Ceia de Natal sem glúten: Pratos permitidos e como adaptar as receitas

Alimentação Bem-estar
16 de Dezembro, 2022
Ceia de Natal sem glúten: Pratos permitidos e como adaptar as receitas

As festas de fim de ano são marcadas por algumas delícias típicas: rabanada, panetone, massas… Mas não para alguns. Os celíacos, por exemplo, geralmente precisam evitar esses pratos. Contudo, com algumas dicas e adaptações, você pode aproveitar uma ceia de Natal sem glúten de respeito! Veja como:

Afinal, o que é o glúten?

O glúten nada mais é do que a proteína vegetal encontrada nos cereais (como trigo, aveia, cevada, malte e centeio), e em todos os alimentos feitos com esses ingredientes — é o caso dos pães, das massas, das pizzas, da cerveja…

Mas por que alguns não podem comer o ingrediente?

Teoricamente, consumir glúten no dia a dia não traz riscos à saúde. Contudo, o problema é que cada vez mais pessoas vêm apresentando alergia ao trigo. Nesses casos, os alérgicos podem ter sintomas — por exemplo, manchas e irritação na pele, tosse, chiado, falta de ar, dor abdominal, náusea, vômito, diarreia, desmaio e até morte.

Além disso, há quem sofra com a intolerância ao glúten: também chamada de sensibilidade ao glúten, ela geralmente é gerada pelo alto consumo de trigo e cereais com glúten, o que geraria uma má digestão desse nutriente. E uma vez que o glúten é composto de uma mistura de proteínas longas (gliadina e glutenina), elas podem se alojar na parede do intestino, causando desconforto.

Por fim, existe a doença celíaca: doença autoimune que leva a uma reação exagerada do sistema imunológico ao glúten, e pode ter origem genética. Essa doença afeta primeiramente o intestino delgado, diminuindo as vilosidades e causando um processo inflamatório, alterando assim a absorção de vários nutrientes.

Por isso, nos três casos, recomenda-se tirar o trigo e todos os seus derivados da dieta.

Leia também: Receitas de farofa low carb, light e vegana para o Natal

Alimentos permitidos na ceia de Natal sem glúten

No geral, as proteínas estão liberadas. Desde que não estejam acompanhadas de molhos ou preparações que levam farinha de trigo, centeio, malte, aveia ou cevada. Confira, então, as delícias típicas que você pode comer:

Peru assado

O peru concentra pouca gordura e é fonte de proteínas, excelente para quem deseja aumentar o percentual de massa magra corporal. Duas fatias contêm aproximadamente 24g de proteínas e, em contrapartida, apenas 2g de gordura! Isso sem falar nas vitaminas e nos minerais presentes.

Leitão assado

Também é fonte de proteína, além de vitaminas do complexo B (essenciais para a saúde do organismo), ferro (previne a anemia), selênio (combate o envelhecimento precoce), zinco (evita doenças neurodegenerativas) e potássio (fortalece os ossos).

Ceia de Natal sem glúten: Bacalhau

E o que seria do Natal sem uma boa bacalhoada, não é mesmo? Além disso, esse peixe é outra excelente opção de proteína para a ceia saudável. Isso porque é saboroso, tem alto valor nutritivo, apresenta fácil digestão, é rico em minerais – como o ferro e fósforo –, possui vitaminas A, E e D, tem colesterol quase zero e concentra gorduras boas.

Arroz com legumes, castanhas e passas

O arroz é fonte de carboidratos, que dão energia. As castanhas, por outro lado, concentram gorduras boas, indicadas para equilibrar os níveis de colesterol no sangue e para reforçar a saúde do coração.

Os legumes são ricos em diversos nutrientes. Por fim, as passas são recheadas de vitaminas do complexo B, além de minerais como o ferro, essenciais para prevenção de anemia.

Leia também: Calorias das comidas típicas de Natal — e como diminuí-las

Ceia de Natal sem glúten: Farofa

Desde que feita com farinha de milho ou mandioca. Vale ficar de olho na embalagem ao comprar esses ingredientes: apesar de naturalmente não apresentarem glúten, eles podem ser processados nas mesmas máquinas que o trigo, adquirindo resíduos da proteína em suas composições.

Frutas (secas ou in natura) e vegetais

Entradinhas de legumes, saladas, vegetais assados e frutas como sobremesa: pode consumir sem medo! Além de não conterem glúten, todos esses itens são ótimos para a saciedade e entregam inúmeros benefícios para a saúde.

Castanhas

Nozes, macadâmia, amendoim, pistache, castanha (do-pará e de-caju), amêndoas… E por aí vai. Mas só valem as nuts naturais — aquelas cobertas por uma “casquinha” crocante estão proibidas.

Leia também: Como comer saudável e manter a dieta em um hotel ou uma pousada?

Como adaptar as receitas para uma ceia de Natal sem glúten

Já existem inúmeras opções de pães, bolos, massas e farinhas sem glúten no mercado que podem, perfeitamente, substituir as versões feitas com trigo, malte e centeio. Portanto, ao fazer receitas com esses ingredientes, a grande dica para uma ceia sem glúten é simples: compre aqueles livres da proteína!

Contudo, se não foi você quem preparou a refeição, é melhor evitar:

  • Torradinhas;
  • Bolachinhas e biscoitos;
  • Pães;
  • Macarrão e massas;
  • Panquecas;
  • Cerveja;
  • Panetone;
  • Rabanada;
  • Além disso, tortas;
  • Pavê;
  • Bolo;
  • Sorvetes industrializados;
  • Por fim, carnes empanadas.

Além disso, algumas bebidas alcoólicas, como gin, vodka e whisky, são feitas com itens que contém glúten. Contudo, elas são destiladas tantas vezes que o processo pode eliminar toda a proteína existente. Em todo caso, cheque a embalagem do produto antes de beber.

Leia também: Sobremesas fit de Natal: 16 clássicos em versões mais saudáveis

Receitas de ceia de Natal sem glúten

Não quer passar vontade? Veja algumas opções para preparar no dia:

ceia de Natal sem glúten
ceia de Natal sem glúten
ceia de Natal sem glúten
ceia de Natal sem glúten
ceia de Natal sem glúten
ceia de Natal sem glúten
ceia de Natal sem glúten

Descubra seu peso ideal. É grátis! Saiba se seu peso atual e sua meta de peso são saudáveis com Tecnonutri.
cm Ex. 163 kg Ex. 78,6

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ovo ajuda no ganho de massa
Alimentação Bem-estar

Aumentar o consumo de ovos ajuda no ganho de massa muscular?

Um adulto deve ingerir cerca de 1 a 3 ovos por dia, mas recomendação pode mudar dependendo individuais

Cinco habitos
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Cinco hábitos indispensáveis para a saúde

Para iniciar uma mudança de comportamento, confira cinco atitudes simples para incorporar no dia a dia que trazem benefícios no futuro

Como lidar com a solidão
Bem-estar Equilíbrio

Como lidar com a solidão?

Abrir espaço para novas experiências e adotar um animal de estimação são algumas das dicas