Maneiras de aumentar as defesas naturais do corpo

Alimentação Bem-estar
09 de Abril, 2020
Maneiras de aumentar as defesas naturais do corpo

Há maneiras de aumentar as defesas naturais do corpo para que a imunidade seja fortalecida e, assim, o risco de infectar-se ou ficar doente diminua. Entretanto, é necessário lembrar que não há suplemento, dieta ou estilo de vida específico que possa nos proteger completamente de qualquer vírus, inclusive o novo Coronavírus.

No entanto, medidas eficazes que podem evitar seu contágio são: distanciamento social e manter hábitos apropriados de higiene.

Maneiras de aumentar as defesas naturais do corpo

Sono regulado

Em tempos de ansiedade e estresse, seguir essa recomendação pode não ser a tarefa mais fácil de se cumprir. Porém, é de extrema importância manter o sono regulado e dormir de 7h a 9h horas diárias, propiciando o descanso necessário para o corpo. Por fim, a qualidade do sono e imunidade estão diretamente relacionadas, sendo assim, dormir pouco pode nos tornar mais suscetíveis a doenças e infecções. 

Leia mais: A importância do sono para ficar com o corpo em forma

Prefira alimentos naturais 

Certamente, essa recomendação vale para qualquer momento e não apenas quando buscamos maneiras de aumentar as defesas naturais do corpo. Entretanto, é comum descuidar da alimentação e, por vezes, não escolher alimentos naturais, como frutas e vegetais. Mas, para fortalecer a imunidade, nutrir o corpo é absolutamente essencial. Por isso, é recomendável optar por ingredientes ricos em antioxidantes e vitaminas, como as folhas verdes, os vegetais crucíferos e as frutas.

Consuma gorduras boas

As chamadas gorduras boas podem ser grandes aliadas da imunidade. A exemplo do azeite de oliva, das oleaginosas e do salmão, os alimentos ricos no nutriente podem ser consumidos como uma eficaz maneira de aumentar as defesas naturais do corpo. Além de naturalmente combater inflamações, os alimentos abundantes em ácidos graxos (como o ômega-3) previnem doenças cardiovasculares e protegem também a saúde cerebral.

Leia mais: As melhores opções de gorduras boas para colocar no prato

Combata a prisão de ventre

Qual a relação entre o funcionamento intestinal e a imunidade? Em resumo, segundo um estudo feito por cientistas da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, manter a saúde intestinal protegida facilita a eliminação de patógenos do corpo, ou seja, os organismos causadores de doenças. Um jeito eficaz de manter a saúde intestinal em excelente estado é consumindo alimentos de ação probiótica, como o iogurte, o kefir, o kimchi e outros. Alimentos ricos em fibras são uma ótima opção também.

Leia mais: Alimentos mais poderosos que suplementos probióticos

Reduza o consumo de açúcar

O açúcar é querido por muitos, mas seu consumo exagerado pode ser um grande causador de problemas. Entre seus possíveis efeitos colaterais, a queda na imunidade. Além de estar muitas vezes associado a casos de obesidade e ganho exacerbado de peso, o açúcar também pode causar reações inflamatórias no organismo, o que prejudica as defesas naturais do corpo.

Leia mais: 6 passos simples para diminuir o consumo de açúcar

Mantenha o corpo ativo

O sedentarismo é um grande problema do mundo moderno, o qual pode inclusive provocar o enfraquecimento da imunidade. Portanto, uma das maneiras de aumentar as defesas naturais do corpo é manter uma rotina de exercícios para que o corpo se movimente e se mantenha ativo.

Hidrate-se 

Por fim, é necessário beber a quantidade adequada de água diariamente. Portanto, manter o corpo hidratado é eficaz para aumentar as defesas naturais do corpo.

Sobre o autor

Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo

Leia também:

dieta do ovo
Alimentação Bem-estar

Dieta do ovo 3 dias: cardápio do desafio do ovo

Já ouviu falar na dieta do ovo 3 dias? No desafio do ovo podemos consumir ovo em forma de omelete, mexido, cozido ou frito. Veja o

mãos preparando um chá de gengibre em uma bancada
Alimentação Bem-estar

Alivia enjoo, reduz cólicas e é antioxidante: benefícios do chá de gengibre

Raiz sempre foi usada por diferentes povos milenares, que acreditavam em suas propriedades medicinais