Saúde bucal: um olhar para o sorriso além da estética

18 de julho, 2022

Sabia que a saúde bucal vai muito além de ter um sorriso bonito? Cuidar da higiene da região é essencial para prevenir doenças, e para isso, é recomendado realizar o check-up odontológico com frequência, além de adotar alguns hábitos no dia a dia que fazem toda a diferença.

Por isso, no terceiro episódio da terceira temporada do podcast “De bem com você”, da Vitat, Cris Dias conversa com a Dra Natália Vasconcelos Sartoretto (CRO-SP 96759) sobre todos os cuidados necessários para estar em dia com a sua boca.

Conheça a convidada

higiene bucal

Dra Natália Vasconcelos Sartoretto (CRO-SP 96759) é cirurgiã-dentista especialista em implantes em São Paulo (SP). Atua na clínica Sartoretto Odontologia.

O que é a saúde bucal?

A saúde bucal começa nos nossos dentes, língua e gengiva, mas pode englobar todo o organismo, sabia? “Existem doenças associadas, por exemplo, a gengivites e má alimentação que podem acabar ocasionando problemas muito mais graves”, explica a especialista.

Além disso, a posição incorreta dos dentes piora a mastigação, provocando desde disfunções gástricas até má absorção de nutrientes. “E as bactérias presentes na boca, se não tratadas, podem caminhar até o coração, gerando uma doença chamada endocardite bacteriana. Ou até o pulmão, afetando o órgão.”

Vale lembrar, por fim, que a saúde bucal tem tudo a ver com autoestima e, consequentemente, saúde mental. “Vai além da estética. O sorriso nos faz sentir bonitos e nos dá confiança”, complementa a dentista.

Leia também: Odontologia sustentável: como ser consciente na hora da escovação

De quanto em quanto tempo fazer um check-up da saúde bucal?

Os cuidados com a boca devem ser frequentes e começar mesmo antes do nascimento, ainda no pré-natal. A gestante precisa procurar um dentista no primeiro semestre de gravidez para realizar alguns procedimentos, como limpeza e avaliação de certas doenças — cárie e gengivite, por exemplo.

Isso porque a segunda pode evoluir para uma periodontite, uma condição que causa a perda de gengiva e a mobilidade dos dentes. “O que pode fazer com que a mulher tenha um parto prematuro”. Além disso, durante o último semestre, o profissional começará a orientá-la sobre a correta higiene da boca do bebê.

“Assim que o pequeno termina de mamar, é importante que você pegue uma gaze embebida em água filtrada e faça a limpeza de toda a parte interna. Desse modo, ele já vai se acostumando com o hábito”, recomenda Natália.

Atualmente, é aconselhado o uso de pasta com flúor logo que o primeiro dentinho dá as caras. “Em casa, os pais devem fazer a escovação. Na escola ou creche, é interessante mandar o produto sem flúor.”

A dentista recomenda consultar um especialista pelo menos duas vezes por ano. “Se o paciente, entretanto, já tiver uma predisposição a doenças no local, for fumante ou tiver outra condição (como o diabetes), ele deve ir de quatro em quatro meses”, ela complementa.

Como cuidar da boca?

O protocolo diário deve envolver:

  • Uso do fio dental antes de cada escovação — ele precisa sair intacto do meio dos dentes, caso contrário, é um indício de cárie;
  • Utilização de uma escova pequena, de cerdas macias;
  • Escolha de um creme dental com flúor;
  • Escavação dos dentes e da língua;
  • Por fim, enxágue correto da boca.

Todo esse processo tem que ser feito pelo menos vinte minutos depois do consumo de alimentos. “Isso porque logo após comer, o pH da saliva fica muito ácido. Vale também beber um copo de água para deixar a região mais básica”, aconselha.

Leia também: Boca seca (xerostomia): o que pode ser e como tratar?

Alimentos e saúde bucal

“Os alimentos que são ótimos para os dentes também são ótimos para o nosso corpo. Então, quem já adota uma dieta balanceada, geralmente tem uma melhor saúde bucal”, explica Natália. Desse modo, ela cita:

  • Maçã;
  • Vegetais fibrosos;
  • Pipoca.

Todos os itens que estimulam a mastigação e a produção de saliva ajudam a evitar a cárie, condição que atinge principalmente crianças e adolescentes, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde Bucal de 2020. Entre adultos e idosos, a doença é a principal causa de perda dentária.

Além disso, açúcar e outros carboidratos refinados não são nada amigos dos nossos dentes. Portanto, o mais indicado é evitar “beliscá-los” durante o dia (reserve os docinhos, por exemplo, para depois de grandes refeições).

Sobre o De Bem Com Você

No podcast da Vitat, Cris Dias conduz conversas descomplicadas com especialistas e convidados para você descobrir como ficar de bem com você. A cada semana, um episódio novo será lançado. Confira os outros temas aqui!

E tem para todos os gostos: os bate-papos também ficarão disponíveis nas plataformas de áudio Spotify, Deezer, Google e Apple.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.