Como manter uma alimentação saudável nas férias

23 de julho, 2019

Férias pode ser sinônimo de sair da rotina, mas quem está de dieta fica apreensivo com os deslizes na alimentação que podem acontecer nesse período. 

Nessa época é normal não seguir o plano de emagrecimento 100%, seja pela vontade de relaxar e não se preocupar, acesso limitado (ou muito amplo) a comida, consumo de bebida ou horários irregulares.

Porém, com um pouco de força de vontade e algumas adaptações, é possível fazer escolhas inteligentes e não comprometer a perda de peso nos momentos de animação. 

Confira as dicas da nutricionista Jéssica Nóboa, da Clínica Patrícia Davidson, para que as férias não atrapalhem seu projeto saúde. 

Comece comendo certo no avião

As companhias aéreas oferecem uma série de opções para as refeições servidas, sem custo adicional: sem glúten, sem lactose, vegetariana, kosher… Para isso, basta acessar sua reserva e buscar pelas opções de refeição até 24h antes do seu voo.

Coma saudável no café da manhã

Comece seu café com água e frutas variadas. Pegue um café ou chá, escolha uma fonte de proteína e siga ignorando os pães, bolos e doces. Esses alimentos só vão causar mais fome e vontade de doce por conta do seu alto índice glicêmico. Além disso, eles causam inflamação e desequilíbrio intestinal. 

Tenha sempre um lanche na bolsa

Vale saquinho de sementes e frutas secas junto com você, assim evitamos fome excessiva no almoço e jantar. Mas se seu destino for frio, o corpo vai pedir algum alimento energético. Chocolate quente e torta? Não! Nuts ou barrinha de proteína são ótimas pedidas. Até um chocolate amargo 70% também cai bem. 

Coma consciente

Você tira férias, seu corpo não. Ele está lá trabalhando igual a todos os dias. Imagina se você só come orgânico, tem uma dieta balanceada, faz atividade e de repente começa a comer batata frita e hambúrguer? Por isso, tente manter refeições saudáveis, mesmo que sejam mais calóricas que o habitual. 

Evite o excesso de álcool

Escolha situações mais especiais para consumir bebidas alcóolicas, não vá no impulso. Quando acontecer, boas opções são: caipirinha, saquê, gin e vinho branco. E claro, modere na quantidade, sempre intercalando com muita água.

Mantenha-se em movimento

Quando estamos de férias, ficamos mais movimentados, vamos pra cá e pra lá, queremos conhecer os lugares e otimizar o tempo. Sempre que puder, vá de um ponto turístico ao outro andando. Além de permitir conhecer mais do lugar em que está visitando, ainda estimulamos a circulação e a queima calórica. Se conseguir manter uma atividade física no hotel ou outdoor melhor ainda. Você vai ver que isso facilita e muito a vida na volta.

Respeite seu corpo

Se em algum dia você fez muita atividade (nadou, esquiou, caminhou) e está sentindo fome, coma. Mas veja bem, fome é diferente de gula. Se você está sentindo necessidade de comer seu corpo está pedindo nutrientes, forneça o melhor que você puder.

Durma bem

É comum dormimos pouco para aproveitarmos todo o tempo possível, mas isso desregula seu metabolismo e pode causar inchaço, irritabilidade, alteração intestinal e ainda deixar mais suscetível a uma gripe. Se o seu caso é o contrário, dormir muito, algo pode estar errado. É preciso avaliar o motivo que está te deixando tão cansado.

Não deixe de comer vegetais

Os nutrientes fornecidos por legumes e verduras são essenciais para o funcionamento do corpo. Quando ficam escassos pode ocorrer: baixa energia, câimbra, dificuldade de concentração, mudança de humor, inchaço e queda da imunidade.

Prove os alimentos típicos no final

Doce português, um sorvete suíço, uma massa italiana ou um vatapá no Nordeste… Não importa o destino, sugiro que você prove as comidas típica nos últimos três dias da viagem. Assim, se você se descontrolar já vai estar voando de volta para casa e para seus antigos hábitos, reduzindo muito o impacto desses alimentos.

Leia também: Alimentos que ajudam a manter as unhas saudáveis

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.