O que fazer depois de exagerar no doce?

Alimentação Bem-estar
03 de Novembro, 2022
O que fazer depois de exagerar no doce?

Comer uma guloseima ou outra de vez em quando é normal e pode ser muito bom. Afinal, quem não ama o conforto que um chocolatinho traz após o almoço, não é mesmo? Contudo, o problema, como tudo na vida, está no excesso: exagerar no consumo de doce com frequência pode estimular o acúmulo de gordura pelo corpo, além de aumentar o risco de diabetes tipo 2.

Por isso, algumas pessoas, depois de passarem um dia inteiro abusando do açúcar, podem se perguntar o que fazer para voltar à dieta com segurança. Assim, a Profa Dra Carolina Böettge Rosa, do curso de Nutrição do Cesuca, dá as dicas:

Nada de restrições severas após exagerar no doce

“Exagerar nos doces, de vez em quando, é comum, o problema é tentar compensar o consumo com restrições severas”, alerta a especialista.

Isso porque, segundo a nutri, a busca por resultados rápidos pode dificultar a manutenção do peso, além de provocar problemas nutricionais, como distúrbios alimentares e deficiências de nutrientes.

Leia também: Dia do Sanduíche: afinal, como montar um lanche saudável?

Siga seu plano alimentar e invista na água

Ou seja, o melhor a fazer é voltar ao cardápio de maneira normal, sem cortar nenhum alimento do plano. E, é claro, caprichar no consumo de água. “Além de manter o corpo hidratado, ela melhora a circulação sanguínea, auxilia na filtração do açúcar ingerido e otimiza o funcionamento intestinal”, explica Carolina Böettge Rosa.

Consulte seu nutricionista se você exagerar no doce

De qualquer forma, se você quer “compensar” os excessos do dia anterior, pergunte ao profissional que te acompanha como fazer isso sem radicalismos. “Não há nenhum alimento que, sozinho, vá reverter o exagero no consumo de alimentos ricos em calorias e pobres em nutrientes, como os doces.”

Isso porque somente um nutricionista pode entender as suas necessidades específicas e dar alternativas para suprir as suas demandas dentro de uma dieta segura e individualizada.

Leia também: Como substituir ovo, leite e derivados de receitas?

Priorize uma alimentação minimamente processada

De acordo com a nutricionista, a alimentação, seja para perda, ganho ou manutenção do peso, deve ter como base alimentos in natura ou minimamente processados (como arroz, feijão, frutas, legumes e verduras, carnes e ovos).

Os alimentos processados industrialmente (como enlatados, queijos e conservas) devem ser limitados. Mas se forem consumidos, utilizados em pequenas quantidades. Já os alimentos ultraprocessados (como os doces em geral) não devem fazer parte de um padrão alimentar saudável com muita frequência.

Fonte: Profa Dra Carolina Böettge Rosa, do curso de Nutrição do Cesuca.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

poke é saudável
Alimentação Bem-estar

Poke é saudável? Veja dicas na hora de consumir

Veja dicas de alimentos que não vão interferir no seu objetivo, seja emagrecer ou ganhar massa magra

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas