Jornalista conta sobre vício em remédio para emagrecer

Alimentação Bem-estar Equilíbrio
04 de Novembro, 2022
Jornalista conta sobre vício em remédio para emagrecer

Recentemente, a jornalista Maria Cândida, que apresenta o quadro Bem Estar, no Encontro, e É De Casa, da TV Globo, compartilhou um relato em seu Instagram contando que já sofreu com o vício em um remédio para emagrecer.

vício em remédio para emagrecer

Foto: Reprodução Instagram/@mariacandidatv

Na publicação, ela mostra fotos de alguns anos atrás. A legenda diz: “E hoje o #tbt é de um momento que eu estava me sentindo linda, dizia que ‘alimentação saudável e exercício físico’ me levaram para esse corpo magro que nos era imposto. Na verdade, era remédio para emagrecer, as anfetaminas.”

Leia também: O que fazer depois de exagerar no doce?

Vício em remédio para emagrecer: relato de Maria Cândida

Então, Maria Cândida continua o relato, afirmando que desde a adolescência, em seus primeiros castings para modelo, sempre escutava que precisava perder 10 quilos. “Essa frase entrou na minha mente como obsessão que me levava a comer mais e mais.”

Frustrada, ela chegou a conhecer “mil fórmulas mágicas’, que ‘resolviam’ o problema ali”. Entretanto, a promessa de um resultado rápido apenas trouxe mais questões para a apresentadora, que desenvolveu dependência química do remédio, compulsão alimentar e uma piora do seu quadro depressivo. “Sofri com insônia, ficava com o coração acelerado, já desmaiei, perdi uma porcentagem importante de músculos, vitaminas e minerais…”.

Além disso, também tinha o efeito rebote: ela engordava tudo novamente em pouco tempo. “Além de me sentir péssima como pessoa por não ter a força de vontade para seguir sem. Mas entenda: força de vontade eu até tinha, mas meu corpo pedia mais e mais anfetaminas.”

Por fim, Maria Cândida finaliza o relato deixando um recado para quem está passando por uma situação parecida. “Esse post é pra você pensar, Loba! Não faça isso com seu corpo, com sua mente! Você não precisa respeitar padrões inalcançáveis, pois o custo de uma dieta restritiva é muito alto. Você precisa só amar seu corpo como ele é, e mudar seus hábitos caso queira.”

“Eu não trocaria minha versão de hoje por essa da foto! Eu sei que às vezes preferimos o mais fácil, o mais rápido, mas a conta chega. Se ame hoje, cuide de você, da sua mente, do seu corpo, mas de uma maneira leve, sem pressão. O corpo feminino é um ato político, o corpo feminino é único, cuide do seu!”

Leia também: Transtorno bipolar: entenda a doença de Kanye West

O que são as anfetaminas?

O pesquisador e professor de Educação Física Evandro Murer, em seu artigo “Drogas, Anfetamina e Remédios para Emagrecer”, explica que as anfetaminas foram sintetizadas em laboratório a partir de 1928.

“Nas décadas de 60 e 70, o uso de anfetaminas tornou-se muito popular entre os jovens para reduzir o sono e aumentar a disposição física, principalmente nos bailes de carnaval e nas provas escolares. Mas a sua principal indicação terapêutica continua sendo no tratamento da obesidade, fazendo parte de quase todas as fórmulas redutoras do apetite.”

Isso porque as anfetaminas agem no sistema nervoso central, diminuindo a fome, a vontade de comer e acelerando o metabolismo. Essas características, quando combinadas com mudanças no estilo de vida, ajudam a emagrecer mais rapidamente.

Contudo, esse tipo de remédio tem indicação específica, ou seja, não é todo mundo que pode usar a anfetamina para diminuir o peso corporal — ela geralmente é indicada para quem possui um IMC (índice de massa corpórea) acima de 30, ou IMC acima de 25 associado a alguma comorbidade (como diabetes e hipertensão). Além disso, ela sempre deve ser prescrita e acompanhada por um médico, uma vez que pode gerar efeitos colaterais:

  • Insônia;
  • Irritação;
  • Ademais, palpitação;
  • Sensação de boca seca;
  • Ressecamento intestinal;
  • Por fim, arritmia e taquicardia em pacientes mais sensíveis e/ou com problemas cardíacos.

Leia também: Perder de 3% a 10% do peso já causa impactos positivos na saúde

Por que o vício em remédio para emagrecer acontece?

De acordo com o artigo do especialista, algumas anfetaminas são capazes de aumentar a liberação de dois importantes neurotransmissores: a noradrenalina e a dopamina. “A biodisponibilidade aumentada desses neurotransmissores na fendas sinápticas reduz o sono e a fome e provoca um estado de agitação psicomotora. Desse modo, os usuários ficam mais desinibidos, excitados e hiperativos. O aumento da dopamina, a principal molécula do prazer, embora não seja muito acentuado, contribui para compulsão ao uso”, explica o texto.

Fatores como uso sem acompanhamento profissional, busca por resultados cada vez mais rápidos e histórico pessoal colaboram ainda mais para um quadro de vício.

Referência: Evandro Murer, Drogas, Anfetaminas e Remédios para Emagrecer, UNICAMP.

Descubra seu peso ideal. É grátis! Saiba se seu peso atual e sua meta de peso são saudáveis com Tecnonutri.
cm Ex. 163 kg Ex. 78,6

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração

Chás pré e pós-treino
Alimentação Bem-estar

Chás pré e pós-treino: veja as melhores opções

O chá é a segunda bebida mais consumida mundialmente, depois da água, sendo o Brasil um dos maiores consumidores. De acordo com um balanço da Euromonitor