Dor de cabeça após o treino: Por que acontece?

31 de março, 2021

Você já sentiu dor de cabeça após o treino sem entender o motivo? Isso é tão comum quanto parece. Também chamada de dor de cabeça por esforço, ela pode surgir após qualquer atividade física. Mas, essas dores costumam ser frequentes quando o exercício é de alta intensidade. 

Por outro lado, pode acontecer até mesmo em atividades mais leves. Como por exemplo, um treino de natação, tênis, futebol, bicicleta, entre outros. Já atividades leves como caminhada, ioga ou andar de bicicleta podem melhorar os sintomas.

Dessa maneira, a dor de cabeça após o treino pode prejudicar a qualidade de vida das pessoas. Afinal, ninguém gosta de realizar atividades diárias com dores, não é mesmo?

Geralmente, as dores de cabeça induzidas por exercícios surgem por conta de alterações no fluxo sanguíneo. Pois, quando nos exercitamos a maior parte do nosso sangue é redistribuída para os músculos trabalhados. 

Além disso, pode haver um aumento de até 25% no fluxo sanguíneo cerebral também. No entanto, mais pesquisas devem ser realizadas para chegar a essa conclusão.

Causas da dor de cabeça pós treino

Os incômodos podem surgir por diversos motivos. Quando a causa está ligada aos exercícios físicos, normalmente duram entre 5 minutos a 48 horas. Dessa forma, caso você sinta por mais tempo, as dores de cabeça podem estar relacionadas à outras condições. Nesse caso, procure um médico.

Veja as causas mais comuns:

  • Alimentação inadequada;
  • Desidratação;
  • Problemas relacionados ao sono;
  • Fatores hormonais;
  • Treinos muito intensos;
  • Praticar exercícios físicos em ambientes com a temperatura muito elevada;
  • Hipertensão (pressão alta);
  • Problemas de circulação, como trombose;;
  • Sinusite;
  • Doenças de saúde mental, como estresse, ansiedade e depressão.

Por fim, hidratar o corpo é fundamental para a saúde como um todo. Sem água, o organismo não funciona apropriadamente, o que pode levar à dor de cabeça. Por isso, garanta que, todos os dias, você consuma ao menos 8 copos de água mineral ou filtrada. 

Leia também: Correr à noite: Veja dicas para se manter seguro

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo