Colite ulcerativa: Saiba o que é e quando procurar um médico

Saúde
03 de Agosto, 2021
Colite ulcerativa: Saiba o que é e quando procurar um médico

A retocolite ulcerativa, ou simplesmente colite ulcerativa, é uma doença inflamatória intestinal crônica que consiste em inflamações e ulcerações na mucosa do intestino grosso, o cólon. Os sintomas dependem da gravidade do quadro e podem variar de dor abdominal leve a mais grave, além de diarreia, constipação, sangramento intestinal, distensão abdominal e dor anal. Ademais, é comum o aparecimento de sintomas em outros órgãos, como artrite, uveíte e inflamação na coluna.

De acordo com Tabata Cristina Alterats Antoniaci, gastroenterologista do Grupo São Cristóvão Saúde, ao contrário da doença de Crohn (outra doença inflamatória), a colite ulcerativa normalmente não afeta a espessura completa da parede intestinal e quase nunca ataca o intestino delgado. “A doença costuma acometer o reto e o sigmóide (fim do intestino grosso), podendo estender-se de forma parcial ou total pelo restante do intestino grosso”, explica. “Normalmente, ela surge entre os 15 e os 30 anos de idade. Mas uma minoria dos afetados sofre o seu primeiro ataque depois dos 50.”

Leia também: Colite ulcerativa: Alimentos indicados para quem sofre da doença

Causas da colite ulcerativa

A causa exata da colite ulcerativa é desconhecida, mas uma possível origem, segundo a gastroenterologista, tem a ver com um distúrbio no sistema imune. “É como quando o sistema imunológico tenta combater um vírus invasor ou uma bactéria. Dessa forma, uma resposta imunológica anormal faz com que ele ataque as células do próprio organismo. Isto é, algo faz seu sistema imune ver seu intestino como um inimigo a ser combatido”, compara.

Ou seja, o organismo acaba entendendo que o intestino grosso é um órgão estranho que ameaça sua saúde e, assim, tenta combatê-lo persistentemente.

Com relação aos agentes que influenciam esse cenário, Patrícia Costa, clínica médica do Hospital Anchieta de Brasília, informa que já se sabe que fatores ambientais, como dieta, estresse, desequilíbrio na microbiota intestinal e fatores genéticos (mutação em algum gene, por exemplo) e imunológicos podem agravar o problema.

Leia também: Dieta mediterrânea: O que é, como fazer e cardápio

Tratamento

Entre as principais indicações de tratamento da colite ulcerativa estão mudanças de hábitos: dieta adequada, busca por um estilo de vida saudável, diminuição do estresse e práticas como terapia, yoga e meditação.

Além disso, o uso de medicamentos pode ser recomendado. Esse último item deve ser feito de maneira individualizada e baseada nos sintomas e na resposta do paciente ao tratamento. ”Usamos corticoides, imunossupressores e drogas mais novas, que são os biológicos (anti-TNF, anti-integrinas e anti-JAK). Ademais, temos o tratamento cirúrgico que, hoje, tem sido feito em casos mais raros”, detalha Patrícia.

Leia também: Probióticos: O que são e como consumir

Quem apresenta os sintomas da colite deve procurar um médico o quanto antes. E os mais comuns são:

  • Sangramento retal;
  • Dor abdominal, muitas vezes descrita como cólica;
  • Diarreia ou urgência retal, sendo que algumas pessoas podem ter diarreia de 10 a 20 vezes por dia;
  • Além disso, prisão de ventre (constipação), que é muito menos comum do que a diarreia;
  • Falta de apetite;
  • Febre;
  • Perda de peso;
  • Anemia;
  • Muco ou pus nas fezes;
  • Por fim, outras manifestações extraintestinais, como articulares, biliares e oculares.

Fontes: Tabata Cristina Alterats Antoniaci, gastroenterologista do Grupo São Cristóvão Saúde; e Patrícia Costa, clínica médica do Hospital Anchieta de Brasília.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma