Escova de dente: 4 dicas para escolher a melhor

18 de novembro, 2021

Na hora de comprar sua escova de dente, sempre surge aquela dúvida: qual escolher? Antes de mais nada, uma escolha assertiva desse item de uso diário ajudará, inclusive, na prevenção de doenças e problemas bucais. Para isso, ela deve ser eficiente na escovação. Porém, com centenas de opções e tipos no mercado, pode ser mais difícil encontrar a escova perfeita para você. Em seguida, veja algumas dicas para ajudar na escolha.

Leia mais: Alimentos que protegem os dentes

Escova de dente: confira 4 dicas na hora de escolher

1. Maciez, o primeiro requisito

Primeiramente, a escova de dente precisa ter cerdas macias para não machucar a gengiva. Além disso, essa característica também favorece a remoção dos resíduos de alimentos e placas bacterianas. Ocasionalmente quando as cerdas são mais rígidas, a abrasão contra os dentes aumenta e pode desgastar o esmalte da região. 

2. Aposte na escova de dente com múltiplas cerdas

Para a limpeza do dia a dia, é ideal investir em uma escova com grande quantidade de cerdas, pois melhora a eficiência da escovação. O movimento da limpeza faz com que as cerdas se espalhem e alcancem todas as áreas. Já o formato das cerdas vai depender da anatomia e tamanho da boca. Nesse sentido, as mais indicadas são as de cerdas niveladas com bordas arredondadas.

3. Cabeça compacta

O tamanho da cabeça da escova de dente precisa ser compatível com o tamanho da área interna da boca. Dessa forma, a escovação cumpre a sua função, pois consegue fazer a limpeza de todos os dentes sem causar lesões bucais.

4. Casos específicos, escova de dente específica

Usuários de aparelho ortodôntico, crianças e idosos precisam de escovas especiais. Quem possui aparelho fixo, por exemplo, deve utilizar uma escova ortodôntica para a limpeza dos braquetes, em conjunto com a escova convencional; já as crianças precisam de escovas infantis, menores e pensadas para sua anatomia bucal; para idosos que possuem próteses ou dentadura, precisam de uma escova com cerdas mais firmes para a limpeza. Por isso, é importante consultar um dentista para ajudar na escolha da escova de dente certa para você. 

Outros aliados da limpeza bucal

Depois de escolher a melhor escova de dentes, é preciso fazer a limpeza do jeito certo. Portanto, faça movimentos sutis, sem forçar as cerdas contra os dentes. O hábito é prejudicial para o esmalte dos dentes, pois pode machucar a gengiva e reduz a durabilidade da escova.

Sempre utilize o fio dental na hora da escovação, principalmente após as refeições, para evitar acúmulo de restos de alimentos que causam placa bacteriana e gengivite. O uso de enxaguante bucal é opcional, mas pode ajudar na redução de proliferação de bactérias. Converse com seu dentista para saber o produto ideal para sua rotina. 

Quando trocar a escova de dente?

Percebeu que as cerdas estão esgarçadas ou desgastadas? Então este é um sinal para aposentar sua escova de dente. Uma boa escova dura, em média, 2 meses. Passado esse tempo, fique de olho no estado das cerdas e veja se a escova está machucando durante a escovação. 

Leia mais: Como a saúde bucal influencia na saúde emocional

Fonte: Bruna Conde (CRO SP 102.038), cirurgiã dentista, pós-graduada em Periodontia, Cirurgia Plástica Periodontal e Disfunção Temporomandibular, com capacitação em halitose, bruxismo, pré-natal odontológico, laserterapia, ronco e apneia, sensibilidade dentária e harmonização facial. É membro da Associação Brasileira de Halitose (ABHA) e da Associação Brasileira de Medicina do Sono (ABMS). Idealizadora dos canais Saúde Convida e Hálito Amigo. @drabrunaconde

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.