Dieta da Gracyanne Barbosa: comer 40 ovos por dia é saudável?

9 de agosto, 2022

Não é de hoje que a dieta da Gracyanne Barbosa dá o que falar. A musa fitness e rainha do Carnaval brasileiro já chocou muita gente ao contar quantos ovos consome por dia: cerca de 40! Recentemente, ela deu uma entrevista ao podcast “De onde vem o que eu como” confirmando a informação.

Gracyanne também relembrou o dia que comprou 600 caixas do alimento com medo de ficar sem estoque. O ato inusitado acabou virando uma brincadeira entre os fãs. “Todos os memes que existem no mundo de ovo, as pessoas me marcam, me mandam. Eu recebo todos os dias!”, disse.

gracyanne barbosa dieta

Sobre a dieta, Gracyanne também já revelou anteriormente que não muda nada em função dos desfiles. “Minha alimentação é a mesma sempre. Meu foco é na proteína e nos carboidratos de índice glicêmico baixo. Não como nada industrializado. Como, basicamente, ovo, peixe, frango, batata-doce, aipim, legumes e verduras.”

Mas é claro que o ovo é a grande prioridade no cardápio. “É verdade. Mas não todos os dias! Há momentos que prefiro peixe, frango. Tento ingerir uma certa quantidade de proteína diariamente. Assim, acabo comendo mais ovos pela praticidade de carregá-los na marmita”, explica a musa.

gracyanne barbosa dieta

Leia também: Dieta para o Carnaval: O plano de Viviane Araújo

Dieta da Gracyanne Barbosa: benefícios do ovo

Versatilidade é a palavra que resume o ovo, utilizado em vários tipos de receitas. Contudo, as vantagens não param por aí, é claro. Antes visto com maus olhos pela possibilidade de estar ligado ao aumento dos níveis de colesterol, o ovo agora se destaca por oferecer benefícios para a saúde:

  • Ajuda no desenvolvimento muscular: essa vantagem é atribuída ao alto teor de albumina, um tipo de proteína encontrado principalmente na clara do ovo, cuja biodisponibilidade é alta;
  • Gema é fonte de nutrientes: ômega-3, vitaminas B12, D, E e K, proteínas, antioxidantes e muitos outros micronutrientes habitam a gema do ovo;
  • Protege a saúde cardiovascular: o ômega-3 ajuda a manter as funções do coração saudáveis por meio do controle do colesterol no sangue. Da mesma forma, a colina, outra substância encontrada no alimento, que pertence ao complexo B de vitaminas, ajuda a quebrar a homocisteína, um componente associado a doenças cardíacas;
  • Ajuda a controlar a fome: o motivo são as proteínas que garantem maior tempo de saciedade após a refeição;
  • Melhora a memória e a integridade do sistema nervoso: as vitaminas do tipo B, em especial a B12, atuam diretamente nas sinapses do sistema nervoso, na manutenção dos neurônios e na reparação do DNA. Para gestantes, é um alimento essencial, que age na formação das funções cerebrais e do sistema nervoso do bebê.
Descubra se seu peso está saudável Em minutos, você saberá se seu peso atual é saudável, com a ajuda grátis da Vitat.

Comer muitos ovos por dia faz bem?

De acordo com a nutricionista Juliana Vieira, depende! Atletas de alto rendimento, por exemplo, que gastam milhares de calorias por dia nos treinos e precisam ingerir muita proteína para favorecer o ganho de massa muscular, podem até apostar no ovo em grandes quantidades. Mas, mesmo eles, não devem fazer isso sem o acompanhamento nutricional adequado.

Já a ideia de que a gema contém muito colesterol e, portanto, poderia fazer mal à saúde, já foi contestada por alguns estudos. “Pesquisas mostram que o colesterol presente em alimentos naturais representa um baixo risco à saúde”, explica a especialista.

Contudo, é claro que a forma de preparo também conta. O ideal é priorizar métodos como o cozimento em água e evitar a fritura em óleo — que é rica em calorias e gorduras. “E embora o ovo seja um alimento saudável, ele também possui calorias. E, por isso, quem quer perder peso deve consumi-lo com moderação”, afirma a nutri. Segundo ela, o recomendado, nesse caso, geralmente varia de um a três ovos por dia, intercalando com outras fontes (também boas) de proteínas.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.