Mindful eating para iniciantes: como melhorar a sua relação com a comida

Alimentação Bem-estar Equilíbrio
11 de Agosto, 2022
Mindful eating para iniciantes: como melhorar a sua relação com a comida

A técnica de comer com atenção plena pode parecer distante para alguns — afinal, a primeira coisa que passa pela cabeça quando o assunto entra em pauta são monges e pessoas que já estão há anos treinando a consciência e meditando diariamente. Mas até quem é expert em alguma coisa começou um dia, não é mesmo? Por isso, veja o mindful eating pode ser incorporado no dia a dia dos iniciantes na prática.

O que é?

Para entender o mindful eating, é preciso primeiro dar um passo para trás e conhecer o mindfulness: trata-se de um treinamento da atenção para que ela seja plena, isto é, voltada para o presente e as ações que estamos realizando no momento.

Assim como podemos treinar a musculatura, conseguimos trabalhar a capacidade de atenção para ficarmos mais atentos, focados e conscientes, contrariando os pensamentos que tendem a vagar.

E isso pode ser feito com algumas técnicas de meditação. Desse modo, não ficamos somente menos dispersos. Mas também nos tornamos menos reativos aos acontecimentos desagradáveis do dia a dia — inclusive, pesquisas já comprovaram que o mindfulness pode ser benéfico e ajudar no tratamento de condições como ansiedade e depressão, resultando em uma melhor qualidade de vida.

Leia também: Suplemento para ganhar massa muscular: Qual é a melhor opção?

Mas o que isso tem a ver com o mindful eating?

O mindful eating nada mais é do que um “ramo” do mindfulness, e pode ser explicado resumidamente como atenção plena ao processo da alimentação. Isso inclui desde a escolha dos alimentos e a preparação das receitas até o ato de comer em si.

Estar realmente presente durante as refeições (e sem distrações como celular e TV) pode fazer uma grande diferença na sua relação com a comida. A técnica vem sendo aplicada em pessoas com transtornos alimentares para que elas possam ter um melhor controle durante os quadros de compulsão.

Além disso, com o mindful eating, é possível fazer escolhas mais saudáveis, melhorar as percepções de fome e saciedade, bem como aprender a distinguir melhor as fomes física e emocional. Todas essas características podem ser muito vantajosas para quem busca emagrecer, por exemplo.

Leia também: O que acontece com o corpo quando misturamos diferentes bebidas alcoólicas

Descubra seu peso ideal. É grátis! Saiba se seu peso atual e sua meta de peso são saudáveis com Tecnonutri.
cm Ex. 163 kg Ex. 78,6

Dicas de mindful eating para iniciantes

  • Treinamento regular: não importa se forem poucos minutos por dia — a constância fará toda a diferença para você conseguir incorporar a prática nas refeições;
  • Medite: reserve cinco minutos ao final do dia para trabalhar a atenção plena (existem ótimos aplicativos que te ajudam com isso);
  • Fique longe dos dispositivos: tente comer em um local sem celulares, TVs, tablets ou qualquer aparelho eletrônico que possa atrapalhar o momento;
  • Comece aos poucos: primeiramente, escolha apenas uma refeição por dia para treinar a atenção plena;
  • Perceba tudo: olhe para as cores do seu prato, sinta o cheiro dos alimentos, repare nas quantidades escolhidas e sinta o sabor e a textura das receitas preparadas.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Quando mudar a rotina de skincare
Beleza Bem-estar

Rotina de skincare: quando mudar os produtos? Dermatologista explica

Segundo a dermatologista, apesar da percepção, a pele continua se beneficiando da rotina

aveia com limão
Alimentação Bem-estar

Dieta Oatzempic: suco de aveia com limão realmente emagrece?

Shake não oferece riscos, mas não cumpre efeitos milagrosos na perda de peso