Saiba o que fazer para não perder a voz no Carnaval

Saúde
02 de Fevereiro, 2022
Saiba o que fazer para não perder a voz no Carnaval

Talvez uma das épocas mais desejadas do ano seja o carnaval. Na farra, é comum falar mais alto, gritar e cantar, principalmente se você é fã de bloquinhos, desfiles e marchinhas. E aí, as chances de perder a voz aparecem.

A diversão acaba exigindo muito das cordas vocais, que ficam mais sensibilizadas por causa do uso excessivo da voz. Como resultado, os foliões podem perder a voz temporariamente e ter dores e inflamações na garganta. Isso acontece porque a corda vocal fica sobrecarregada e incha, limitando a produção da voz. Além disso, outro problema comum é a laringite, causada por exposição à bactéria, vírus, inalação de agentes alérgicos ou esforço excessivo da voz.

Sabemos que o contexto de pandemia pode ter comprometido seus planos de curtir uma folia de carnaval. Mas, quando chegar a hora de uma festa com segurança, salve estas dicas para manter a sua voz saudável:

Dicas para não perder a voz no Carnaval

1 – Hidrate-se com líquidos em temperatura ambiente

Beber água está presente em qualquer orientação para a nossa saúde. Não à toa, afinal a água atua em diversas funções do organismo. Para a voz, ela mantém as cordas vocais hidratadas, o que reduz o atrito entre as mucosas para reproduzir o som da voz. Além disso, evita possíveis desconfortos provenientes da sobrecarga das cordas, como tosses e pigarros.

2 – Controle o consumo de bebidas alcoólicas

O álcool provoca desidratação e influencia no nosso comportamento. Quando estamos sob efeito da birita, é normal falar mais alto e se exaltar. Por isso, se for beber, escolha seu drinque favorito e intercale com a ingestão de água para driblar a desidratação. Ele irrita as vias respiratórias e altera a qualidade vocal. Alguns cantores costumam dizer que a bebida ajuda a “aquecer” a voz. Mas não caia nesse mito! O excesso de álcool pode até gerar um efeito agradável de relaxamento, mas também tem o efeito anestésico. Com as pregas vocais “amortecidas”, não conseguimos controlar o esforço que utilizamos ao falar e podemos exagerar, causando um grande desgaste.

Leia também: Dicas para não sair da dieta no Carnaval

3 – Fale próximo das pessoas para não perder a voz

É quase impossível manter uma conversa em um tom de voz normal em um ambiente barulhento. Aproxime-se das pessoas para falar mais baixo e poupar o esforço das cordas vocais. Outra dica é falar com mais clareza e pausadamente para evitar repetir uma frase.

4 – Procure não gritar, falar muito alto ou cantar durante muito tempo

Alterne períodos de descanso vocal com atividades nas quais você tem que falar muito. Usar a voz seguidamente durante muito tempo pode levar a uma fadiga muscular.

5 – Evite o cigarro para não perder a voz

O fumante tem o desafio de não fumar ou reduzir ao máximo as tragadas, que são prejudiciais para as mucosas e para as cordas vocais. As substâncias presentes na fumaça do cigarro são nocivas para o sistema respiratório e seus órgãos. O cigarro é um dos maiores vilões da voz – e da laringe! Causa irritação e pode provocar laringite. A nicotina, associada ao calor da fumaça, resseca as cordas vocais fazendo com que você fique rouco ou force ainda mais a musculatura para falar.

6 – Faça refeições leves com alimentos de fácil digestão e com pouca gordura

Caso contrário, há chances de você desenvolver azia. Desse modo, com o refluxo, o ácido estomacal pode retornar para a garganta, lesionar os tecidos e causar irritação. Aposte em frutas, saladas e alimentos líquidos, como sopas, smoothies e vitaminas.

7 – Use roupas confortáveis

É uma recomendação curiosa, mas que faz muito sentido. Roupas apertadas, sobretudo na região abdominal e do pescoço, comprometem o ciclo respiratório adequado e limitam o movimento da laringe e da faringe. Então escolha um look caprichado, mas que lhe deixe à vontade!

Cuidando da voz com ajuda profissional

Muita gente não leva a sério e acha que cuidar da voz é coisa de quem canta ou trabalha falando o dia inteiro, porém, a “saúde vocal” ou “higiene vocal”, como os médicos chamam, é essencial para o aparelho fonador de qualquer pessoa e alguns pequenos cuidados garantem que suas cordas vocais fiquem sempre saudáveis.

Faça sessões de impostação e projeção vocal com um profissional de fonoaudiologia. Essa recomendação é útil principalmente para quem tem muita sensibilidade na região, perde a voz e que frequentemente tem problemas relacionados. O fonoaudiólogo é o profissional para avaliar a sua voz e cordas vocais. Se desejar aprimorar sua voz cantada, faça aulas de canto. As aulas de canto possuem uma técnica de treinamento para as cordas vocais, o que pode ser benéfico para fortalecer as cordas vocais e assim, valorizar ainda mais sua voz cantada.

Fonte: Fabiana Martins Ribeiro, fonoaudióloga. CRFª: 8411 RJ.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte

Reynaldo Gianecchini
Saúde

Reynaldo Gianecchini revela diagnóstico de doença autoimune

A síndrome de Guillain Barré causa fraqueza e dificuldades para mover os braços e as pernas