Conservar alimentos no verão: Comidas que mais estragam nos dias de calor

17 de janeiro, 2022

Muita gente acha que o risco de intoxicação alimentar só está presente em bares, nos restaurantes e na praia. Sim, é necessário atentar-se ao que você come fora de casa, mas não dá para negligenciar a higienização e o armazenamento de alimentos dentro da própria cozinha. Durante o verão, estação mais quente do ano, vale tomar alguns cuidados a mais na hora de conservar os alimentos. Desse modo, eles duram mais e não são contaminados por fungos e bactérias. Confira:

Como conservar os alimentos no verão

1 – Geladeira limpa

Dar uma geral na sua geladeira antes de guardar as compras do mês acaba com as bactérias presentes nela e evita a contaminação cruzada — isto é, quando um alimento contamina outro por meio de superfícies, potes e utensílios.

2 – Diminua a temperatura do equipamento

Se você vive em uma região ou local onde o calor não dá trégua, considere reduzir a temperatura do equipamento. Tente programar para 5°C ou menos, por exemplo, mas fique atento para não diminuir demais e congelar os ingredientes.

Leia também: Como conservar frutas, verduras e legumes no verão

3 – Higienize tudo antes de guardar

O primeiro passo é lavar bem todos os itens e deixá-los livres de bactérias ou outros micro-organismos que potencializam o processo de deterioração e aumentam o risco de infecções.

No caso das frutas, que costumam ser consumidas com a casca, o ideal é esfregá-las com uma esponja macia para não machucar a superfície. Os legumes, por outro lado, são mais resistentes e geralmente ficam sob o solo. Portanto, podem estar sujos de terra. Higienize-os bem com uma bucha mais resistente.

Já as folhas podem ser lavadas uma por uma em água corrente. Contudo, todos esses alimentos devem ficar de molho em uma solução com água (aproximadamente um litro) e hipoclorito de sódio (uma colher de sopa) por pelo menos 10 minutos. Além disso, lembre-se de enxaguar depois desse processo para remover os resíduos do produto.

O grande segredo para garantir mais durabilidade de frutas, verduras e legumes é secar bem antes de armazenar. Portanto, deixe os alimentos em um escorredor e vá secando um por um com um pano de prato ou um papel-toalha para remover toda a umidade.

3 – Congele

Você sabia que existem alimentos que devem passar por um processo chamado branqueamento antes de serem congelados?

É o caso da maioria dos vegetais. Para isso, depois de higienizar bem os alimentos, coloque-os em um recipiente com água fervente por cerca de 2 minutos. Em seguida, passe-os para uma vasilha com água gelada por mais 2 minutos para interromper o cozimento. Depois disso, eles estão prontos para irem ao congelador.

Vale ressaltar que alguns vegetais, como tomates e pepinos, possuem muita água em sua composição, por isso, a técnica de congelamento não é indicada, já que pode modificar a consistência do alimento.

No caso de outras preparações, como arroz, feijão e carnes já prontos, o indicado é esperar que a comida esfrie primeiro. Então, transfira o alimento para a embalagem, feche bem e leve ao congelador ou ao freezer.

Aliás, é importante lembrar que os dois acessórios não são a mesma coisa. Na parte interna da geladeira, onde há um leve acúmulo de gelo, a temperatura não é tão baixa, por isso, evite deixar os potes ali por muito tempo. No freezer, para potencializar o congelamento, é importante que a temperatura seja de, no mínimo, -18ºC.

Leia também: Como conservar pão? Truques simples, mas que fazem a diferença

Conservar alimentos no verão: Itens que mais estragam

Eles estragam rapidamente, e por isso, você deve ter um cuidado redobrado com:

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.