As melhores proteínas para a saúde cardiovascular

12 de novembro, 2019

As proteínas são importantes para a saúde dos ossos, dos músculos, para a imunidade e, claro, para a saúde cardiovascular. Por isso, é importante consumir boas fontes desse macronutriente a fim de garantir a vitalidade do coração.

Não é novidade que a qualidade da alimentação está diretamente relacionada à saúde do coração. Porém, na hora de escolher quais alimentos ingerir, vale checar bem antes de tomar a decisão, pois não é difícil fazer escolhas erradas.

Quando o assunto é doenças cardiovasculares, os dados são alarmantes: o problema é responsável por 30% das mortes registradas no Brasil. As principais causas são  infarto, AVC (Acidente Vascular Cerebral) e morte súbita. 

Porém, os mesmos estudos que comprovam os benefícios da proteína para a saúde do coração, mostram que muito da proteína ingerida pela população vem de carnes processadas que são, principalmente, fontes de gordura saturada – aquela que é inimiga dos bons níveis de colesterol.

Atente-se também para os níveis de sódio daquilo que optar por consumir, visto que carnes processadas costumam conter níveis altos de sódio adicionado.

Escolha bem sua proteína

Optando por fontes mais saudáveis de proteína, você estará também se prevenindo de possíveis doenças cardiovasculares. Portanto, prefira fontes proteicas como: carnes brancas (peixes e aves), oleaginosas, leguminosas e derivados do leite com baixo teor de gordura, como o iogurte grego. Assim, os riscos de sofrer de condições cardíacas e diabetes diminui significativamente.

Leia mais: Alimentos ricos em proteína que ajudam a emagrecer

Melhores proteínas para a saúde cardiovascular

Peixes

A carne de peixe é uma das melhores escolhas para quem deseja diminuir os riscos de doenças cardiovasculares. Segundo o periódico Circulation, da Associação Americana do Coração, o ideal é comer peixe duas vezes na semana.

Oleaginosas e leguminosas

Alguns estudos afirmam que as oleaginosas são as melhores fontes proteicas para a saúde do coração. As opções são muitas: noz (reduz a pressão arterial), amêndoa, castanha de caju, noz Pecan, amendoim, e outros. Quanto às leguminosas, todos os tipos de feijão, bem como a lentilha, são altamente recomendados.

Leia mais: Pasta de amendoim ajuda a emagrecer?

Aves

Assim como os peixes, a carne de aves é uma boa opção, pois possui baixos níveis de gordura e é uma rica fonte de proteína. Ou seja, o frango e o peru, por exemplo, são fontes de proteínas que beneficiam a saúde cardiovascular.

Estima-se que uma pessoa que consome uma porção de carne de ave por dia tem 19% menos risco de desenvolver doenças cardiovasculares quando comparada a uma pessoa que consome essa mesma quantidade de carne vermelha processada diariamente.

Derivados do leite

Derivados do leite com baixos teores de gordura podem ser perfeitos quando preferidos como fontes proteicas. Algumas opções são:

Hábitos simples para deixar o coração mais forte e saudável

  • Primeiramente, comer com regularidade e atenção: fazer as refeições diárias em horários semelhantes; 
  • Ainda, o ideal é fazer no mínimo 3 refeições por dia. Priorizar o café da manhã todos os dias;
  • Não só, recomenda-se evitar “beliscar” alimentos processados nos intervalos entre as refeições, dando preferência para alimentos in natura;
  • Comer devagar e mastigar bem os alimentos e fazer as refeições em ambientes apropriados sempre que possível; 
  • Evitar mexer no celular e/ou computador ou assistir televisão enquanto realizar as refeições; 
  • Preferir comer em companhia, com amigos, familiares ou colegas de trabalho ou escola;
  • Fazer compras em locais que ofertem variedades de alimentos frescos; 
  • Saborear refeições variadas e aproveitar os alimentos saudáveis da região, sem se esquecer de beber de 6 a 8 copos de água diariamente; 
  • Por fim, nos finais de semana, manter a rotina alimentar. 

Leia também: Alimentos ricos em proteínas e seus benefícios

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo