Onicofagia infantil: Por que algumas crianças roem as unhas?

Saúde
22 de Fevereiro, 2022
Onicofagia infantil: Por que algumas crianças roem as unhas?

Onicofagia infantil é um termo complexo, certo? No entanto, ele define uma ação comum nas crianças: o roer de unhas. Se você tem filhos ou acompanha crianças de perto, já deve ter percebido que isso acontece com bastante frequência.

Mas vamos entender o assunto desde o começo:

O que é onicofagia infantil?

Segundo a Dra Ana Loch, pediatra pela Sociedade Brasileira de Pediatria, a onicofagia é, justamente, o hábito de roer unhas que algumas crianças costumam ter, principalmente a partir dos 3 anos.

“Esse hábito sinaliza, na maioria das vezes, algo de fundo emocional. Como algum tipo de ansiedade, tédio, alguma contrariedade (quando a criança quer fugir de alguma situação estressante) ou algo que abale a segurança da criança”, explica.

Por ser uma condição de fundo emocional, é importante que os familiares ou tutores saibam detectar o que está gerando esses sentimentos. Além de acolher e confortar essa criança, diminuindo a sua sensação de insegurança, angústia e ansiedade.

“Eles devem se valer de muito diálogo e evitar atitudes punitivas, como colocar pimenta ou outros gostos amargos nas unhas dos pequenos, pois isso somente aumentará o problema”, continua a pediatra.

Leia também: Ministério da Saúde lança Guia Alimentar para crianças

O que fazer em caso de onicofagia infantil

Para a médica, um lar afetuoso e uma família respeitosa, que garante boas condições de vida, como bons hábitos alimentares e de sono, são fundamentais para elevar a autoestima e a segurança dessa criança, que vai deixando aos poucos o hábito de roer as unhas.

A onicofagia infantil é erradicável. Ou seja, é possível fazer a criança parar de roer as unhas permanentemente. Mas desde que o tratamento seja feito de acordo com as orientações da médica, citadas acima.

“Na maioria das vezes, esse hábito vai tendendo a desaparecer conforme a criança vai crescendo e adquirindo autonomia, segurança e capacidade de resolução de problemas”, diz. “Futuramente, em alguma situação de estresse, esse hábito pode voltar como demonstração de insegurança ou ansiedade.”

Leia também: Benefícios de ter animais de estimação para as crianças

Roer as unhas gera complicações?

Sim, algumas. De acordo com a médica, esse hábito pode gerar cefaleia tensional, pela tensão na musculatura da face ao roer as unhas, desgaste do esmalte dos dentes, contaminação por germes patogênicos presentes nas unhas e até mesmo infecção na ponta dos dedos por maior exposição da pele às bactérias.

Por isso, é importante buscar e tratar as causas que estão levando a criança a roer as unhaa. Desse modo, a situação não chega ao ponto de complicações.

Fonte: Ana Loch, pediatra pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Ozempic e anticoncepcional
Saúde

Ozempic pode cortar o efeito do anticoncepcional? Médica explica

Nas redes sociais, não faltam relatos sobre o efeito do Ozempic no aumento da fertilidade

Chá de erva baleeira
Alimentação Bem-estar Saúde

Chá de erva baleeira emagrece? Veja benefícios e como fazer

A erva é eficaz em tratamentos de reumatismo, gota, dores musculares e até úlceras; saiba mais

mulher sentada na mesa da cozinha com remédios para gripe na sua frente
Saúde

Queda na temperatura exige cuidados com a saúde. Confira

Neste fim de semana, o frio vai estar presente em diversas capitais. Queda na temperatura pede alguns cuidados com a saúde respiratória