentes no antitranspirante “formam estruturas bloqueadoras que provocam o fechamento dos dutos das glândulas sudoríparas, reduzindo a produção de suor. Dessa forma, existe o risco de obstrução dos poros e consequente inflamação”, complementa o profissional.

Ou seja, se você tem a pele sensível, talvez seja melhor optar pelo primeiro produto. Mas converse com seu médico antes!

6 – Cuidados com as axilas: Esfolie a cada 15 dias

Etapa é especialmente importante para quem sofre com a foliculite (inflamação na raiz dos pelos). Usando uma esponja mais áspera ou um esfoliante, faça movimentos circulares, tomando cuidado para não machucar a pele. O procedimento pode ser repetido a cada 15 dias, ou de acordo com a recomendação médica.

Fontes: Werick França, médico dermatologista; Daniel Cassiano, dermatologista da Clínica Gru Saúde e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia; e Franklin Verissimo, médico com formação em medicina estética. 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Mesa flexora e cadeira flexora
Bem-estar Movimento

Mesa flexora e cadeira flexora: quais as diferenças e qual é a melhor?

Quem pratica musculação em academias, provavelmente vai se deparar com dois exercícios muito comuns no “leg day”: mesa flexora e cadeira flexora. Além do nome parecido,

Transplante de rim
Saúde

Transplante de rim: órgão doado faz falta? Quem pode doar? Entenda

Indicado para pessoas com doença renal crônica, transplante do novo órgão permite que o corpo volte a filtrar e eliminar líquidos e toxinas

Endometriose e saúde mental
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Endometriose e saúde mental: como cuidar de si mesma?

Desconfortos podem causar uma série de desafios emocionais, por isso é importante cuidar da saúde mental