Dor na costela na gravidez: Porque acontece e como aliviar

Conhecida cientificamente como neuralgia intercostal, a maioria das futuras mamães já sentiu (ou vai sentir) dor ou desconforto na região da costela na gravidez. Ela geralmente dá as caras a partir do segundo trimestre de gestação, quando o bebê aumenta consideravelmente de tamanho e, por isso, os órgãos internos precisam dar espaço para a criança.

Além disso, o ginecologista Marcus Vinícius Barbosa de Paula, da Maternidade Brasília, explica que nessa fase, há a chamada embebição gravídica (aumento expressivo de hormônios como progesterona e estrogênio), fazendo com que as articulações da mulher fiquem mais móveis.

Desse modo, a movimentação das articulações das costelas podem comprimir os nervos do local e até um osso chamado esterno, provocando a dor característica. Postura incorreta e possíveis infecções podem piorar o quadro.

Leia também: Afinal, quanto é normal engordar na gravidez?

Sintomas

Os principais sintomas da neuralgia intercostal são:

  • Dor intensa e localizada na região das costela ou do peito, que se mantém mesmo durante períodos de descanso;
  • Incômodo que irradia para a região embaixo das costelas, ombros ou estômago;
  • Pontadas ao fazer movimentos repentinos, como virar o corpo ou levantar objetos;
  • Suores frequentes;
  • Espasmos musculares;
  • Febre;
  • Sensação de formigamento na pele.

Leia também: 9 mudanças no corpo e na mente durante a gravidez

Como aliviar a dor na costela na gravidez

“O ideal é não utilizar nenhuma medicação sem recomendação médica. Os anti-inflamatórios, por exemplo, são contraindicados durante a gravidez toda e os relaxantes musculares devem ser prescritos com cautela”, alerta o médico.

De acordo com o profissional, a melhor forma de prevenir e aliviar a dor na costela na gravidez é com atividades físicas, sessões de alongamento e compressas quentes. “A gestante também pode ter dificuldade para dormir por conta do tamanho do bebê. O decúbito dorsal lateral esquerdo [dormir do lado esquerdo] é a melhor posição. Isso porque o decúbito direito pode comprimir a veia cava”, explica. Além disso, coloque um travesseiro entre os joelhos para garantir mais conforto.

Leia também: Estrias na gravidez: Entenda por que elas surgem

Fonte: Marcus Vinícius Barbosa de Paula, ginecologista da Maternidade Brasília.

Sobre o autor

Amanda Panteri
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em alimentação saudável.