8 motivos pelos quais você está sempre com fome

23 de julho, 2019

Fome é um impulso humano útil. É a partir desse sinal que nos alimentamos e mantemos o cérebro funcionando, os músculos enriquecidos e o corpo reabastecido.

O problema surge quando o apetite deixa de ser saudável para se tornar descontrolado e, não importa o quanto você coma, parece estar sempre faminto. 

“É importante entender que algumas pessoas realmente sentem mais fome do que outras. Por isso, jamais se compare. Mas, aprender a distinguir a fome real da fome emocional é também fundamental”, explica a nutricionista Fernanda Scheer, de São Paulo. 

Leia também: Reeducação alimentar: Saiba o que é e como começar

A especialista dá dicas de como identificar – e solucionar – as razões da sua fome aparentar não ter fim. Confira: 

Você tem exagerado no tamanho das porções

E, com isso, seu estômago e organismo estão “mal acostumados”. 

Solução: Porcionamento das refeições e disciplina.

Você tem ingerido muito carboidratos, especialmente refinados

Carboidratos simples – aqueles encontrados em doces e alimentos feitos com farinha branca – aumentam o nível de açúcar no sangue muito rapidamente. O problema é que, em seguida, esse nível logo diminui, pois o pâncreas percebe e aumenta a produção de insulina. Essa queda de açúcar no sangue provoca fome intensa por mais carboidratos, e o ciclo continua.

Solução: Aprenda a dosar os carboidratos e aumente o consumo de boas proteínas e gorduras.

Você come, mas não se nutre

Talvez o problema esteja na escolha dos alimentos, muito pobres em fibras e proteína. Sem essas substâncias, a fome costuma ser mais intensa, especialmente por volta das 4 da tarde, quando os níveis dos nossos hormônios dão uma boa variada.
Solução: Aumente o consumo de alimentos nutritivos e ricos em antioxidantes como abacate, legumes e vegetais, sementes, ervas e algumas frutas.

Você está bebendo pouca água

A desidratação moderada é geralmente confundida com fome, pois a parte do cérebro que controla ambos o apetite e a sede é a mesma. 

Solução: Hidrate-se mais..

Você tem medo de comer gorduras boas

Ao ingerir poucos alimentos dessa classe seu corpo não se sente saciado. 

Solução: Acrescente uma fonte de gordura nutritiva na sua refeição ou lanche, como azeite, castanhas, abacate, coco e sementes.

Você treina bastante

Mas não tem se alimentado o suficiente para a boa recuperação muscular.
Solução: Coma direito, mas coma mais e melhor. 

Você faz grandes restrições alimentares

Alimentar-se de forma saudável não significa comer pouco, mas sim consumir porções moderadas várias vezes por dia, preferencialmente a cada duas ou três horas. 

Solução: De novo –  coma direito, mas coma mais e melhor.

Você está estressado

Quando você está tenso, seu sistema produz adrenalina e cortisol, dois hormônios relacionados ao estresse. Níveis elevados desses hormônios enganam o sistema, que pensa estar sob ataque e com necessidade de energia. O estresse também reduz os níveis de serotonina do cérebro, o que pode fazer você sentir mais fome.

Solução: Fique atento às suas emoções e procure não supri-las com comida.

Leia também: 8 alimentos que ajudam a combater a ansiedade

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.