Confira os tipos de tratamentos disponíveis para as rugas

Beleza Bem-estar
16 de Janeiro, 2024
Confira os tipos de tratamentos disponíveis para as rugas

As rugas são inevitáveis: elas aparecem por conta da perda de elasticidade e do volume da pele, consequências naturais do envelhecimento de qualquer pessoa. No entanto, a manutenção de alguns hábitos saudáveis pode retardar o surgimento dessas marcas no rosto e corpo, bem como existem diversos tratamentos existentes para as rugas.

De acordo com o dermatologista Beni Grinblat, do Hospital Israelita Albert Einstein, o envelhecimento da pele tem relação com “fatores internos e externos”. “O envelhecimento intrínseco ou interno é programado pelo nosso histórico genético. Além disso, há ainda o envelhecimento extrínseco ou externo, que depende diretamente da nossa exposição a alguns fatores e do estilo de vida”, diz o especialista, que também atua como voluntário no Ambulatório de Terapia Fotodinâmica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

As rugas mais comuns são próximas dos olhos (chamadas popularmente de pés de galinha), abaixo da boca (linhas de marionete), abaixo do nariz (bigode chinês), além de outras áreas, como no pescoço, na testa, no colo e nas mãos.

“Em geral, o surgimento dessas marcas faz parte de um processo de envelhecimento aliado a maus hábitos. Com o tempo, perdemos colágeno e elastina, o que resulta na perda do contorno e da elasticidade da pele”, explica a especialista em rejuvenescimento facial, Aline Senatore. Além disso, ela ressalta que também perde-se gordura e outras substâncias que também sustentam a pele, como o ácido hialurônico, o que acelera o processo de envelhecimento. “Toda a estrutura facial vai se moldando e perdendo todo o contorno que tínhamos quando jovens, o famoso triângulo da face”, diz.

Leia também: Afinal, pode fazer peeling no verão? Dermatologista responde

Fatores ambientais também influenciam

O processo natural de envelhecimento pode ser retardado ou potencializado por conta de fatores ambientais. “As causas podem estar relacionadas a alguns hábitos que contribuem negativamente, como o consumo de bebida alcoólica, o fumo, o excesso de açúcar e de sol, má alimentação, estresse, poucas horas de sono, além de não beber água o suficiente. Tudo isso pode acarretar no envelhecimento precoce da pele”, complementa Senatore.

Selma Hélène, do Hospital Israelita Albert Einstein, e presidente do Departamento de Dermatologia da Sociedade de Pediatria São Paulo (SPSP), explica como o excesso de sol e o cigarro age potencializando o aumento das rugas: “os raios solares e o tabaco agem de maneiras diferentes, mas resultam na perda da sustentação da pele. Isso porque o sol destrói as fibras colágenas e elásticas, determinando a perda do tônus e sustentação da pele. Já o hábito de fumar diminui o fluxo sanguíneo, prejudicando a nutrição local da pele, além de outros fatores envolvidos”.

Rugas surgem antes nas mulheres

Os especialistas explicam que, nas mulheres, as rugas começam a surgir entre os 28 e os 30 anos, quando o colágeno já começa a se degradar. Nos homens, devido à pele mais espessa, elas começam a aparecer entre os 38 e 40 anos. No entanto, quando surgem na pele masculina, os sulcos já estão plenamente formados.

“Em geral, as pessoas com peles mais claras apresentam precocemente mais rugas do que as com peles mais escuras. Quanto mais escura a pele, menor e mais demorado é o envelhecimento por causa de uma maior concentração de melanina, que protege a pele. A pele negra, por exemplo, fica naturalmente mais protegida contra a radiação solar e envelhece menos do que a pele branca”, ressalta Grinblat.

Os especialistas explicam que as rugas podem ser em dois estágios. O primeiro é o das chamadas rugas dinâmicas ou linhas de expressão, que são as primeiras a serem notadas e apenas visíveis durante a contração muscular, como ao sorrir ou franzir a testa. Já a ruga estática, mais comum em peles maduras, acima dos 30 anos, é visível mesmo sem movimento facial e apresenta uma profundidade maior na pele.

Leia também: Como e por que reaplicar o protetor solar?

Como retardar o aparecimento de rugas

É possível adiar o aparecimento das rugas e prevenir o envelhecimento precoce da pele com hábitos saudáveis. Os principais são:

  • Usar protetor solar com FPS indicado para o seu tipo de pele mediante avaliação dermatológica;
  • Evitar exposição excessiva ao sol e à poluição;
  • Parar ou não fumar;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Além disso, limpar e hidratar a pele diariamente;
  • Manter consultas anuais com um dermatologista;
  • Seguir uma alimentação balanceada, com a redução do consumo de gorduras saturadas, alimentos fast-foods e açúcares;
  • Manter o nível de hidratação adequado para a sua idade, de acordo com orientação médica;
  • Dormir um sono reparador e de qualidade;
  • Por fim, evitar o estresse.

“Devemos começar a cuidar da nossa pele desde a infância, quando os danos acumulados irão determinar na idade adulta a quantidade e intensidade de rugas, manchas, flacidez, além do surgimento ou não do câncer de pele. Assim, quanto mais precoce os cuidados, mais os danos intrínsecos serão reduzidos”, afirma a dermatologista Hélène.

A médica explica que existem alguns tratamentos para combater as rugas, mas que os cremes anti-idade não são uma opção neste caso. “São ineficazes, infelizmente. As rugas não desaparecem visivelmente simplesmente usando um creme antirrugas, seja qual for o preço do produto. Mesmo com uma lista de excelentes ingredientes, eles estão presentes em baixas quantidades”, explica Hélène, que ressalta que o protetor solar ainda é o melhor produto para minimizar os efeitos do envelhecimento da pele.

Principais tratamentos para as rugas

Veja, então, 7 opções de tratamento que podem auxiliar no combate às rugas, segundo os especialistas entrevistados pela Agência Einstein:

Radiofrequência

É um procedimento que atenua as rugas finas, marcas de expressão e aumenta a elasticidade da pele. Trata-se de um aparelho que utiliza radiações para provocar um aquecimento controlado e direcionado nas estruturas de tecido da derme, estimulando as fibras de colágeno e elastina. Geralmente, as sessões ocorrem a cada 15 ou 30 dias, de acordo com a orientação de um dermatologista.

Microagulhamento

É um procedimento estético minimamente invasivo que induz a produção de colágeno e elastina, possibilitando uma melhora expressiva no aspecto de rugas e problemas de pigmentação.

Consiste em um aparelho de rolagem com microagulhas que gera microlesões na pele, levando a um processo inflamatório. Em consequência disso, a pele recebe o estímulo para produzir mais colágeno e elastina e restaurar o tecido danificado. Assim, novas fibras de colágeno se formam, possibilitando o aumento da penetração de cosméticos na pele. A indicação é sempre realizar esse procedimento com um dermatologista.

Peeling químico

O peeling químico diz respeito à aplicação de ácidos, como o glicólico ou o retinóico, visando remover a camada mais superficial da pele. Ele ajuda, desse modo, a estimular a renovação celular, com a criação de uma nova camada de pele, auxiliando na ativação da oxigenação, na tonificação e hidratação, além de combater a formação de linhas de expressão e rugas. Também deve ser sempre realizado com indicação de um dermatologista.

Preenchimento facial

É um procedimento invasivo, mas que pode apresentar resultados já na primeira sessão. Consiste na injeção de determinadas substâncias sob uma área específica da pele. Quando isso acontece, a região que recebeu o tratamento se eleva e depois reduz a profundidade.

Possibilita suavizar o contorno do rosto, corrigir cicatrizes, rugas finas, amenizar a flacidez e linhas de expressão, corrigir olheiras e marcas causadas por acne, entre outras indicações.

Aplicação de toxina botulínica

A toxina botulínica (popularmente chamada de botox) é um composto extraído de uma bactéria, que paralisa ou diminui a ação de um grupo de músculos, conseguindo reduzir as rugas de movimento ou expressão. Trata-se de um procedimento realizado em consultórios ou clínicas.

A substância deve ser aplicada em locais específicos, como na região dos olhos, na glabela (espaço entre as sobrancelhas) e na testa. O procedimento é rápido, porém não é indolor, uma vez que depende do grau de sensibilidade de cada pessoa. Os efeitos duram cerca de três a quatro meses.

Lifting facial

Também conhecida como ritidoplastia, a cirurgia é realizada por um cirurgião plástico no centro cirúrgico. O paciente recebe sedação intravenosa ou anestesia geral, e é feita uma incisão que começa no couro cabeludo, na região temporal, segue ao redor da orelha e termina na parte inferior do couro cabeludo.

Então, o médico remove o excesso de gordura, que é esculpido ou redistribuído entre o rosto, a papada e o pescoço. O tecido abaixo é reposicionado nas camadas mais profundas do rosto, com os músculos sendo elevados. No entanto, dependendo do caso, o médico pode precisar realizar uma segunda incisão abaixo do queixo para melhorar o aspecto do pescoço. Ao final, ele fecha as incisões com suturas ou adesivos de pele.

Os efeitos geralmente duram cerca de dois anos, com a possibilidade de aplicação semestral ou anual de bioestimuladores para prolongar os resultados. Cada caso deve ser analisado individualmente para determinar a necessidade da cirurgia, que é um procedimento invasivo.

Bioestimulador de colágeno

Por fim, o bioestimulador de colágeno é uma substância aplicada nas camadas mais profundas da pele (derme) para promover a produção natural de colágeno. Normalmente, o procedimento possui um efeito prolongado de 12 a 24 meses, auxiliando a pele a ficar mais firme e uniforme, além de dar mais volume.

Assim, é indicado para o tratamento de rugas, suavização de linhas de expressão, preenchimento de áreas profundas, especialmente que apresentam flacidez, correção de cicatrizes de acne, preenchimento do dorso das mãos, colo e pescoço, flacidez corporal e celulite. Contudo, deve ser realizado por um dermatologista.

Fonte: Agência Einstein.

Leia também:

chá de canela
Alimentação Bem-estar

Chá de canela: para que serve, benefícios e como preparar

A bebida é uma ótima opção para esquentar o corpo — muitos afirmam, ainda, que ela emagrece. Saiba tudo sobre o chá de canela

Farinha de chia
Alimentação Bem-estar

Farinha de chia: benefícios e opções de receitas

A farinha de chia é obtida a partir da moagem das sementes de chia, trazendo praticamente os mesmos benefícios dessas sementes

mulher fazendo o exercício stiff na academia
Bem-estar Movimento

Stiff fortalece pernas e glúteos: conheça os benefícios, dicas e como fazer

O stiff é uma ótima opção de exercício para quem quer trabalhar glúteos e posteriores de coxa