Jejum para exame de sangue: Quanto tempo sem comer?

Saúde
19 de Maio, 2022
Jejum para exame de sangue: Quanto tempo sem comer?

Muitas vezes, quando um médico solicita um exame, algumas pessoas sentem dúvidas em relação à necessidade de fazer jejum ou não. O receio de ficar horas sem se alimentar ou de passar mal fazem parte da lista de preocupações do paciente. Por isso, saiba tudo sobre o jejum para exame de sangue.

Os profissionais da saúde solicitam o jejum, isto é, a privação de comida durante determinado período de tempo, antes de realizar um exame médico, principalmente de coleta de sangue. Em alguns casos, não é necessário ficar sem comer, por isso, é importante consultar um especialista de antemão.

Quando não há a obrigatoriedade de jejum para exames de sangue, o paciente consegue realizar a coleta com maior flexibilidade — evitando o maior fluxo de pessoas nos mesmos horários nos laboratórios.  

Daniela Anderson, médica especialista em Pediatria, Neonatologia e Medicina Intensiva Pediátrica pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), explica que existem alguns exames que necessitam da privação de alimentos por determinados períodos. “Um exame exigido por recomendação médica para estar em jejum é o exame da glicemia, utilizado para investigar possíveis casos de diabetes e para controle da doença”, pontua.

Por que é necessário?

Para que o exame de sangue funcione de maneira adequada, não pode haver nenhuma influência de fatores externos que alterem os resultados. Sendo assim, os pacientes precisam seguir as orientações médicas antes da coleta.

Além disso, Daniela pontua que a necessidade do jejum para exame de sangue se justifica porque algumas dosagens bioquímicas do corpo são alteradas quando ingerimos alimentos.

Qual o tempo de jejum para o exame de sangue?

É importante saber que o tempo de jejum para exame de sangue varia de acordo com o que será avaliado no exame e da recomendação médica. 

De acordo com a especialista, o tempo de jejum para o exame de sangue de glicemia, por exemplo, deve ser de 8 a 10 horas.

Além disso, é importante saber que a necessidade de jejum de 12 horas para realizar o exame para medir os níveis de gordura no sangue (colesterol e triglicérides) deixou de ser obrigatória e passou a ter medidas mais flexíveis. 

As entidades médicas brasileiras se posicionaram contra o período de jejum para esse tipo de exame, validando a não obrigatoriedade da privação de alimentos antes da coleta de sangue. No entanto, Daniela comenta que alguns médicos ainda pedem o jejum em exames para medir o perfil das gorduras. “Vai depender da solicitação do médico. Então, nesse caso, o profissional pode solicitar um jejum de 12 horas”, diz.

Pode beber água?

Apesar de haver muitas especulações e mitos sobre o consumo de água durante o jejum, a médica afirma que a ingestão da bebida é permitida. De acordo com ela, beber água pura é liberado, já que esse tipo de líquido não vai interferir nos resultados dos exames.

No entanto, o ideal é não consumir água em excesso nesse período. O recomendado é consumir apenas o suficiente para matar a sede.

Leia também: Glicemia em jejum: o que é e para que serve o exame

Quais são as regras para um jejum eficiente?

Todos os pacientes que receberem uma indicação médica sobre a realização do jejum para exame de sangue precisam seguir as instruções para obter resultados eficientes. 

“Recomendo que os exames que solicitam jejum sejam feitos na parte da manhã, pois na parte da madrugada conseguimos controlar a fome. O exame terá alterações e provavelmente a pessoa precisará fazer novamente, se não respeitar o jejum”, alerta a especialista.

Confira outras recomendações:

  • Entenda o período de jejum indicado pelo médico;
  • Não consuma bebidas alcoólicas;
  • Evite o uso de cigarros por 24 horas antes da realização do exame;
  • Poupe praticar exercícios físicos, principalmente os intensos que levam a grande atividade muscular;
  • Não beba chá, café ou suco (com ou sem açúcar).

Além disso, o consumo de alguns remédios, como antibióticos, anti-inflamatórios ou a aspirina influenciam nos resultados dos exames de sangue. Daniela esclarece que cada caso precisa ser analisado individualmente por um profissional, já que depende do tipo de remédio. Portanto, caso o paciente precise consumir alguma medicação, é necessário questionar o médico responsável com antecedência.

O que acontece se o jejum para exame de sangue não for feito?

Se o paciente não seguir a solicitação, existem grandes chances de obter resultados errados nas análises dos exames. Dessa forma, ao realizar o exame sem ter feito o jejum recomendado, o médico deverá solicitar uma nova coleta. Por isso, o ideal é tirar as dúvidas sobre o jejum para exame de sangue e sempre seguir as recomendações.

Por fim, para esclarecer se as crianças e gestantes podem fazer jejum para exame de sangue, descobrimos que as recomendações são as mesmas indicadas a todos os pacientes.

“Podem fazer jejum, sim, caso o médico solicite exames como glicemia, colesterol e triglicérides”, finaliza a especialista.

Fonte: Daniela Anderson, médica especialista em Pediatria, Neonatologia e Medicina Intensiva Pediátrica pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança