Como reduzir o consumo de sal

30 de dezembro, 2019

A Organização Mundial de Saúde, a OMS, recomenda que o consumo diário de sal deve ser de, no máximo, 5 g por pessoa. Entretanto, as populações de muitos países, como a brasileira, ultrapassam a quantidade estipulada. 

Estima-se que, se o Brasil seguisse os padrões recomendados pela OMS, haveria uma diminuição de 15% nos óbitos por acidente vascular cerebral (AVC) e redução de 10% dos óbitos por infarto. Esse dado é da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). 

Portanto, ano após ano, buscamos alternativas para esse problema. Mas, na verdade, a solução é bastante simples: precisamos diminuir o consumo de sal.

Leia mais: Sal: Tipos, diferenças e melhores escolhas

Maneiras de reduzir o consumo de sal

Você já pensou em trocar o sal por temperos e ervas? Hipertensão, problemas renais, obesidade, osteoporose…essas são algumas das doenças diretamente relacionadas ao consumo excessivo de sódio, um mineral presente em muitos alimentos e também o principal componente do sal de cozinha. 

Felizmente, reduzir o sal da dieta tem se tornado cada vez mais fácil. O motivo? Além das clássicas especiarias naturais, que podem auxiliar na redução do consumo do ingrediente, há demais alternativas disponíveis – que crescem a cada dia.

“Uma boa opção é a levedura nutricional. Além de substituir facilmente o sal, é rica em proteínas, fibras, vitaminas do complexo B (usualmente presente nas carnes e derivados do leite), bem como em minerais”, afirma a nutricionista Karla Maciel, de São Paulo.

A levedura nutricional configura-se como um suplemento, pois sua função é apenas complementar a dieta, que deve ser balanceada, saudável e nutritiva. Ademais, é um produto 100% natural, obtida a partir do fungo Saccharomyces cerevisiae – desenvolvido em um meio rico de carboidratos.

Versátil, pode ser adicionada a qualquer prato e alimentos, mas especialmente em saladas, massas e torradas. “Além disso a levedura é também rica em minerais como zinco, cromo, ferro, magnésio, ácido fólico e biotina e é rica fonte de fibras, propiciando um melhor funcionamento do intestino, bem como um sistema imunológico fortalecido”, detalha.

Leia também: Açúcar x Sal: O que é pior para o corpo?

Temperos e ervas que podem substituir o sal

Uma alternativa simples e acessível é trocar o sal por temperos e ervas naturais, uma vez que estes não trazem danos à saúde e podem gerar inúmeros benefícios.

Fonte: Karla Maciel, nutricionista e consultora da Naiak

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo