Colesterol alto pode aumentar risco de câncer, diz estudo

31 de agosto, 2021

Não é de hoje que os estudos apontam que altos níveis de colesterol “ruim” têm efeitos negativos para a saúde, como aumento do risco de ataque cardíaco e derrame. Mas, um estudo recente sugere que os níveis elevados de colesterol também podem aumentar o risco de câncer.

Uma nova pesquisa da Universidade de Medicina de Duke, nos Estados Unidos, descobriu que os níveis de colesterol estão ligados a células cancerosas se tornando mais resistentes.

Especificamente, os cientistas observaram como algumas células cancerosas são capazes de superar os fatores de estresse no corpo que normalmente resultariam na morte celular.

Colesterol alto x risco de câncer: O que diz a ciência

O novo estudo conseguiu explicar como as células do câncer de mama usam o colesterol para desenvolver tolerância ao estresse.

Assim, as células cancerosas ficam “estressadas” quando tentam criar metástases e se espalhar a partir do local original do câncer. Frequentemente, eles morrem antes de poderem migrar.

“A maioria das células cancerosas morre ao tentar metastatizar – é um processo muito estressante”, disse Donald P. McDonnell, um dos autores da análise. No entanto, algumas células que não morrem ao migrar levam a outros tumores que crescem em outras partes do corpo.

Entender por que algumas células podem evitar esse estresse – e, portanto, a morte celular – pode ajudar os pesquisadores a tratar melhor o câncer.

“As poucas células que não morrem têm essa capacidade de superar o mecanismo de morte induzida pelo estresse”, disse McDonnell. “Descobrimos que o colesterol era essencial para alimentar essa capacidade”.

Assim, conforme as células cancerosas começam a crescer e aumentar em número, acredita-se que as células que são resistentes à morte celular provavelmente criarão células adicionais que também são resistentes a esse processo. Além disso, esta equipe de pesquisa já havia descoberto uma ligação entre colesterol alto e câncer de mama.

O que causa colesterol alto?

  • Dieta rica em gordura saturada: Encontrada em alimentos processados, carnes, manteiga e laticínios – aumenta a incidência de colesterol, assim como consumir muitos alimentos ricos em colesterol, como carne vermelha
  • Obesidade: Ou seja, ter um índice de massa corporal (IMC) maior que 30 significa que é mais provável que você tenha níveis mais baixos de colesterol bom (HDL) e níveis mais altos do ruim (LDL).
  • Sedentarismo: Quanto mais você se move, menor a probabilidade de estar com sobrepeso ou obesidade. Mas, essa não é a única maneira que o exercício afetar o colesterol. O treino também aumenta os níveis de colesterol bom e aumenta o tamanho das partículas de LDL, o que as torna menos prejudiciais.
  • Fumar: Se você não parou de fumar, o que está esperando? Pois, cigarro é causa de mortes por câncer de pulmão e pode desenvolver a doença em muitas outras partes do corpo. Mas, como se isso não fosse motivo suficiente, fumar reduz os níveis de HDL (bom) e danifica as paredes dos vasos sanguíneos.

Leia também: Colesterol alto traz consequências para o cérebro, aponta estudo

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.