Óleo de coco: benefícios e possíveis usos

Alimentação Bem-estar
21 de Fevereiro, 2024
Óleo de coco: benefícios e possíveis usos

Multiuso e cheio de benefícios, o óleo de coco ganhou fama entre quem procura uma vida mais saudável. E esse sucesso não é à toa: além de poder ser usado no cabelo e na pele, o ingrediente deixa as receitas com um gostinho delicioso!

Ele é é rico em vitaminas A, D, E e K, que contribuem para o equilíbrio do colesterol e para o aumento da quantidade de gordura boa no corpo. Assim, essa composição é responsável pelo auxílio prestado no emagrecimento e na disposição, por sua facilidade de absorção e transformação em energia.

Entre os que costumam pegar pesado no treino, por exemplo, é comum misturar óleo de coco com café. Chamada de bulletproof coffee, essa combinação é uma boa estratégia de pré-treino, pois o café e o óleo de coco têm ação termogênica, e a gordura proveniente do óleo também serve como fonte de energia durante o esforço intenso.

Porém, nem tudo são flores. Vale ressaltar que a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) afirma que o óleo de coco não deve ser usado regularmente na culinária, como óleo de cozinha, “devido ao seu alto teor de gorduras saturadas e pró-inflamatórias”. Saiba mais sobre o alimento e as discussões que o cercam: 

Para que serve o óleo de coco?

Muitos são os possíveis usos do óleo de coco. Começando pela alimentação, alguns apostam no bulletproof coffee, como já explicamos acima. Mas a maioria dos amantes do alimento o usam como substituto do óleo convencional em diferentes receitas e preparos. Isso porque acredita-se que ele é uma opção mais saudável — o que não é defendido pela SBEM. 

Para entender melhor, confira as informações nutricionais de uma colher de sopa de óleo de coco (do tipo extra virgem): 

  • 125 calorias; 
  • 0g de carboidratos
  • 14g de gorduras totais; 
  • 13g de gorduras saturadas (representando quase 60% da recomendação diária!). 

Já a mesma quantidade de azeite de oliva carrega: 

  • 70 calorias; 
  • 0g de carboidratos; 
  • 8g de gorduras totais; 
  • 1,19g de gorduras saturadas.

Por fim, uma colher de sopa de óleo de girassol tem: 

  • 66 calorias; 
  • 0g de carboidratos; 
  • 7,3g de gorduras totais; 
  • 0,86g de gorduras saturadas.

Ou seja, o óleo de coco é mais calórico do que as outras opções! Sem contar que é carregado em gorduras saturadas, um nutriente que pode aumentar o risco cardiovascular quando consumido em excesso.

Portanto, se depois dessa informação, você decidiu não incluir o item no cardápio, saiba que ele também pode ser utilizado na rotina de beleza. Ele é um dos ingredientes do processo de umectação: você passa óleo de coco nas mechas e deixa agir por algumas horas (ou da noite para o dia). Desse modo, garante mais nutrição aos fios e um cabelo com mais brilho e saúde. Há também quem aplique na pele para hidratar e aliviar inflamações (como as produzidas pela acne).

Benefícios do óleo de coco    

  • Ação termogênica;
  • Melhora da prisão de ventre;
  • Redução do colesterol;
  • Melhora da imunidade;
  • Ação contra o envelhecimento precoce;
  • Hidratação da pele e do cabelo;
  • Altamente cicatrizante, o óleo de coco ajuda na recuperação de queimaduras, picadas de insetos e até mesmo na acne (consulte o seu dermatologista);
  • Por fim, usá-lo para retirar a maquiagem pode ser uma ótima maneira de limpar e ainda hidratar a pele do rosto ao mesmo tempo.

Ácido láurico: o ingrediente secreto do óleo de coco

O ácido láurico constitui cerca de 50% dos ácidos graxos do óleo de coco. Assim, quando o corpo digere ácido láurico, ele forma uma substância chamada monolaurina. Tanto o ácido láurico quanto a monolaurina podem matar bactérias, vírus e fungos. Porém, não há comprovação de que ele reduza o risco de resfriado comum ou outras infecções internas.

Leia também: Ácido láurico, presente no óleo de coco, ajuda na perda de peso

Mas, óleo de coco emagrece?

Sozinho ele não faz milagre, assim como nenhum outro alimento ou nutriente. É importante sempre associá-lo a uma dieta equilibrada. Afinal, como já descobrimos anteriormente, ele é calórico e rico em gorduras saturadas. 

Antes de introduzir esse tipo de óleo na alimentação, é sempre importante consultar um profissional para que ele possa auxiliar a forma de consumo e a quantidade necessária diária.

Leia também: Óleo de coco emagrece?

Desvantagens 

É necessário cautela no consumo, uma vez que 1 ml de óleo tem aproximadamente 9 calorias, e a ingestão excessiva pode aumentar o aporte calórico da alimentação, além de ultrapassar a recomendação diária de ingestão de gordura. 

Como fazer óleo de coco em casa?

  • 3 copos de água de coco;
  • 2 cocos (de casca marrom) cortados em pedaços pequenos.

Modo de preparo:

Bata os ingredientes no liquidificador. Coe a mistura e coloque a parte líquida numa garrafa em um ambiente sem iluminação por 48 horas. Depois, deixe a garrafa em um ambiente fresco a uma temperatura média de 25ºC por 6 horas.

Em seguida, a garrafa deve ser colocada na geladeira, na vertical, por mais 3 horas. O óleo irá ficar duro e, para tirá-lo, deve-se cortar a garrafa plástica na linha onde há a separação da água com o óleo. Transfira somente o óleo para um outro recipiente com tampa. Assim que ficar líquido, o óleo de coco estará pronto para consumo. Além disso, a validade é de cerca de 2 anos e você não vai precisar guardá-lo na geladeira.

Leia também: Dieta do óleo de coco funciona? Descubra

Como usar óleo de coco no cabelo?

No cabelo seco, divida os fios em mechas. Então, aplique óleo de coco líquido em cada uma (cerca e uma colher de sobremesa por mecha), tomando cuidado para não deixar o óleo atingir a raiz. Assim que terminar, prenda o cabelo em uma touca de cetim e deixe agir por cerca de seis horas (ou do dia para a noite). Ao fim, lave o cabelo normalmente. 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher na academia fazendo elevação pélvica no banco
Bem-estar Movimento

Elevação pélvica com a barra ou na máquina: qual é melhor?

Exercício é um dos queridinhos quando o assunto é fortalecer os glúteos. Mas qual variação é melhor: elevação pélvica com a barra ou na máquina?

óleo de coco emagrece?
Alimentação Bem-estar

Óleo de coco emagrece?

Extraído do fruto maduro, o óleo de coco virou febre principalmente por sua fama de que emagrece. Mas será que ele tem esse poder?

foto de um prato com minestrone
Alimentação Bem-estar Receitas

Como fazer a sopa típica de um dos lugares mais longevos do mundo

Minestrone é uma sopa típica da Itália que leva diferentes vegetais e arroz ou macarrão. Veja como fazer o prato que esbanja nutrientes