Olhos amarelos indicam problemas no fígado? Descubra o que dizem os especialistas

17 de fevereiro, 2022

De acordo com o senso comum, olhos amarelos indicam a presença de alguma doença ou problema no fígado. Mas será que tal associação tem fundamento? Afinal, o que acontece no organismo que gera essa coloração nos olhos? Para responder a essas perguntas, conversamos com dois médicos. Confira o que eles dizem. 

De acordo com Tabata Cristina Alterats Antoniaci, gastroenterologista, a cor amarelada nos olhos, em geral, ocorre devido ao excesso de bilirrubina no sangue. Essa substância é produzida no fígado a partir da filtragem realizada pelo órgão dos glóbulos vermelhos. Depois, fica armazenada na vesícula para, então, ser eliminada nas fezes ou na urina. “Quando existe algum problema nessa ‘via’, por exemplo, um cálculo da vesícula obstruindo a passagem da bile, essa se acumula no sangue e causa a coloração amarelada nos olhos.”

O que deixa os olhos amarelos?

Carlos Machado, que atua com medicina geral preventiva e do envelhecimento, informa que esse acúmulo de bile – que “deixa o sangue carregado com uma tinta amarela” – acaba se expandindo para os olhos e outras partes do organismo, como a urina. Essa condição recebe o nome técnico de icterícia.

Aliás, essa situação é frequente em recém-nascidos, sendo chamada de icterícia neonatal. Porém, nesses casos, a origem dos olhos amarelos está, usualmente, no fato de que o fígado do bebê ainda não se encontra completamente desenvolvido. Por isso, ela não costuma ser encarada como uma disfunção mais grave.

Principais causas em adultos

As principais causas de olhos amarelos em adultos são as seguintes:

  • Hepatite: trata-se de uma inflamação no fígado que atrapalha o transporte da bile para os ductos biliares. Pode ter origem em diferentes vírus (hepatites A, B e C, por exemplo), no uso de alguns medicamentos e até mesmo no consumo excessivo de bebida alcoólica.
  • Cirrose ou fibrose hepática crônica: “É um estágio avançado de inflamação no fígado, causado mais comumente pelo uso excessivo de álcool, porém vemos cada dia mais casos de cirrose por ‘gordura no fígado’”, afirma Tabata.
  • Pedra na vesícula: cálculos nesse órgão impedem o deslocamento da bilirrubina para o intestino. A substância acaba caindo na corrente sanguínea e deixando os olhos amarelos. 
  • Pancreatite: a inflamação no pâncreas é outro problema que tem como um dos sintomas os olhos amarelados.

Existem ainda outras condições que podem levar à pigmentação amarela nos olhos. “Alguns exemplos são anemia hemolítica (doença autoimune que leva à destruição dos glóbulos vermelhos e, com isso, acúmulo de bile na corrente sanguínea) e malária (doença infecciosa, endêmica em algumas áreas do nosso país, gera a cor amarela pelo ‘ataque’ do protozoário do gênero Plasmodium, que se multiplica no fígado e depois atinge a corrente sanguínea, onde invade e rompe os glóbulos vermelhos)”, detalha a gastroenterologista.

“A inflamação aguda do fígado é a causa mais comum dos olhos amarelos, mas até um tumor ou doenças que provocam um processo obstrutivo no fígado também podem causar icterícia no corpo”, complementa Carlos.

Quando procurar o médico?

Os dois especialistas são enfáticos ao dizer que, ao notar os olhos amarelos, é preciso buscar ajuda médica imediatamente. “Ao primeiro sinal de sintomas, o paciente deve procurar seu médico de confiança, que poderá iniciar a investigação e avaliar a necessidade de internação, exames e tratamento”, esclarece Tabata.

Segundo Carlos, toda vez que há alteração na coloração dos olhos, órgãos de tecido muito frouxo, significa que existe uma condição diferente no sangue. “Sempre que houver mudança na cor dos olhos ou da urina, procure um médico. A procura pelo médico é imediata.” 

O ideal é consultar um gastroenterologista ou um clínico geral de sua confiança. Já diante de quadros de dor intensa em alguma parte do corpo, o mais adequado é se dirigir ao pronto atendimento.

Como tratar os olhos amarelos?

Outro cenário seria o uso de corticoides para cuidar da anemia hemolítica, de acordo com a especialista. Como se vê, somente a partir do correto diagnóstico é possível começar a tratar a causa dos olhos amarelos. “Sempre que suspeitar de qualquer doença, não se automedique. Procure um médico”, alerta Tabata.

“Inicialmente, deve-se entender a causa do problema do paciente e então buscar um tratamento voltado para a mesma”, argumenta Tabata. “Por exemplo, em casos de obstrução das vias biliares por um cálculo na vesícula, devemos desobstruir a via para que a bile possa ser eliminada e tirar a vesícula por cirurgia, tendo um tratamento definitivo.” 

Fonte: Dra. Tabata Cristina Alterats Antoniaci, gastroenterologista do São Cristóvão Saúde e Carlos Machado, especialista em medicina geral preventiva e do envelhecimento.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.