Faz mal beber muita água? Descubra se existe risco à saúde!

14 de dezembro, 2021

Sabemos da importância de nos mantermos saudáveis no dia a dia, principalmente com o consumo de água potável. Contudo, existem várias especulações que indicam que faz mal beber muita água. Afinal, isso é mito ou verdade?

Nós conversamos com uma nutricionista para desmistificar (de uma vez por todas) essa consideração. Descubra a seguir!

Faz mal beber muita água?

Desde crianças, somos ensinados a nos manter hidratados com a água para ingerirmos os benefícios que esse líquido oferece. Isso porque beber água ajuda a regular a temperatura corporal, elimina as toxinas, favorece o trânsito intestinal, entre outros pontos positivos.

Uma pesquisa realizada pela Danone Research descobriu que os brasileiros tomam cerca de 1,8 litros de líquidos por dia.

Mas o que acontece se você beber muita água? Faz mal beber muita água? Cris Ribas, nutricionista pós-graduada e proprietária do Instituto Do Bem-Estar, afirma: “Sim, beber água demais faz mal à saúde. Chamado de hiponatremia ou “intoxicação por água”, beber água em excesso leva ao desequilíbrio de eletrólitos no sangue, principalmente do sódio”, explica.

Entretanto, a nutricionista nunca realizou um atendimento com um paciente que bebia água demais e, sim, o contrário: “a maioria das pessoas não se hidrata satisfatoriamente”, conta.

Leia também: Tomar água com limão emagrece?

Beber muita água traz riscos à saúde!

Não é tão comum encontrar pessoas que bebem muita água, afinal, muitos brasileiros esquecem de beber água ou não sabem da importância de consumi-la na dosagem correta.

A hiponatremia — disfunção metabólica caracterizada pelo baixo nível de sódio presente no sangue — é mais comum em atletas de atividades de resistência, principalmente aqueles com pouca experiência e que costumam fazer provas mais longas.

A Dra. Cris explica os riscos de beber muita água à nossa saúde: “A concentração baixa de sódio, abaixo de 135 mEq/L, pode desencadear sintomas graves, criando um desequilíbrio hematoencefálico e formando um influxo rápido de água para dentro do cérebro, chamado tumefação”, descreve.

Os sinais e sintomas da hiponatremia

De acordo com a nutricionista, os sintomas desse desequilíbrio gerado pelo excesso de água, produz uma cascata de sintomas. São eles:

Sinais mais leves:

Sintomas mais graves:

  • Crise convulsiva;
  • Coma;
  • Edema pulmonar;
  • Parada cardíaca e morte.

Quantidades ideais para beber água por dia

Para evitar a hiponatremia (ingestão de água em excesso num curto espaço de tempo), qual seria a quantidade de água ideal por dia?

A nutricionista Cris Ribas explica que a quantidade ideal pode variar em cada caso, por exemplo: “Um adulto sedentário, em uma temperatura ambiente, necessita de 2,5 L de água por dia, enquanto uma pessoa ativa e em ambiente quente precisará de mais água, naturalmente”, esclarece.

Por isso, em determinados momentos, as nossas condições físicas nos obriga a consumir mais água. Para a especialista, quem bebe 3 litros, provavelmente, desfruta de uma saúde incrível. Mas quem bebe 6 litros de água por dia pode ser pouco: “se for um atleta, provavelmente será indicado beber pelo menos 5 litros, já que uma quantidade menor pode ser pouco, dependendo da atividade física praticada”, conta.

Portanto, é importante saber em qual momento estamos falando sobre grande volume de água, já que a quantidade varia dependendo de quem bebe, de qual exercício físico é praticado e se as atividades são feitas diariamente.

Para ajudar, a nutricionista e proprietária do Instituto do Bem-Estar, Cris Ribas, indica uma fórmula para não errar no consumo de água diário. Veja:

  • 0,35 ml x peso corporal

Portanto, basta aplicar a fórmula citada acima pela especialista e você terá a sua recomendação individual ideal de consumo de água por dia.

Leia também: Água: Você sabe quanto deve tomar todos os dias?

Tratamento da hidratação excessiva

Beber água é importante, mas em excesso pode causar riscos à saúde. Por isso, existem algumas dicas sobre o que fazer quando consumir muita água e sentir os sintomas mais graves: “É preciso ajustar a quantidade de água e procurar um pronto atendimento ao sentir os sintomas mais graves, imediatamente”, alerta a nutricionista.

Se a quantidade exagerada de água causar os sintomas mais leves, então é preciso tentar urinar para que a taxa de água do organismo volte ao normal.

O que causa excesso de água no corpo?

Imediatamente, relacionamos o consumo excessivo de água com o aumento desse líquido presente em nosso corpo.

A nutricionista Cris Ribas explica que esse problema de edema corporal, inchaço causado pelo acúmulo de líquidos entre os diversos tecidos e cavidades do corpo humano, pode ser causado pela ingestão excessiva de água, assim como por problemas de
saúde (coronário, hepático ou renal).

A especialista explica que o uso de um equipamento de análise corporal de bioimpedância, que fornece o dado de água extracelular e que indica esse equilíbrio hídrico, pode fornecer um indicador sobre esse balanço hídrico.

Beber água ajuda os rins!

Um dos motivos que fazem as pessoas consumirem água é a preocupação com o estado de saúde dos rins.

Sem dúvida, beber água ajuda o bom funcionamento dos rins: “A água funciona como o meio onde ocorre os transportes e reações metabólicas de nutrientes e gases que viajam em solução aquosa. Isso porque os produtos que precisamos eliminar deixam o corpo por meio água das fezes e da urina”, descreve a nutricionista.

Além disso, a especialista Cris Ribas acrescenta que a água, junto de várias proteínas, lubrifica as articulações e protege uma ampla variedade de órgãos “móveis”, como coração, pulmões, intestinos e olhos. “E claro, o papel de termorregulação da temperatura corporal, ou seja, sem água não há vida”, acrescenta.

Beber muita água emagrece?

Outra explicação das pessoas que bebem muita água é a vontade de emagrecer. A quantidade de água correta pode ajudar, realmente!

Isso porque a desidratação (perda de água excessiva no organismo) leva à perda de massa muscular, um importante componente para a queima calórica diária, segundo a nutricionista Cris Ribas.

“O corpo precisa de água, sem ela o metabolismo não vai funcionar adequadamente e isso vai comprometer o resultado em todos os níveis, seja saúde, estética ou performance”, complementa.

Leia também: Água saborizada ou aromatizada: Benefícios e receitas

Descubra se seu peso está saudável Em minutos, você saberá se seu peso atual é saudável, com a ajuda grátis da Vitat.

Qual a hora certa para beber água?

Por fim, perguntamos à nutricionista Cris Ribas, se existe hora certa para beber água.

A especialista é direta: “Temos que beber água antes da sede, simples assim. Eu oriento a não beber água apenas durante as refeições ou, no máximo, até 100ml de líquido. O excesso de líquido diminui o processo de digestão diminuindo a eficácia das enzimas digestivas naturais do aparelho digestivo”, finaliza.

Fonte: Cris Ribas, nutricionista pós-graduada e proprietária do Instituto Do Bem-Estar.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.