Consumo de chás e amamentação: cuidados que a lactante deve ter

Alimentação Bem-estar Gravidez e maternidade Saúde
07 de Outubro, 2022
Consumo de chás e amamentação: cuidados que a lactante deve ter

O hábito de beber chás é associado, por muitos, a um estilo de vida mais saudável e natural. Contudo, nem todas as pessoas podem ingerir todos os tipos de ervas, sabia? No caso do consumo de chás durante a amamentação, por exemplo, é preciso ficar de olho em alguns detalhes. Saiba melhor:

Chás e amamentação: a questão da segurança alimentar

O primeiro ponto que a lactante deve ficar de olho é na questão da segurança alimentar. “Existem inúmeros tipos de chás disponíveis no mercado (ainda mais em um país tão grande como o nosso), e esse produto é utilizado de diversas maneiras, como a granel [isto é, a erva solta] ou em saquinhos industrializados”, explica a Dra Monica Fairbanks de Barros, ginecologista, obstetra e membro da Comissão Nacional Especializada em Aleitamento Materno da Febrasgo.

Desse modo, analisar a procedência do chá comprado é muito importante, especialmente no caso de quem amamenta. Isso porque, de acordo com a especialista, há o risco de contaminações biológicas (ou seja, por bactérias, fungos, parasitas ou insetos) e/ou químicas (por exemplo, de mercúrio e resíduos de produtos agrícolas).

“Existe, também, o problema da falsificação de plantas. Muitas vezes, não estamos ingerindo o que acreditamos ser. Por isso, é muito importante verificar a qualidade do chá (os de saquinho são mais seguros do que aqueles a granel), bem como prepará-lo no momento do consumo e sem exagerar na dosagem”, recomenda.

Leia também: Útero hiper-reativo: entenda condição que internou Carol Borba na gravidez

Quais chás a lactante pode tomar?

Além disso, é importante conhecer as ervas liberadas para as lactantes. A nutricionista Julia Andrade, da Ritual Sowl, indica aquelas com propriedades galactogogas. “Ajudam na produção do leite materno”, explica.

Como exemplos, a Dra Monica Fairbanks cita funcho, erva-doce, feno-grego, alcarávia (cominho) e urtiga-maior. “Elas ainda podem contribuir para o tratamento de gases e cólicas”, complementa.

Por fim, vale lembrar: converse com seu médico ou outro profissional especializado sobre o consumo de chás na amamentação, e fique atenta a possíveis efeitos colaterais. Além disso, diante da dificuldade de produção de leite, não deixe de conversar com o pediatra do seu bebê para que ele possa orientá-la sobre o aleitamento materno!

Leia também: Parar de menstruar é perigoso? Veja riscos e vantagens

Quais chás evitar durante a amamentação?

Por outro lado, as lactantes devem evitar algumas plantinhas. De acordo com as especialistas, são:

  • Aquelas que podem diminuir a produção do leite: erva-cidreira (ou melissa), orégano, salsinha, hortelã, tomilho, sálvia e jasmin;
  • Aumenta os riscos de hipotensão (pressão baixa) e contrações do útero: chá de carqueja;
  • Podem alterar o sabor do leite e prejudicar a saúde do bebê: chá preto, chá verde, chá mate, chá de carqueja, ginseng, gengibre, alcaçuz, cavalinha, alcachofra, macela, boldo, arnica, hibisco e anis-estrelado;
  • Não há comprovações de que sejam seguras durante a amamentação: canela, calêndula, alho, castanha-da-índia e confrei;
  • Carregam grandes quantidades de cafeína: chá verde, chá mate e chá preto.

Fontes:

  • Dra Monica Fairbanks de Barros, médica ginecologista e obstetra e membro da Comissão Nacional Especializada em Aleitamento Materno da Febrasgo;
  • Julia Andrade, nutricionista da Ritual Sowl.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

criança com prisão de ventre deitada no sofá com a mão na barriga, sentido dor
Saúde

Prisão de ventre em crianças: sintomas, causas e tratamento

Desconforto abdominal, fezes ressecadas e barriga inchada são alguns dos principais sintomas

mulher praticando chutes em um ringue com seu treinador
Bem-estar Movimento

Kickboxing: tudo o que você precisa saber sobre a modalidade

O esporte de combate desarmado em pé que combina técnicas de soco e chutes

casal mais velho apaixonado em um jardim
Saúde

Melhora dos escapes de xixi e mais saúde sexual: benefícios da fisioterapia pélvica na menopausa

A fisioterapia pélvica pode ajudar a aliviar alguns sintomas típicos da menopausa