Dieta Dubrow promete perda de peso e prevenção de rugas. É segura?

Alimentação Bem-estar
27 de Junho, 2022
Dieta Dubrow promete perda de peso e prevenção de rugas. É segura?

A dieta Dubrow é um plano alimentar lançado em 2018. Perda de peso, controle da glicemia e (pasme!) rejuvenescimento da pele são algumas das vantagens destacadas por seus criadores. Contudo, será que ela realmente funciona e é segura para todos? Saiba mais a seguir:

O que é a dieta Dubrow

O livro The Dubrow Diet: Interval Eating to Lose Weight and Feel Ageless, que contém a explicação teórica do método nutricional, foi lançado em 2018 por um casal famoso nos Estados Unidos. Ele, Dr Terry Dubrow, é um conhecido cirurgião plástico e apresentador do programa estadunidense Botched; enquanto ela, Heather Dubrow, é atriz e participou do elenco da série Real Housewives of Orange County.

O plano alimentar combina jejum intermitente com cardápios reduzidos em carboidratos (mas sem contar calorias e macronutrientes ou cortar o álcool, dizem os autores) a fim de acelerar o metabolismo, promover a queima da gordura corporal e estimular a renovação celular por meio da autofagia — isto é, quando as células do próprio corpo usam elas mesmas como fonte de energia, degradando, assim, as consideradas“defeituosas”.

Esse último benefício seria capaz, de acordo com o casal, de “ativar a capacidade antienvelhecimento do corpo”. Eles comparam, aliás, o método a uma cirurgia plástica com menos efeitos colaterais.

O livro defende que o foco deve estar em três características da alimentação: O QUE, QUANDO e QUANTO comemos. O QUE diz respeito à qualidade dos alimentos; QUANTO, à quantidade; e, por fim, QUANDO refere-se ao jejum de 12 a 16 horas defendido pela dieta.

Leia também: Sopa no café da manhã? Hábito inusitado pode trazer benefícios

Três fases da dieta Dubrow

A dieta Dubrow possui três etapas:

Fase 1: Red Carpet Ready

Pode durar de dois a cinco dias, e consiste em um jejum intermitente 16:8 — ou seja, 16 horas do dia sem comer, e oito de janela alimentar (alimentação permitida). A intenção dos criadores, nesse período, é redefinir as sensações de fome e saciedade para que a pessoa comece a dieta de forma correta.

Alimentos recomendados durante a janela incluem de 170 a 340g de proteínas magras, uma a duas porções de gorduras saudáveis, 15g de nozes ou sementes, uma porção de laticínios, 1,5 a três xícaras de vegetais sem amido, uma porção pequena de frutas e meia xícara de carboidratos complexos.

Ainda, você pode beber água, café, chá e qualquer bebida zero calorias, mas nada de álcool.

Fase 2: Summer is Coming

A segunda etapa do método não tem período estipulado — o livro fala que ela deve ser mantida até o indivíduo chegar ao peso desejado. Nela, o jejum também está presente, mas o tempo sem comer pode variar de 12 a 16 horas por dia.

Aqui, o cardápio é praticamente o mesmo, com um pequeno aumento nas quantidades de gorduras boas e carboidratos complexos. Agora, é possível consumir bebidas alcoólicas em volumes moderados.

Fase 3: Look Hot While Living Like a Human

Por fim, a última etapa serve para a manutenção do peso perdido. Em cinco dias da semana, a pessoa segue um jejum intermitente de 12 horas. Nos dois restantes, recomenda-se o protocolo 16:8.

O cardápio continua parecido com o da fase 2, mas “dias do lixo” podem ser adotados ocasionalmente — momentos de alimentação livre.

O que comer na dieta Dubrow

A Dieta Dubrow estabelece diretrizes gerais sobre os alimentos você deve comer. Ela enfatiza vários grupos de alimentos saudáveis, como proteínas magras, gorduras saudáveis ​​e vegetais sem amido. Veja alguns exemplos:

Além disso, aconselha-se limitar sua ingestão de álcool a uma bebida por dia e manter apenas uma porção de frutas nos dias das bebidas.

Leia também: Suco de romã emagrece? Conheça a bebida

O que evitar na dieta Dubrow

Alimentos altamente processados ​​e refinados devem ser limitados na dieta Dubrow, incluindo:

  • Alimentos processados: refeições congeladas, batatas fritas, fast food, pizzas congeladas;
  • Grãos refinados: pão branco, massas, biscoitos, panquecas, tortilhas de farinha, bolachas, arroz branco;
  • Bebidas açucaradas: refrigerantes, bebidas energéticas, sucos, chá doce, bebidas esportivas;
  • Carnes com alto teor de gordura: bacon, bife, barriga de porco, costela de cordeiro, salsicha;
  • Óleos refinados: óleo de canola, óleo de milho, óleo de soja, gorduras hidrogenadas.

Lembre-se de que é possível incluir esses alimentos de vez em quando no dia a dia, pois o plano permite dias mais livres nas últimas etapas.

Possíveis riscos e benefícios

Um aspecto positivo da dieta Dubrow é que o plano alimentar prioriza alimentos in natura e minimamente processados. Alimentos menos processados ​​​​não são apenas opções mais densas em nutrientes, mas também geralmente contêm menos aditivos, como açúcar extra, gordura, sódio e corantes. O que é ótimo para quem deseja seguir, sobretudo, uma alimentação mais saudável.

Contudo, algumas ressalvas precisam ser feitas a respeito da metodologia. Apesar de os autores afirmarem que ela não conta calorias e macronutrientes, pode haver uma restrição calórica muito radical por conta do jejum (sobretudo se você segui-la sem um acompanhamento nutricional). Além disso, algumas pessoas não podem fazer o jejum intermitente.

Por fim, a ciência não apoia todas as promessas da dieta Dubrow, sobretudo as que dizem respeito ao rejuvenescimento da pele. A relação entre autofagia e beleza, por exemplo, é uma nova e excitante área de pesquisa que mostra alguns resultados favoráveis, mas que ainda necessita de estudos mais robustos e longos. Mesmo assim, o casal responsável pelo livro sugere que a autofagia fornecerá efeitos antienvelhecimento comparáveis ​​à cirurgia plástica — o que não é verdade.

Descubra seu peso ideal. É grátis! Saiba se seu peso atual e sua meta de peso são saudáveis com Tecnonutri.
cm Ex. 163 kg Ex. 78,6

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

chá de canela
Alimentação Bem-estar

Chá de canela: para que serve, benefícios e como preparar

A bebida é uma ótima opção para esquentar o corpo — muitos afirmam, ainda, que ela emagrece. Saiba tudo sobre o chá de canela

Farinha de chia
Alimentação Bem-estar

Farinha de chia: benefícios e opções de receitas

A farinha de chia é obtida a partir da moagem das sementes de chia, trazendo praticamente os mesmos benefícios dessas sementes

mulher fazendo o exercício stiff na academia
Bem-estar Movimento

Stiff fortalece pernas e glúteos: conheça os benefícios, dicas e como fazer

O stiff é uma ótima opção de exercício para quem quer trabalhar glúteos e posteriores de coxa