Vasinhos no rosto: causas e tratamento

15 de julho, 2022

Os vasinhos no rosto são alterações que causam incômodo na aparência. Assim, a condição, também conhecida como aranhas vasculares ou telangiectasia, provoca o surgimento de marcas avermelhadas no nariz, lábios ou bochechas.

Embora não exista uma explicação, existem vários fatores que parecem aumentar as chances de desenvolver o problema. Como por exemplo, a exposição solar exagerada, excesso de peso, envelhecimento da pele, uso de anticoncepcional ou corticóides, traumas e hereditariedade. Além disso, as manchas também podem ser sintomas de algumas doenças, como rosácea ou complicações no fígado.

Leia também: Rosácea no frio: veja quais são os cuidados principais para o inverno

Diagnóstico e tratamento dos vasinhos no rosto

Geralmente, a primeira tentativa para disfarçar manchas é o uso de maquiagem. Pois o rosto recebe camadas de base e de corretivo para cobrir os vasinhos e uniformizar a pele. Mas o incômodo não é só estético, muitas pessoas relatam sensação de dor e coceira na região afetada. 

A telangiectasia é um problema vascular e, como as veias estão localizadas abaixo da epiderme, é muito difícil que um medicamento tópico auxilie no problema. 

Para chegar ao diagnóstico, o médico dermatologista observa as alterações visíveis e solicita exames de sangue ou tomografia. Portanto, o primeiro passo do tratamento é o uso do filtro solar diariamente para evitar a exposição. Mas outras técnicas feitas em consultório também podem ajudar a amenizar a vermelhidão:

  • Escleroterapia: uma substância com aspecto de espuma é injetada no interior dos vasinhos tornando-os mais finos. Assim, a recuperação exige restrições de atividades físicas.
  • Laser: o feixe de luz é usado diretamente no local. A alta temperatura queima e fecha os vasinhos, deixando-os menos visíveis. O equipamento mais comum é o Nd: YAG laser e o resultado pode ser notado após algumas sessões.
  • Cirurgia: os casos graves, causados por doenças, necessitam de um pequeno corte no rosto para retirar os vasinhos. A recuperação é mais dolorosa e existe a possibilidade de deixar cicatriz 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.