IgG e IgM para Covid: O que as siglas significam?

12 de janeiro, 2022

Entre os testes disponíveis no Brasil para a detecção do coronavírus, há aquele chamado de sorológico, ou seja, que tem por objetivo verificar alguns anticorpos presentes no sangue do paciente, como as imunoglobulinas IgG e IgM. Por serem siglas bem parecidas, muita gente acaba confundindo as duas, ou nem sequer sabe o que elas significam. Ficou curioso? Então, entenda tudo sobre — e aprenda a interpretar os resultados do seu exame:

IgG e IgM: O que significam?

As imunoglobulinas IgG IgM nada mais são anticorpos. Elas agem respondendo a antígenos (isto é, agentes infecciosos ou toxinas) presentes no organismo.

As imunoglobulinas M (IgM) são conhecidas como anticorpos de fase aguda, pois são as primeiras a serem produzidas pelos linfócitos durante uma infecção, funcionando como verdadeiras “ativadoras” do sistema imune. Contudo, elas ficam por pouco tempo no corpo, e, portanto, identificá-las indica que a doença pode estar em sua fase inicial.

Somente depois de um tempo de infecção é que há a fabricação das imunoglobulinas G (IgG), também conhecidas como anticorpos de memória. Elas ajudam a nos proteger contra invasões futuras, mas também são induzidas pela vacinação.

Leia também: Assintomáticos: testou positivo, mas está sem sintomas? Saiba o que fazer

Como interpretar o resultado do seu exame

O resultado do teste sorológico pode indicar se você já teve contato com o antígeno ou se está em algum estágio específico da infecção. No exame, reagente significa positivo ou presente, enquanto não reagente quer dizer negativo ou ausente. Confira as possibilidades:

IgM reagente e IgG não reagente

Presença de anticorpos IgM e ausência de anticorpos IgG. Representa a fase ativa da infecção, ou seja, você provavelmente está com a doença e seu corpo iniciou a resposta imunológica para combatê-la.

Nesse caso, siga as orientações do médico e faça a quarentena.

IgM e IgG reagentes

A infecção ainda está presente, mas não é tão recente quanto no primeiro resultado. Uma teoria é que seu organismo pode estar entrando na fase tardia da doença e desenvolvendo imunidade contra o antígeno.

Continue seguindo as orientações do médico e faça a quarentena.

IgM não reagente e IgG reagente

Indica que você já foi exposto ao vírus, seja por uma infecção passada ou por meio da vacinação.

IgM e IgG não reagentes

Você não entrou em contato com o antígeno que causa a doença.

Contudo, se você fez o teste antes de esperar sete dias após o aparecimento dos sintomas, esse resultado pode ser um falso-negativo: isto é, você está com a doença, mas ainda em uma fase tão inicial que os anticorpos ainda não foram produzidos em quantidades suficientes para uma detecção pelo teste.

Aguarde alguns dias e refaça o exame.

Leia também: Governo reduz tempo de quarentena para pessoas com Covid-19

Poréns

Entretanto, vale lembrar que o exame não é garantia de imunidade, como no caso da Covid-19. De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), os testes sorológicos não permitem uma conclusão isenta de erros sobre a resposta à vacina.

Além disso, é importante ressaltar que um resultado de sorologia IgG e IgM não exclui a necessidade do diagnóstico de um especialista, da análise do quadro clínico do paciente e nem de outras possíveis investigações. Em todas as situações, converse com o seu médico.

Referência: Unifesp; Vai testar para covid-19? Infectologista da Unifesp esclarece as opções existentes; Junho de 2020. Disponível em: https://www.unifesp.br/reitoria/dci/noticias-anteriores-dci/item/4505-vai-testar-para-covid-19-infectologista-da-unifesp-esclarece-as-opcoes-existentes.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.