Efeito rebote na pele: O que é e o que fazer

17 de agosto, 2021

Comprou algum creme ou produto para acabar com a oleosidade do rosto, mas sentiu que ele deixou a sua pele com ainda mais brilho e até algumas espinhas? Você pode estar sofrendo com o efeito rebote — um processo comum e que pode ser revertido com alguns passos simples. Saiba mais:

Leia também: Alimentos que garantem uma pele saudável e lisinha

O que é efeito rebote?

O efeito rebote na pele nada mais é do que um aumento na produção de sebo causado justamente quando há a remoção de toda a oleosidade/gordura da pele (seja por um creme ou algum outro costume, por exemplo).

“É um mecanismo de defesa em que o organismo produz mais sebo para repor a gordura perdida. Essa oleosidade excessiva, então, passa a ser bem desagradável. Acontece em todos os tipos de pele, seja oleosa, mista ou seca”, explica a dermatologista Laís Leonor Rezende.

Contudo, o problema geralmente acomete as pessoas que possuem a região acneica, uma vez que são elas que mais tentam controlar a oleosidade.

“Essa pele é caracterizada por ser mais espessa, com abundante secreção sebácea e aspecto brilhante, especialmente na testa e no nariz. Apresenta orifícios pilossebáceos notórios, com tendência a formar comedões [cravos]. A lavagem excessiva como tentativa de remover essa oleosidade é um dos hábitos que ocasionam o efeito rebote”, diz a médica.

Além disso, o aumento da oleosidade pode ocasionar uma série de problemas, como coceira, irritação, cravos, espinhas, pústulas e cicatrizes.

Leia também: Piores alimentos para a pele

Confira as principais causas do efeito rebote na pele:

  • Lavar excessivamente a pele (mais de duas vezes por dia);
  • Abusar de ácidos para tratar espinhas (como o azelaico);
  • Além disso, não hidratar a pele;
  • Esfoliar com muita frequência ou com muita força;
  • Por fim, produtos com sulfato e álcool na fórmula.

Mas o que fazer?

Não, você não precisa abandonar a sua rotina skincare e seus produtinhos preferidos. Entretanto, precisa escolher cuidados menos abrasivos para a sua pele. “Limpe o rosto duas ou 3 vezes ao dia, use sabonetes próprios para o seu tipo de pele e aplique hidratantes faciais apropriados”, recomenda o médico Franklin Verissimo, que atua com medicina estética.

Para manter a pele saudável , Laís Leonor detalha que as etapas básicas de tratamento — como limpeza, hidratação e fotoproteção — devem ser seguidas de acordo com o tipo de pele. “A cosmética é capaz de interagir com a estrutura da pele e promover mudanças fisiológicas e corrigir desordens cutâneas, evitando o efeito rebote”, afirma a dermatologista.

Leia também: Glúten pode afetar a pele e causar acne?

Fontes: Laís Leonor Rezende, dermatologista da clínica Dr. André Braz; e Franklin Verissimo Oliveira, médico com especialização em medicina estética.