Como manter uma alimentação saudável nas férias?

Alimentação Bem-estar
28 de Dezembro, 2023
Como manter uma alimentação saudável nas férias?

Dezembro e janeiro são meses conhecidos pelo calor mais intenso (afinal, é verão!). Muita gente tira férias e aproveita para viajar, e algumas pessoas ficam em dúvida se é possível manter uma alimentação saudável nessa época do ano. 

A resposta é sim! Com alguns cuidados, dá para fazer escolhas mais saudáveis e ainda proteger a saúde. Confira: 

Como manter uma alimentação saudável nas férias? 

1 – Hidratação

A nutricionista Gisele Sales, que atende no centro clínico do Órion Complex, em Goiânia, afirma que é essencial cuidar da hidratação mesmo nos dias de descanso. “Temos a tendência de ingerir menos água do que precisamos e, no verão, transpiramos mais. Um cálculo simples que pode nos ajudar a saber o quanto de água devemos ingerir é multiplicar nosso peso por 30 ou 35. Por exemplo, uma pessoa que pesa 60 quilos precisa ingerir de 1,8 a 2,1 litros de água por dia”, explica. 

Se você não gosta muito de água, a nutri recomenda saborizá-la, adicionando especiarias e ervas como hortelã, manjericão, gengibre e algumas frutas como limão e laranja.

2 – Saúde

Ainda de acordo com a especialista, devemos ter uma alimentação balanceada durante todo o ano. Mas no verão, são necessários alguns cuidados mais específicos. Por exemplo: fazer refeições mais leves, com uma variedade de leguminosas (feijão, lentilha e grão-de-bico), folhas, verduras e legumes. Além disso, incluir carnes mais magras na refeição ajuda no processo de digestão. 

“Dê preferência às frutas nos lanches, principalmente aquelas com maior teor de água, como melão, melancia e laranja. Uma dica é consumir as frutas da estação que, além de mais nutritivas e saborosas, são mais baratas. No verão, temos: ameixa, nectarina, pêssego, uva, melancia, melão, abacaxi, goiaba, maçã, manga e coco.”

Se você for viajar, a nutri destaca alguns cuidados importantes. “Como ter sempre em mãos alimentos não perecíveis (snacks proteicos, barrinhas de proteína e mix de castanhas e oleaginosas). Eles podem ajudar em caso de emergência.”

Além disso, é importante ter cautela com itens como maionese, salada e frutas já descascadas, pois possuem maior risco de contaminação. O mesmo vale para ingredientes crus como ovos, carnes, peixes e mariscos. “Essas estratégias podem evitar uma contaminação alimentar. Não consuma alimentos que estejam em temperatura ambiente”, diz. 

3 – Café da manhã

Por fim, mas não menos importante, tente não pular a primeira refeição do dia! “Faça um café da manhã reforçado e variado, consumindo frutas e proteínas — como ovos, queijo e iogurte. Inclua algum cereal, como aveia e pães, e dê preferência aos pães de fermentação natural”, exemplifica Gisele Sales. “Tente respeitar as porções que você costuma consumir habitualmente. Se exagerar em alguma refeição, volte ao normal na refeição seguinte”, completa.

Leia também: Como comer saudável e manter a dieta em um hotel?

Alimentação saudável nas férias: mais dicas

A nutricionista Jéssica Nóboa, da Clínica Patrícia Davidson, elenca mais cuidados para que as férias não atrapalhem seu projeto saúde: 

Coma consciente

Você tira férias, seu corpo não. Ele está lá trabalhando igual a todos os dias. Imagina se você tem uma dieta balanceada, faz atividade física e de repente começa a comer batata frita e hambúrguer o tempo todo? Por isso, tente manter refeições saudáveis quando conseguir. 

Evite o excesso de álcool

Escolha situações mais especiais para consumir bebidas alcóolicas, não vá no impulso. Quando acontecer, boas opções são: caipirinha, saquê, gin e vinho branco. E claro, modere na quantidade, sempre intercalando com muita água.

Mantenha-se em movimento

Quando estamos de férias, geralmente ficamos mais ativos, vamos pra cá e pra lá, queremos conhecer os lugares e otimizar o tempo. Sempre que puder, vá de um ponto turístico a outro andando. Além de permitir conhecer mais do lugar em que está visitando, o hábito ainda estimula a circulação e a queima calórica. Se conseguir manter uma atividade física, melhor ainda. Você vai ver que isso facilita (e muito) a vida na volta.

Respeite seu corpo

Se em algum dia você fez muita coisa (nadou, esquiou, caminhou) e está sentindo fome, coma. Mas veja bem, fome é diferente de gula. Se você está sentindo necessidade de comer, seu corpo está pedindo nutrientes — portanto, forneça o melhor que você puder.

Durma bem

É comum dormimos pouco para aproveitarmos todo o tempo possível, mas isso pode causar inchaço, irritabilidade, alteração intestinal e ainda deixar o corpo mais suscetível a uma gripe.

Não deixe de comer vegetais

Os nutrientes fornecidos por legumes e verduras são essenciais para o funcionamento do corpo. Quando ficam escassos, podem ocorrer: baixa energia, câimbra, dificuldade de concentração, mudança de humor, inchaço e queda da imunidade.

Prove os alimentos típicos!

Doce português, um sorvete suíço, uma massa italiana ou um vatapá no Nordeste… Não importa o destino, é claro que você não deve deixar de experimentar as comidas típicas. Mas sempre pensando no equilíbrio, é claro!

Leia também: Hábitos saudáveis nas férias: dicas de como manter a rotina

Fontes: Gisele Sales, nutricionista do centro clínico do Órion Complex; e Jéssica Nóboa, nutricionista da Clínica Patrícia Davidson.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!