Ácido úrico alto: O que significa, sintomas e o que comer

Saúde
02 de Dezembro, 2021
Ácido úrico alto: O que significa, sintomas e o que comer

Se você realiza exames para checar a saúde com frequência, provavelmente já viu este nome entre os resultados: ácido úrico. Se os níveis dessa substância estão dentro do esperado, ela é geralmente ignorada. Mas se o resultado for ácido úrico alto, logo surge a preocupação: o que isso significa? Entenda, então, melhor:

Ácido úrico alto: O que é

De acordo com o médico José Carlos Souto, diretor-presidente da Associação Brasileira Low Carb (ABLC), ele é um subproduto do metabolismo das purinas, compostos formados por bases nitrogenadas (ou seja, proteínas) presentes no DNA de seres humanos, animais e vegetais. Por isso, as purinas geralmente estão concentradas em alimentos como carnes e frutos do mar.

Parte do ácido úrico é eliminado pelos rins através da urina, enquanto o restante permanece circulando pela corrente sanguínea.

Muitos fatores podem fazer com que os níveis de ácido úrico se elevem, e o fato pode prejudicar algumas características da nossa saúde. Por exemplo, afetar a eliminação de substâncias extras pelos rins, gerar o acúmulo do subproduto nas articulações (e prejudicá-las) e, em casos mais graves, causar uma doença conhecida como gota.

Uma dieta rica em açúcares, carboidratos refinados e alguns tipos de proteínas (principalmente as ricas em gorduras saturadas) pode alavancar as taxas dessa substância no sangue. Assim como as bebidas alcoólicas, tanto pelo aumento da produção de urato quanto pela redução da sua eliminação.

Leia também: Os benefícios da dieta low carb no tratamento da gota

Ácido úrico alto: Sintomas

Desse modo, os principais sinais do problema envolvem:

  • Dificuldade em movimentar a articulação afetada;
  • Dor e inchaço em uma articulação específica (geralmente no dedão do pé, no tornozelo e no joelho);
  • Vermelhidão e pele quente na área;
  • Deformação na articulação;
  • Cálculo renal.

Diagnóstico

A análise do ácido úrico pode ser feita por meio dos exames de sangue e de urina. O exame de ácido úrico, normalmente, é pedido pelo médico quando o paciente apresenta dor nas articulações ou quando existem suspeitas de doenças mais graves, como lesão renal ou leucemia.

Leia também: Hábitos alimentares que fazem você se sentir mais cansada

Tratamento

Algumas mudanças no estilo de vida do paciente ajudam a reduzir o ácido úrico alto:

  • Beber quantidades adequadas de água diariamente;
  • Diminuir (ou cortar) o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Moderar a ingestão de alimentos industrializados e ricos em purina;
  • Caprichar nos ingredientes diuréticos e fontes de vitamina C.

Ácido úrico alto: O que comer

De acordo com o médico, “o consumo de açúcar produz elevações agudas nos níveis de ácido úrico”. Por isso, vale evitar todos os alimentos ricos nesse ingrediente. Além disso, confira outros itens para ficar de olho:

  • Carne vermelha em excesso (principalmente as gordurosas);
  • Marisco, mexilhão, cavala, sardinha, arenque e outros peixes;
  • Drinks, cerveja e vinho;
  • Miúdos: fígado, moela e rins;
  • Refrigerantes e sucos industrializados;
  • Bolachas, biscoitos e doces;
  • Alimentos ultraprocessados e embutidos (salsicha, mortadela, bacon, peito de peru);
  • Frutas muito doces ou muito maduras.

Leia também: Dieta alcalina: O que é, como fazer e cardápio

Por outro lado, priorize:

Fonte: José Carlos Souto, médico e diretor-presidente da Associação Brasileira Low Carb (ABLC).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher com as mãos na barriga
Saúde

Vaginismo afeta o bem-estar e pode ter causas emocionais

O vaginismo é um tipo de dor que acontece durante a penetração. As causas normalmente englobam aspectos psicológicos, e problema atrapalha a vida sexual

foto do ator Tony Ramos
Saúde

Hematoma subdural: entenda quadro de Tony Ramos

Tony Ramos passou por duas cirurgias após apresentar um hematoma subdural. Segundo boletim médico, ator já tem "melhora na evolução do quadro clínico"

corrida
Bem-estar Movimento Saúde

Como proteger garganta e ouvidos na corrida durante o inverno

É necessário tomar os devidos cuidados para proteger garganta e ouvidos durante a corrida no inverno. Saiba mais!