Albumina: o que é, para que serve e como suplementar

Alimentação Bem-estar
15 de Maio, 2023
Vanessa Fontes Losano Reis
Revisado por
Nutricionista • CRN-3 34283
Albumina: o que é, para que serve e como suplementar

A suplementação de proteínas com a finalidade da hipertrofia vem se tornando progressivamente mais e mais popular. É sob esse contexto que a albumina está gerando cada vez mais comentários. 

O que é albumina?

De acordo com a médica nutróloga Dra Marianna Magri, titulada pela Associação Médica Brasileira e pelo Colégio Brasileiro de Radiologia, trata-se de um suplemento alimentar à base de uma proteína globular. Ela é sintetizada naturalmente pelo fígado humano, e está presente especialmente no sangue.

“É extremamente rica em aminoácidos essenciais como isoleucina, triptofano, histidina, metionina, fenilalanina, leucina, lisina, treonina e valina”, complementa a especialista. Também é muito conhecida como a proteína da clara do ovo, já que pode ser encontrada em grandes quantidades no alimento.

Para que serve?

A albumina é uma proteína pertencente à família das globulinas, ou seja, é uma proteína presente no plasma do sangue – um dos componentes sanguíneos e que representa cerca de 55% de seu volume. Sendo assim, trata-se de uma proteína importante para a saúde sanguínea. Por isso, na medicina, é usada em pacientes em estado grave, uma vez que ajuda na recuperação da pressão coloidosmótica plasmática. Isso se dá principalmente em casos de hepatopatias, ou seja, doenças que afetam o fígado. O motivo para isso é que o fígado é o órgão responsável pela produção da proteína.

Além disso, a falta de albumina no corpo pode causar edemas (inchaço por excesso de retenção de líquido), como o edema pulmonar. Sendo assim, a deficiência de albumina pode causar graves problemas para a saúde, inclusive doenças renais.

Leia também: Creatina: O que é e para que serve o suplemento

Albumina x ganho de massa: como a suplementação pode ajudar

O ganho de massa muscular (ou magra) depende de alguns fatores, sendo um deles a alimentação. Na dieta de ganho, o consumo de proteínas é essencial e, por isso, muitas pessoas optam por suplementá-las. Nesse sentido, a suplementação de albumina é uma das mais populares, pois em geral apresenta um preço mais acessível em comparação com outros suplementos proteicos.

Além disso, por ser obtida principalmente a partir da clara do ovo e não do leite da vaca, como é o caso da caseína, por exemplo, a albumina é uma opção para quem sofre de intolerância à lactose. Porém, há quem torça o nariz para a albumina devido ao seu sabor forte. Por isso, é recomendável consumi-la com leite, iogurte, cereais ou frutas, para que seja possível “disfarçar” seu gosto.

Por fim, outros fatores que impactam a hipertrofia são:

  • Idade
  • Sexo
  • Sistema hormonal
  • Qualidade de vida
  • Qualidade do sono
  • Intesidade e duração dos treinos

Leia mais: As melhores proteínas para a saúde cardiovascular

Qual é a melhor hora do dia para suplementar?

Em geral, recomenda-se suplementar a albumina pela manhã, logo depois do treino ou antes de dormir, pois durante o sono sua absorção acontece melhor e mais facilmente, uma vez que ela é uma proteína de absorção lenta. Isso ajuda no anabolismo.

Porém, sua suplementação pode causar flatulência (excesso de gases) e isso pode prejudicar a qualidade do sono.

Existem contraindicações?

Embora a albumina seja uma proteína importante e benéfica para muitas pessoas, existem algumas contraindicações e precauções a serem consideradas antes de seu uso. Por isso, é essencial consultar um profissional de saúde antes de iniciar qualquer tipo de suplementação.

Dessa forma, a albumina não é recomendada nos seguintes casos:

  • Insuficiência renal: pois a sobrecarga de fluidos pode colocar ainda mais pressão nos rins e piorar a função renal;
  • Alergia ou sensibilidade à albumina: algumas pessoas podem ser alérgicas ou ter sensibilidade à albumina, resultando em reações adversas, como erupções cutâneas, coceira, inchaço ou dificuldade respiratória. Por isso, é fundamental realizar testes de alergia antes de usá-la.

Em alguns casos, o consumo excessivo deste tipo de suplemento pode causar efeitos colaterais como flatuência, gases, inchaços abdominais e diarreia.

Podemos trocar o ovo pela albumina?

Apesar de trazer benefícios para quem deseja aumentar os músculos, Marianna Magri explica que não é interessante trocar o ovo pela albumina. “O suplemento deve ser usado apenas como um complemento, pois possui somente 54% do total proteico da clara do ovo. Enquanto a clara do ovo concentra todo o potencial dos aminoácidos essenciais e de água em sua composição”, ela diz.

Sem contar que é muito importante consultar um nutricionista antes de incluir suplementos no cardápio. Afinal, o que funciona para uns, pode não dar certo para outros.

“O consumo em excesso da albumina pode até causar problemas. Por exemplo, gases, diarreia e, em casos mais graves, pode sobrecarregar os rins. É importante que o consumo desse suplemento tenha a orientação de um profissional especializado”, finaliza a especialista.

O que é melhor: albumina ou whey protein?

A escolha entre albumina e whey protein depende dos objetivos individuais, preferências pessoais e necessidades específicas. Ambas são fontes populares de proteína e podem ser utilizados para aumentar a ingestão diária de proteínas  e auxiliar na recuperação muscular e ganho de massa muscular. Mas existem diferenças entre as duas.

Em primeiro lugar, a origem. A albumina é uma proteína encontrada naturalmente no sangue humano e na clara do ovo, enquanto o whey protein é derivado do soro do leite.  Além dissso, o whey protein é digerido e absordivo de forma mais rápida pelo organismo.

Não existe um melhor que o outro, mas a escolha entre albumina e whey protein depende das preferências pessoais, tolerância digestiva, objetivos e disponibilidade financeira.

Fonte: Dra Marianna Magri, médica nutróloga, titulada pela Associação Médica Brasileira e pelo Colégio Brasileiro de Radiologia.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Quando mudar a rotina de skincare
Beleza Bem-estar

Rotina de skincare: quando mudar os produtos? Dermatologista explica

Segundo a dermatologista, apesar da percepção, a pele continua se beneficiando da rotina

aveia com limão
Alimentação Bem-estar

Dieta Oatzempic: suco de aveia com limão realmente emagrece?

Shake não oferece riscos, mas não cumpre efeitos milagrosos na perda de peso