Quanto tempo cada alimento dura no congelador?

9 de dezembro, 2021

Congelar a comida é uma prática essencial no dia a dia: estende a vida útil das nossas refeições, nos ajuda a economizar tempo na cozinha e é uma grande aliada de quem segue alguma dieta. Se você vive colocando marmitinhas no freezer, será que sabe qual é a validade ideal dos alimentos congelados? Confira:

Por que congelar?

Tudo o que a gente consome é perecível por natureza: alguns mais, outros menos, mas todos os alimentos estão sujeitos ao desenvolvimento excessivo de micro-organismos que os deterioram com o tempo.

Esses bichinhos trabalham em temperatura ambiente — não são muito fãs do frio. Por isso, o congelamento é uma ótima maneira de retardar a atividade deles e estender o prazo de validade das nossas refeições. Além disso, acaba com desperdícios — afinal, podemos separar a comida em porções menores e só descongelar aquilo que vamos consumir na hora, evitando que a sobra vá para o lixo.

Por fim, mas não menos importante, vale lembrar que a prática é ótima para quem não tem tanto tempo no dia a dia, sem contar que contribui para o planejamento semanal de uma alimentação saudável e equilibrada. Só vantagens, não é mesmo?

Leia também: Quanto tempo duram as “sobras” da geladeira?

Como congelar

Contudo, é preciso tomar alguns cuidados para que a cor, o sabor, a textura, a consistência e principalmente os nutrientes não sejam perdidos durante o processo.

Isso porque no congelamento, ocorre uma modificação no estado dos alimentos devido à cristalização da água existente neles. Para evitar que o ingrediente seja muito afetado, o ideal é que o congelamento seja rápido. Se for lento, os cristais formados serão grandes demais e afetarão fisicamente as células do item, causando as alterações nada desejadas.

E como fazer isso? Colocando as suas refeições em equipamentos que atinjam cerca de -18°C — essa temperatura, aliás, é considerada ideal para inibir totalmente o crescimento dos fungos e das bactérias. Os eletrodomésticos capazes de fazer isso são os freezers.

No congelador da sua geladeira, por outro lado, a temperatura geralmente fica em cerca de -5°C, o que não é suficiente para um congelamento rápido e não bloqueia totalmente os micro-organismos. Por isso, nesses casos, é preciso tomar alguns cuidados e ficar mais atento à validade dos alimentos congelados.

Escolher bem a embalagem também é essencial. Itens líquidos precisam ser armazenados em recipientes de vidro, de plástico ou em formas de gelo; enquanto os sólidos podem ser embrulhados em folhas de alumínio (bem pressionadas e com a parte brilhante voltada para o alimento), em plástico-filme, em sacos plásticos transparentes e em potes de vidro, plástico ou alumínio (com tampa).

Leia também: Receita com sobras de Natal: Espaguete com bolonhesa de peru

Confira como congelar os grupos alimentares e quanto tempo eles costumam durar:

Validade dos alimentos congelados

Via de regra, os alimentos a serem congelados devem ser frescos e de boa qualidade, além disso, precisam estar devidamente higienizados. Ao preparar algum prato para levar ao congelador, não tempere e nem cozinhe demais (o ideal é que arroz, grãos e massas fiquem al dente), pois a prática tende a amaciar e a acentuar os sabores.

E nada de congelar comida quente, viu? Espere a porção esfriar completamente ou acelere o processo colocando-a (tampada) dentro de um balde com água e gelo.

Validade dos alimentos congelados: Carnes

Remova o excesso de gordura e evite congelar pedaços com mais de 2,5kg, pois eles costumam demorar mais e podem ter suas características alteradas. Além disso, evite congelar carnes cruas temperadas, e separe bifes, pedaços e fatias em porções ideais para o consumo.

Vida útil da carne congelada: dois meses se temperada e com gordura e até dez sem tempero e sem gordura.

Pães e massas

Você pode guardá-los crus em sacos plásticos (deixando um respiro para a massa se expandir e colocando uma pitada a mais de fermento), ou já assados na mesma embalagem, só lembrando de esperar esfriar completamente antes.

Vida útil do pão ou da massa congelados: até seis meses.

Leia também: Dicas de como congelar os alimentos

Validade dos alimentos congelados: Vegetais e frutas

Os frágeis e moles, como tomate, morango e pimentão, devem ser congelados individualmente e utilizados em preparações como sopas e sucos depois de descongelados, já que as suas texturas ficarão bem diferentes. Além disso, escolha os alimentos mais maduros e sem danos na casca.

Para potencializar ainda mais os efeitos do congelamento e estender a vida útil dos vegetais e das frutas, muita gente utiliza a técnica de branqueamento. Funciona assim:

  • Lave e higienize o ingrediente corretamente;
  • Fracione, pique ou corte, se necessário;
  • Despeje o item em uma panela destampada com água bem quente;
  • Deixe de 2 a 5 minutos (o tempo varia de acordo com o tipo do alimento);
  • Retire-o imediatamente e, em seguida, coloque-o em um balde com água e gelo (para que ocorra o choque térmico).

Vida útil dos vegetais congelados: até seis meses.

Peixes e frutos do mar

Eles são muito perecíveis, então é muito importante comprar aqueles realmente frescos para congelar. Se você desconfiar de que eles já estavam congelados antes de irem para a peixaria, só pode colocá-los no congelador depois de cozidos.

Vida útil dos peixes e frutos do mar congelados: os mais magros até seis meses, e os mais gordurosos e os frutos do mar, até três.

Leia também: Como guardar folhas na geladeira para conservá-las melhor

Queijos e manteiga

São os mais afetados pelo congelamento. Por isso, queijos brancos não podem ser congelados, enquanto prato, muçarela, estepe, camembert, brie e manteiga podem ir para o congelador.

Vida útil dos queijos: até oito meses (e a manteiga, até seis).

Referência: Setor de Alimentação e Nutrição/ Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis/ UNIRIO; Congelamento de Alimentos; Dezembro 2020. Disponível em: http://www.unirio.br/prae/nutricao-prae-1/quarentena/carregamento-boletins-setan/boletim-no-27-2020.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.