Mitos da saúde bucal: cuidado com as dicas de internet

18 de março, 2022

As buscas na internet por opções que resolvam problemas relacionados à higiene da boca estão cada vez mais comuns, mas é preciso ficar alerta sobre os mitos da saúde bucal. Clarear os dentes com bicarbonato de sódio ou utilizar vinagre de maçã, por exemplo, são alguns deles.

Com a facilidade e o acesso na palma da mão, algumas pessoas optam por seguir essas dicas “caseiras” encontradas em sites de buscas para manter um sorriso saudável e bonito. O problema é que, geralmente, os tratamentos indicados nesses sites não funcionam. E pior: podem provocar problemas maiores. Diante disso, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) lista cinco mitos comuns. Conheça!

Leia mais: Hábitos que prejudicam os dentes: veja quais são e como evitá-los

Mitos da saúde bucal

1. Clareamento dental com bicarbonato de sódio e limão resolve?

Esta é uma das várias receitas disponíveis na internet com a promessa de clarear os dentes sem a necessidade de se recorrer ao cirurgião-dentista. No entanto, a prática é perigosa, pois o bicarbonato de sódio é um produto altamente abrasivo. Dessa forma, utilizá-lo sem a devida orientação profissional pode resultar em corrosão e ranhuras do esmalte, queimaduras na gengiva, lábios e bochechas, além de maior sensibilidade em caso de exposição da raiz do dente.

Vale reforçar que não há qualquer comprovação científica sobre o uso do bicarbonato nesta forma caseira, como vem sendo indicado para o clareamento dental. A maneira mais segura de conquistar um sorriso saudável é realizar a higienização correta dos dentes e consultar o cirurgião-dentista periodicamente.

2. A maçã substitui a escova de dente?

Não. Apesar da fruta ser rica em fibras e vitaminas, além de ser um alimento importante para a manutenção da saúde, não é apropriado usá-la como recurso para manter a higiene bucal. Assim, como qualquer alimento, a maçã não pode substituir a escova de dentes e os demais itens de higienização bucal, como creme dental, enxaguante e fio dental. Somente esses produtos são capazes de promover a higienização correta da boca, fator essencial para a manutenção e prevenção de diversas doenças bucais, como tártaro, por exemplo.

3. Cravo da Índia diminui dor de dente

Há pessoas que relatam sentir diminuição da dor de dente ao mastigar ou tomar chá feito com cravo da Índia. Mas não é possível afirmar que haja uma relação entre o uso da especiaria e o alívio da dor.

Além disso, é arriscado ignorar a dor de dente ou procurar métodos paliativos para tratá-la. Dessa forma, quando surge um incômodo, significa que algo não vai bem. Sendo assim, somente o cirurgião-dentista é indicado para garantir um diagnóstico e um tratamento correto.

4. Óleo de Coco ajuda a manter a saúde da boca?

Indicado para alimentação, cuidados com a pele e cabelos, o óleo de coco também aparece em pesquisas da rede como um item considerado altamente eficaz para manutenção da saúde da boca. Entre os benefícios apontados em textos da internet está sua possível ação antibacteriana, que seria capaz de reduzir a presença do Streptoccocus mutans, causador da cárie.

Porém, não há estudos científicos ou reconhecidos que comprovem essa afirmação. Por isso, a melhor forma de prevenir cáries e combater o problema é manter a higiene correta da boca e fazer visitas regulares ao cirurgião-dentista.

5. Mitos da saúde bucal: Vinagre de maçã e sal servem como enxaguante bucal?

Esta é mais uma dica caseira sem comprovação científica. Nenhum dos produtos citados possui propriedade capaz de eliminar bactérias, remover o tártaro (formação mineral que adere ao dente, permitindo o acúmulo de microrganismos) e prevenir o aparecimento de doenças.

O sal e o vinagre podem, inclusive, causar danos para a cavidade oral, como queimaduras, irritação e erupções, por exemplo. Portanto, bochechos só devem ser feitos com produtos indicados pelo profissional e por tempo determinado, a fim de trazer benefícios e não danos à saúde.

Fonte: Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP).

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.