Boa postura: o que é, importância, tratamentos e dicas

20 de junho, 2022

Ter uma boa postura pode ser uma tarefa difícil para a maioria das pessoas. Isso porque estamos acostumados a ficar em pé e sentar sem muitos cuidados, o que é prejudicial para a postura.

Segundo pesquisa da Sociedade Brasileira de Coluna (SBC), cirurgias envolvendo coluna vertebral aumentaram durante a pandemia da Covid-19. Pois durante o isolamento, muitas pessoas tiveram que se adaptar ao trabalho em casa e evitaram hospitais. Mas como podemos ter uma boa postura, principalmente quem trabalha sentado o dia todo? 

De acordo com o Dr. Fabiano Fonseca, ortopedista e membro da Doctoralia, uma boa postura corporal é definida pelo fato da pessoa manter um bom alinhamento da coluna, independente da posição em que ela se encontra: em pé, sentado ou deitado. 

Assim, o ortopedista comenta que este alinhamento da coluna promove a saúde das suas articulações e seus discos intervertebrais, diminuindo a chance de desenvolver desgastes precoces e dores. “Portanto, uma postura corporal ereta é o alinhamento correto das partes do corpo suportadas pela quantidade certa de tensão muscular contra a gravidade”, diz.

Leia também: Conheça os benefícios do pilates para o corpo e a mente

Entenda a importância

Uma boa postura nos ajuda a ficar em pé, a sentar e a deitar em diferentes posições. Além disso, existem outros fatores que mostram a importância desse cuidado. 

O nosso médico consultado acrescenta que ter uma postura adequada mantém nossos ossos e articulações em alinhamento correto para que nossos músculos sejam usados ​​adequadamente. Além disso, permite que nossos músculos trabalhem com mais eficácia, permitindo que nosso corpo use menos energia, prevenindo a fadiga e dores musculares.

O que é má postura?

De acordo com o Dr. Fabiano Fonseca, a má postura consiste em qualquer forma de mau alinhamento da coluna, onde se exerce sobrecarga de peso sobre a própria articulação da coluna e demais articulações do corpo.

Dessa maneira, a má postura pode prejudicar a saúde e o funcionamento do corpo, assim como a qualidade de vida. Dores e fadiga, além de desconforto durante a execução das atividades diárias.

“A postura adequada é fundamental para prevenir problemas de coluna, evitar dores musculares e nas articulações, favorecer o equilíbrio, a flexibilidade, a respiração e até mesmo a digestão”, completa o especialista.

Causas da má postura

Existem alguns agentes causadores da má postura. Portanto, veja o que pode contribuir para esse tipo de problema, segundo o ortopedista: 

  • Estresse;
  • Gravidez;
  • Obesidade;
  • Músculos posturais fracos;
  • Uso de sapatos de salto alto;
  • Postura inadequada no ambiente de trabalho;
  • Má postura durante a idade escolar com o uso incorreto de mochila, por exemplo;
  • Uso constante de aparelhos celulares.

Sendo assim, o Dr. Fabiano Fonseca lembra que estamos vivenciando um aumento importante dos problemas na coluna cervical. Isso porque o costume de olhar para baixo diante das telas, pode trazer uma síndrome chamada “Tech Neck“, ou “Pescoço Tecnológico”.

Sintomas da má postura 

Existem alguns sinais da má postura que atinge milhões de pessoas em todas as idades, como por exemplo:

  • Ombros caídos;
  • Fadiga muscular;
  • Falta de flexibilidade;
  • Problemas de sono;
  • Problemas digestivos;
  • Cabeça inclinada para frente ou para trás;
  • Sistema músculo-esquelético desalinhado;
  • Degeneração articular (artrose);
  • Dor no pescoço, no ombro e nas costas.

Consequências da má postura 

A má postura pode trazer sérias consequências para as pessoas que sofrem com esse problema na coluna vertebral. 

Desse modo, o especialista comenta que as posturas erradas durante períodos prolongados podem gerar, além de dores, uma evolução para problemas osteodegenerativos e dores crônicas. 

“A má postura pode gerar desalinhamento na coluna como escoliose, cifose e lordose. Além disso, muitas vezes estes problemas podem se tornar crônicos definitivos, de difícil tratamento e controle”, alerta o ortopedista.

Como melhorar a postura?

O membro da Doctoralia ensina que a primeira forma de melhorar a postura é com a conscientização corporal, ou seja, a correção das principais posturas viciantes que adquirimos no dia a dia, seja sentado, deitado ou em pé.

Veja quais são as principais mudanças que devemos fazer são:

  • Sempre manter os pés apoiados no chão;
  • Fazer alguns alongamentos;
  • Ajustar o encosto da cadeira para apoiar a lombar;
  • Sustentar o peso, principalmente na palma dos pés;
  • Usar um travesseiro para apoiar as costas na cadeira;
  • Pendurar os braços naturalmente nas laterais do corpo;
  • Não permanecer por longos períodos na mesma posição;
  • Deitar de lado com um travesseiro no meio das pernas e joelhos encolhidos;
  • Manter os joelhos ligeiramente dobrados e afastá-los na largura dos ombros;
  • Contrair o abdômen e manter a postura ereta, com os ombros puxados para trás;
  • Relaxar os ombros e manter os antebraços paralelos ao solo e apoiados na cadeira ou mesa;
  • Manter a cabeça nivelada, ou seja, apoiá-la sobre ambos os pés e pendurar os braços naturalmente.

Tratamentos

Segundo o Dr. Fabiano Fonseca, em uma pessoa saudável, a postura adequada deve ser obtida por meio de exercícios físicos que irão fortalecer e alongar os músculos e articulações. 

“A boa postura vem com uma musculatura boa e com bom alongamento, além das boas práticas mencionadas anteriormente para se ter uma postura corporal ereta”, explica o especialista.

Desse modo, o médico conta ainda quais são as principais formas de tratamento: correções posturais, atividades físicas, consciência corporal, fisioterapia e hábitos saudáveis.

Por fim, o especialista orienta: “o uso de colete e órteses para correção de desvio e postura não devem ser utilizados por pessoas saudáveis, somente devem ser utilizadas com prescrição médica em casos específicos de pessoas com patologias na coluna”, avisa.

Fonte: Dr. Fabiano Fonseca, ortopedista e membro da Doctoralia.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.