Cortar carboidratos emagrece?

10 de setembro, 2019

Muito se fala sobre a possível vilania dos carboidratos. Mas a verdade é que nem todos fazem mal para a saúde. Eles são do time de macronutrientes, que são os nutrientes que precisamos em maiores quantidades e que são facilmente absorvidos pelo organismo, assim como as proteínas e as gorduras. 

Com a moda das dietas low-carb, que preconizam o mínimo de carboidratos na alimentação com objetivo de emagrecer e outros benefícios, o macronutriente ganhou uma fama controversa. Entretanto, restringir seu consumo sem orientação profissional pode trazer prejuízos para a saúde, inclusive o ganho de peso. 

O segredo para se obter as benesses dos carboidratos é consumi-los na quantidade adequada e escolher as melhores fontes – frutas, alimentos integrais, grãos e legumes estão nessa jogada. 

Em excesso, vale dizer que a insulina converte o que sobra de glicose em triacilglicerol, uma gordura que fica instalada no tecido adiposo. Até mesmo o consumo exagerado de outros macronutrientes se transforma em acúmulo de gordura. 

Na dúvida, nunca é demais ressaltar o auxílio de um nutricionista para elaborar um plano alimentar de acordo com suas necessidades. 

Dicas e cuidados

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda o consumo de 55% a 75% de carboidratos. Na prática, se você gasta 2 mil calorias por dia, deve consumir entre 275 g a 375 g de carboidratos.

Evite alimentos processados, porque é bem fácil extrapolar o limite de carboidratos por meio dessas fontes. Pães, refrigerantes e sucos de caixinha, por exemplo, são campeões no excesso de carboidratos simples, além de outros ingredientes que podem ser nocivos para a saúde, como a gordura trans (presente em alimentos congelados, salgadinhos, bolos e sorvetes). 

Leia também: Os seis melhores carboidratos para a sua dieta

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.