Óleo de coco: benefícios que você precisa conhecer

15 de julho, 2019

Multiuso e cheio de benefícios, o óleo de coco é um dos destaque do momento para quem procura uma vida mais saudável. E esse sucesso não é à toa: além de poder ser usado nos fios e na pele, na alimentação e ainda funciona como grande aliado na rotina fitness.

Ele é é rico em vitaminas A, D, E e K, que ajudam a controlar o colesterol e a aumentar a quantidade de gordura boa no corpo. Assim, essa composição é responsável pelo auxílio prestado no emagrecimento e na disposição, por sua facilidade de absorção e transformação em energia.

Leia também: Queijo minas, cottage e ricota: Benefícios dos queijos brancos

Entre os que costumam pegar pesado no treino, por exemplo, o óleo de coco com café ficou famoso. Chamada de “bulletproof”, essa combinação é uma boa estratégia de pré-treino, pois o café e o óleo de coco tem ação termogênica, e a gordura proveniente do óleo também fonte de energia.

Porém, vale ressaltar que a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia afirma que o óleo de coco não deve ser usado regularmente na culinária, como óleo de cozinha, “devido ao seu alto teor de gorduras saturadas e pró-inflamatórias.”

Benefícios do óleo de coco

  • Controla a vontade louca de comer carboidratos
  • Acelera o metabolismo
  • Melhora a prisão de ventre
  • Reduz o colesterol
  • Melhora a imunidade
  • Age contra o envelhecimento precoce
  • Hidrata pele e cabelo
  • Ajuda no combate à diabetes
  • Altamente cicatrizante, o óleo de coco ajuda na recuperação de queimaduras, picadas de insetos e até mesmo na acne
  • Por fim, usá-lo para retirar a maquiagem pode ser uma ótima maneira de limpar e ainda hidratar a pele do rosto ao mesmo tempo

Efeitos antimicrobianos

O ácido láurico constitui cerca de 50% dos ácidos graxos do óleo de coco. Assim, quando o corpo digere ácido láurico, ele forma uma substância chamada monolaurina. Tanto o ácido láurico quanto a monolaurina podem matar bactérias, vírus e fungos. Porém, não há comprovação de que ele reduza o risco de resfriado comum ou outras infecções internas.

Além disso, há evidências de que o uso de óleo de coco como enxaguante bucal beneficia a higiene oral.

Mas, óleo de coco emagrece?

Sozinho ele não faz milagre, assim como nenhum outro alimento ou nutriente. É importante sempre associá-lo a uma dieta equilibrada. Dessa maneira, ele reduz até sete vezes mais gordura abdominal, segundo um estudo recente da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos. 

Antes de introduzir esse tipo de óleo na alimentação, é sempre importante consultar um profissional para que ele possa auxiliar a forma de consumo e a quantidade necessária diária.

Desvantagens 

A dieta não incentiva a reeducação alimentar e não fornece informações sobre uma alimentação saudável.

É necessário cautela no consumo, uma vez que 1 ml de óleo tem aproximadamente 9 calorias, e a ingestão excessiva pode aumentar o aporte calórico da alimentação, além de ultrapassar a recomendação diária de ingestão de gordura. 

Ingredientes para fazer óleo de coco em casa

  • 3 copos (200ml) de água de coco
  • 2 cocos (de casca marrom) cortados em pedaços pequenos

Modo de preparo

Bata os ingredientes no liquidificador. Coe a mistura e coloque a parte líquida numa garrafa em um ambiente sem iluminação por 48 horas. Depois, deixe a garrafa em um ambiente fresco, sem iluminação, a uma temperatura média de 25ºC por 6 horas.

Passado esse período, a garrafa deve ser colocada na geladeira, na vertical, por mais 3 horas. O óleo irá ficar duro e, para tirá-lo, deve-se cortar a garrafa plástica na linha onde há a separação da água com o óleo. Transfira somente o óleo para um outro recipiente com tampa. Assim que ficar líquido, o óleo de coco estará pronto para consumo. Além disso, a validade é de cerca de 2 anos e você não vai precisar guardá-lo na geladeira.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.