Dança durante a gravidez: 7 benefícios da prática

23 de setembro, 2021

Fazer aulas de dança ou colocar uma música animada para dançar em casa pode ser uma forma divertida de se movimentar durante e até depois da gravidez. Isso porque a dança traz muitos benefícios e pode ajudar a reduzir o estresse e a aumentar a autoestima — que pode passar por muitos altos e baixos nesse período.

Veja 7 razões para começar praticar dança durante a gravidez

Melhora o astral

Como toda atividade física, a dança também auxilia na produção de hormônios do bem-estar (endorfina, por exemplo). Sabe aquela sensação de leveza e disposição depois de um treino ou de uma aula da sua modalidade favorita? A dança tem esse poder e ajuda você a encarar o dia com bom humor porque limita os níveis de cortisol no sangue.

Beneficia a saúde

Há uma lista de coisas boas que a dança pode fazer pela sua saúde: ajuda a controlar o estresse, contribui para o equilíbrio da pressão arterial, melhora a capacidade cardiorrespiratória e pode prevenir doenças cardíacas — mas tudo isso associado a outros hábitos saudáveis, é claro.

Leia também: Como voltar ao corpo de antes da gravidez

Melhora a coordenação motora

A gestação exige que as mães tenham mais cuidado com seus movimentos para evitar quedas. Desse modo, a dança pode ajudar na coordenação motora e dar mais consciência corporal para se prevenir de possíveis acidentes. Então, se você é do time que não curte muito aulas coletivas, é hora de rever essa crença!

Amplia a conexão com seu próprio corpo

Os passos e os movimentos precisam de atenção ao corpo, uma vez que mesmo com uma coreografia definida, você precisa encontrar o seu próprio gingado para sentir a música e o movimento não ser automático. Por isso, dependendo da modalidade, a trilha sonora e o ritmo podem despertar mais a necessidade de se observar.

A dança durante a gravidez proporciona novas amizades

Aulas em grupo favorecem o contato com as pessoas e dão a oportunidade de ampliar seu círculo de amizades, o que pode ser muito positivo para a gravidez. Principalmente para as mamães de primeira viagem, existe a possibilidade de trocar experiências com as pessoas do grupo.

Leia também: Ganho de peso excessivo na gravidez pode aumentar o risco de alergia em bebês

Eleva a autoestima

A dança é capaz de deixar a mulher mais confiante e feliz com seu corpo durante e após a gravidez. Além disso, o exercício pode te ajudar a recuperar a forma física depois do parto.

Melhora a capacidade cardiorrespiratória

Por ser um exercício aeróbio que aumenta a frequência cardíaca, a prática regular da dança ajuda a melhorar o condicionamento. Dessa forma, você pode se sentir mais disposta e menos cansada ao subir alguns lances de escada ou ao fazer outra atividade que antes era exaustiva.

Outros benefícios da dança durante a gravidez:

  • Ajuda na tonificação da musculatura e aprimora a noção de espaço.
  • Melhora a regulação hormonal e previne desconfortos da gravidez, como o inchaço e a indisposição.

Leia também: Qual o melhor período para perder peso após a gravidez?

Fonte: Mônica Lima de Oliveira Rocha, especialista em Dança e Consciência Corporal – CREF.: 049713 G/RJ – @oimonicalima.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.