Polivitamínico: o que é, para que serve e como tomar

Saúde
23 de Fevereiro, 2022
Polivitamínico: o que é, para que serve e como tomar

Você sabe para que serve o polivitamínico? Esse tipo de suplemento alimentar é bastante popular entre as pessoas que desejam tomar complexos de vitaminas e minerais. Mas será que faz mal à saúde? 

De acordo com com a Dra. Raquel Penha e Silva, nutricionista da ON, Centro Integrado de Evolução Corporal, o polivitamínico é um tipo de suplemento com vitaminas e minerais. Assim, esse suplemento pode conter vitamina C, vitamina A e vitaminas do complexo B.

Esse suplemento pode conter vitamina C, vitamina A e vitaminas do complexo B. Além disso, diversos polivitamínicos também podem ser compostos por minerais ou outros compostos. O uso do polivitamínico é indicado para combater as deficiências nutricionais.

Para que serve o polivitamínico?

A Dra. Raquel Penha e Silva nos informou para que serve o polivitamínico: “serve para garantir ou para melhorar o aporte desses micronutrientes na alimentação”.

Além disso, a especialista reforça que seu uso deve ser indicado para as pessoas que, eventualmente, estejam com alguma deficiência ou precisem melhorar esse aporte junto da alimentação, caso ela não consome o necessário.

Dessa forma, o polivitamínicos pode ser indicado pelo médico quando há: 

  • Baixa ingestão de vitaminas: quando a pessoa não consegue vitaminas através da alimentação.
  • Baixa absorção de vitaminas: após uma cirurgia bariátrica, uso de alguns medicamentos ou doença celíaca.
  • Aumento das necessidades nutricionais: durante a infância e por mulheres grávidas.

Qual é o melhor polivitamínico?

Com tantas opções de polivitamínico, qual o melhor para comprar? A nutricionista esclarece que não tem como escolher o melhor suplemento porque tudo depende das necessidades de cada pessoa. 

“A ANVISA não permite dosagens acima de um limite para as vitaminas e minerais, por isso a maior parte dos polivitamínicos têm uma dosagem baixa”, informa a Dra. Raquel. 

Dessa forma, segundo a especialista, se uma pessoa tomar polivitamínico por conta própria para garantir uma vitamina específica, ela vai consumir vitaminas e minerais a mais à toa. 

Portanto, o polivitamínico deve ser tomado com prescrição médica e quando há uma necessidade de consumo esporádica ou se o paciente precisa de uma necessidade de aporte mais amplo.

Como tomar?

A Dra. Raquel Penha e Silva reforça que o polivitamínico deve ser orientado pelo profissional nutricionista, como qualquer suplemento. “ E nunca consumir por conta própria!”, avisa. 

O consumo é indicado na bula do polivitamínico, mas, geralmente, é recomendada a  ingestão de 1 comprimido por dia. 

Assim, ele deve ser tomado com 1 copo de água em uma das refeições, no almoço ou jantar. Isso porque as vitaminas são mais absorvidas na presença dos nutrientes dos alimentos e do ácido do estômago.

Porém, o horário, a quantidade e a forma de tomar o polivitamínico varia de acordo com o tipo do suplemento e a indicação do nutricionista.

Benefícios

É importante saber que os benefícios proporcionados por um polivitamínico podem variar de acordo com a sua composição e a forma que atua em cada organismo.

No entanto, precisamos considerar os benefícios desse tipo de suplemento, quando utilizado de forma correta e prescrita pelo médico. Veja os benefícios gerais proporcionados:

  • Melhora a imunidade;
  • Prevenção de doenças cardiovasculares, como pressão alta e ataque cardíaco;
  • Fortalecimento dos ossos;
  • Melhora das funções cognitivas (concentração, memória, etc.);
  • Ganho de energia;
  • Melhora do humor;
  • Prevenção da insônia;
  • Entre outros.

Polivitamínico é bom para o cabelo? É bom para a anemia?

Além dos benefícios citados acima, existem especulações que os polivitamínicos são bons para o nosso cabelo e para pessoas que possuem anemia.

Segundo a Dra. Raquel Penha e Silva, realmente existem esses polivitamínicos no mercado, mas eles fazem efeito se realmente a causa da queda de cabelo e da anemia, for a falta das vitaminas e minerais presentes no polivitamínico escolhido. 

“Caso não for, você só vai jogar dinheiro fora ou pode ter uma intoxicação pelo excesso daquele polivitamínico e piorar o seu problema”, alerta a médica nutricionista.

Por isso, a especialista enfatiza que é preciso pesquisar a causa, saber quais as vitaminas e minerais necessários, além de outros nutrientes para suprir tal necessidade. 

Contraindicações

“Saber o que o polivitamínico pode causar em cada pessoa é muito amplo, já que ele pode não ser o melhor tratamento para algumas situações específicas”, pontua a nutricionista.

No entanto, a contraindicação é recomendada para pessoas que possuem alergia a qualquer componente da fórmula do suplemento polivitamínico.

Além disso, o consumo desse suplemento pode causar alguns efeitos secundários em algumas pessoas, como hepatites, doenças cardiovasculares, alterações do sistema nervoso e problemas nos rins ou na pele.

Ainda de acordo com a Dra. Raquel Penha e Silva, é perigoso tomar polivitamínico se for por conta própria e se consumir por muito tempo. 

“Por exemplo, uma pessoa compra um produto, uma vitamina nos Estados Unidos, e toma durante 1 ano. Ela não percebe que pode estar tendo uma toxicidade, um excesso de consumo de algumas vitaminas de minerais sem necessidade que podem gerar alguns efeitos metabólicos, como a fadiga”, exemplifica.

Polivitaminico engorda?

Outra especulação bastante popular é se o polivitaminico engorda, mas a nutricionista lembra que o que engorda é um consumo excessivo de calorias durante o dia e com frequência. 

“O consumo inadequado e de baixa qualidade, como o excesso de carboidratos e de gorduras. Sendo assim, os polivitamínicos são feitos de vitaminas e minerais, micronutrientes e não geram calorias, ou seja, não fornecem teor calórico para engordar”, desmitifica. 

Quem pode tomar polivitamínico? Até crianças e mulheres grávidas?

Para finalizar, a nossa nutricionista consultada esclarece que qualquer um pode tomar o polivitamínico, inclusive crianças, mas desde que tenha a orientação de um profissional nutricionista para isso. 

Além disso, existem polivitamínicos específicos para as gestantes e eles são orientados pelo médico e pela nutricionista. 

Os polivitamínicos podem ser consumidos na gravidez porque é um aporte de vitaminas e minerais que vai aumentando nessa situação. O ideal é que tenha ômega 3 e que não tenham corantes na cápsula. 

“O ideal é fazer a manipulação, já que a grávida toma o polivitamínico e ainda precisa aumentar o aporte de ferro, vitamina D, outras vitaminas do complexo B e outros nutrientes. Dependendo dos sinais e sintomas da gestante, o médico ainda manipula para acrescentar na alimentação”, finaliza.

Fonte: Dra. Raquel Penha e Silva, nutricionista da ON, Centro Integrado de Evolução Corporal (São Paulo).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

selfie do ex-jogador de vôlei, Tande
Saúde

Tande, do vôlei, sofre infarto e é internado em hospital

Tande, ex-jogador da seleção brasileira de vôlei, revelou ter tido 98% de entupimento em uma de suas veias e sofrido um infarto

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração