Afinal, quanto é normal engordar na gravidez?

Mudanças no corpo da mulher durante a gestação são inevitáveis, e a principal delas é o aumento do peso. Tal processo é provocado não somente pela presença do bebê, mas também por fatores como retenção de água, aumento do volume de sangue circulante, peso do líquido amniótico e da placenta. Mas não é por isso que o exagero em comida está liberado. Pois, existe um limite de ganho de peso para não prejudicar a saúde. 

Afinal, quanto é normal engordar na gravidez?

O peso da mulher antes de engravidar e o ganho total durante os nove meses de gestação interferem diretamente no peso, comprimento e reservas de gordura do recém-nascido. 

Da mesma forma, o ganho de peso gestacional também tem impactos na saúde da mãe, uma vez que mulheres que ganham peso excessivamente nesse período apresentam maior risco de se tornarem obesas ou de agravarem o excesso de peso já existente. Além disso, os quilos extras podem provocar dores nas costas e articulações, inchaço, prisão de ventre, infecções e dificuldades para respirar e dormir.

Entretanto, você sabe o quanto é normal engordar na gravidez para manter mãe e bebê saudáveis? De acordo com uma pesquisa publicada no Journal of Women’s Health, somente 25% das mães sabiam como deveria ser o ganho de peso durante a gestação. 

Já uma análise divulgada no jornal Obstetrics & Gynecology, publicação oficial do American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG), nos Estados Unidos, revelou que 47% das grávidas engordam mais do que o indicado. Para chegar a esse resultado, cientistas analisaram informações de cerca de 44 mil mulheres, que deram à luz entre 2010 e 2011.  

Portanto, de acordo com as diretrizes de saúde, a maior parte do ganho de peso na gravidez deve ocorrer no 2º e 3º trimestre. No primeiro trimestre, o ganho de peso é mínimo, variando entre 0,5 e 2 kg. A partir do 2º trimestre, acelera-se, devendo ficar em torno de 0,5kg por semana. Assim, o normal é a mulher ganhar de 7 a 12 kg no total. Também, engordando neste limite fica mais fácil voltar ao peso normal.

Contudo, é importante que o seu ganho de peso seja monitorado por um profissional de saúde durante o acompanhamento pré-natal. 

Nada de comer por dois

Diferente do que muitos acreditam, o “comer por dois” durante a gravidez é um mito que não deve ser seguido. Basta um aumento de 200 a 300 calorias por dia na dieta para que a gestante consiga atingir a meta necessária para gerar uma criança saudável. Também é indicado que a mãe não passe mais de três horas sem comer, para evitar a hipoglicemia. 

Por fim, deve-se seguir uma dieta balanceada entre gordura, proteína e carboidrato integral. 

Leia também: Dicas para a mãe que não tem tempo conseguir emagrecer

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.