Radicais livres na pele: o que são e como se proteger

Beleza Bem-estar
31 de Março, 2022
Radicais livres na pele: o que são e como se proteger

Os radicais livres se referem às moléculas ou átomos com número ímpar de  elétrons e que, no organismo, são produzidos no processo de combustão do oxigênio nas células, podendo provocar danos em células saudáveis. Mas você sabe quais são os danos dos radicais livres na pele?

O que são radicais livres na pele?

Segundo a especialista, a Dra. Edileia Bagatin, dermatologista e coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD),  existem várias moléculas dentro do grupo dos radicais livres, mas a mais estudada é a espécie reativa de oxigênio. 

“Quando a molécula do oxigênio tem um elétron não pareado, ele se torna um radical livre capaz de causar danos nos nossos órgãos e na nossa pele”, complementa a dermatologista.

Dessa forma, a radiação solar é um dos principais mecanismos que provocam a liberação de radicais livres, capazes de causar danos causados à pele.  

De acordo com a Dra. Edileia Bagatin, como eles agem se ligando às outras moléculas e às proteínas da pele, os radicais livres causam os processos de oxidação nas espécies reativas do oxigênio que oxidam essas moléculas, que passam a ter essa ação modificada e causam danos na pele.

Como os radicais livres agem na pele?

A especialista reforça que o principal fator causador dos radicais livres é a radiação solar. Mas existem outros fatores que aumentam a produção de radicais livres, como por exemplo, a poluição ambiental, tabagismo, consumo de álcool, contato com pesticidas e estresse.

Os radicais livres possuem um mecanismo que altera as moléculas que existem na nossa pele, como as proteínas, lipídios, entre outras. 

Portanto, os fatores externos ajudam a contribuir para a formação em excesso dos radicais livres, promovendo danos irreparáveis à nossa pele, como rugas, linhas finas e outras condições comuns.

Nosso organismo combate os radicais livres?

O nosso próprio organismo produz antioxidantes que possuem mecanismos capazes de proteger todos os órgãos, inclusive a pele, contra a ação de radicais livres.

A Dra. Edileia Bagatin tranquiliza que as nossas substâncias enzimáticas e não enzimáticas neutralizam os radicais livres. Mas, apesar de termos a nossa produção fisiológica, ela é limitada quando há um excesso de formação dessas substâncias. 

A dermatologista utiliza um exemplo para entendermos melhor: “quando uma pessoa se expõe ao sol de maneira exagerada há um excesso na produção dos radicais livres das espécies reativas de oxigênio. Portanto, muitas dessas substâncias ficam sem ser neutralizadas e causam danos visíveis na nossa pele”, diz. 

Saiba proteger a pele

Felizmente, existem diferentes maneiras de proteger nossa pele dos radicais livres. Graças ao desenvolvimento dos cosméticos, atualmente, é possível proteger a cútis usando uma variedade de produtos.

Sendo assim, a principal dica da especialista é a utilização do filtro solar, que serve para evitar a passagem da radiação e impedir a formação dos radicais livres.

Além disso, existe o uso de antioxidantes por via oral, mas a médica lembra que esse método possui controvérsias sobre sua eficácia na pele.

“Quando um paciente toma antioxidantes por via oral, que possui várias substâncias extraídas de extratos botânicos, sua ação será realizada em todo organismo. Então, não conseguimos saber o quanto desses antioxidantes chegam até a pele”, ensina a dermatologista.

Por isso, quando o uso dos antioxidantes é feito via local, os especialistas no assunto acreditam que o efeito é melhor, já que a substância é colocada direto na pele. “Existem muitas opções de antioxidantes, mas a vitamina C encontrada em produtos de uso tópico, aplicados na superfície da pele, é a mais evidente”, complementa a Dra. Edileia Bagatin.

Envelhecimento causado pelos radicais livres

Segundo a especialista, o principal mecanismo que causa envelhecimento é o dano ao colágeno e nas camadas superficiais da pele.

Portanto, como os radicais livres causam um estresse oxidativo e danos nas nossas células, tende a contribuir para o envelhecimento

“Os radicais livres alteram todas as proteínas que existem na pele e, com isso, alteram a estrutura da nossa pele”, ensina.

Por isso, quanto menos radicais livres, mais jovem e mais saudável é o corpo. Por outro lado, à medida que envelhecemos naturalmente, menor é a capacidade de combater esses radicais e os seus danos. 

Como prevenir os radicais livres?

Existem algumas formas de prevenir a formação de radicais livres e, consequentemente, os danos que eles podem causar ao organismo, ao nosso corpo e à pele. Assim, veja o que é preciso fazer: 

  • Ingerir menos alimentos de origem animal;
  • Evitar os alimentos industrializados; 
  • Não se expor ao sol de maneira exagerada e sem proteção;
  • Banir o uso de cigarro, drogas, álcool e evitar o contato com substâncias tóxicas;
  • Adotar uma alimentação rica em antioxidantes e substâncias naturais, como alimentos que contenham vitamina C, beta-caroteno, vitamina E e flavonoides.

A importância dos alimentos antioxidantes

Muitos alimentos que contém antioxidantes podem fazer parte da sua alimentação no dia a dia. Pois eles são ótimos aliados na luta contra o envelhecimento precoce e ainda amenizam a ação dos radicais livres. Veja quais consumir:

Além de uma alimentação com alimentos com propriedades antioxidantes, a prática moderada de exercícios físicos também contribui para a metabolização do oxigênio e, consequentemente, na redução da quantidade de radicais livres.

Fonte: Dra. Edileia Bagatin, dermatologista e coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Remada baixa
Bem-estar Movimento

Remada baixa: para que serve e como fazer?

Comum em treinamento de força, o exercício fortalece os músculos das costas, como o dorso e trapézio

elevação pélvica
Bem-estar Movimento

Elevação pélvica: como fazer, benefícios e substituições

A elevação de quadril, também chamada de hip thrust ou elevação pélvica, é o ótima para trabalhar glúteos e pernas

chá de canela
Alimentação Bem-estar

Chá de canela: para que serve, benefícios e como preparar

A bebida é uma ótima opção para esquentar o corpo — muitos afirmam, ainda, que ela emagrece. Saiba tudo sobre o chá de canela