Iogurte: Os diferentes tipos e seus benefícios

10 de setembro, 2019

Um alimento simples, mas poderoso. O iogurte é fonte dos mais variados nutrientes. Nele, encontramos proteína, minerais, vitaminas, cálcio. Algumas versões apresentam ainda baixo teor calórico e podem conter potássio, fósforo, ácido fólico e micro-organismos que regulam o intestino, os famosos probióticos.

Além disso, o iogurte é muito versátil: é uma opção prática e fácil para incluir nos lanches e ainda vai bem em molhos de saladas e patês. “Os iogurtes são grandes aliados dos planos alimentares. Só é importante verificar se você não é intolerante à lactose e quais as opções mais adequadas de acordo com seu objetivo, saúde e estilo de vida”, afirma Juliane Ruiz, nutricionista da academia Bodytech Vila Olímpia, em São Paulo.

Vale lembrar a importância de prestar atenção à embalagem para saber quais são os ingredientes usados no iogurte. Isso porque há muito vilão disfarçado de mocinho: produtos que têm cara de saudável, mas estão cheios de açúcar e aditivos químicos. Fuja deles e dê preferência aos naturais e com poucos componentes no rótulo.

Conheça agora diferentes opções de iogurte, suas características e benefícios.

Iogurte natural

É a versão menos processada que você pode encontrar. Esse iogurte é produzido a partir da fermentação do leite por diferentes bactérias e pode ser integral (mais gordura) ou desnatado (sem gordura). Não contém açúcar e é uma ótima fonte proteica e de cálcio.

Iogurte saborizado

Esse tipo de iogurte recebe frutas, vegetais ou seus derivados em sua composição. Pode conter ainda aromatizantes artificiais. Em geral, apresenta ainda alto teor de açúcar e outros adoçantes e conservantes. 

Iogurte grego

Uma opção bastante similar ao iogurte natural, mas de consistência mais cremosa e sabor mais leve e menos ácido. O iogurte grego pode apresentar açúcar e outros ingredientes, como calda de frutas, creme de leite e até gelatina. 

Iogurte Skyr

Você já conhece o Skyr, iogurte criado na Islândia? É mais um para a lista dos produtos cremosos. Leva maior quantidade de leite que os iogurtes grego e natural. O lado bom é que não leva conservantes em sua fabricação. Como é feito a partir de leite desnatado, tem menos gordura e calorias que o grego.

Kefir

Para fazer esse iogurte é preciso fermentar o leite com grãos de kefir, leveduras fermentadoras de lactose. É considerado um superalimento e probiótico natural – ajuda no metabolismo e nos sistemas imunológico e circulatório. 

Iogurte com probióticos

Uma opção interessante para a saúde. Na hora de fermentar o leite para produzir esse iogurte, são utilizados micro-organismos conhecidos como probióticos, as bactérias do bem. Isso ajuda na defesa do organismo e estimula o sistema imunológico.

Iogurte diet e light

As opções diet são indicadas para pessoas com diabetes por não conter açúcar, mas, geralmente, apresentam adoçantes artificiais. Já as versões light oferecem 25% a menos de um ingrediente, que pode ser açúcar, gordura ou outro componente qualquer, como sódio ou proteína. Lembre-se de ler o rótulo antes de escolher o produto. 

Iogurte sem lactose

Esse iogurte é indicado para os intolerantes à lactose, o açúcar natural dos laticínios. Apesar do nome, o que acontece é que esse alimento, na hora de ser produzido, com leite de vaca, transforma a lactose em ácido lático, o que facilita o processo de digestão.

Leia também: Probióticos: O que são e como consumir

Tabela nutricional do iogurte

Conheça a tabela nutricional do iogurte aqui.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.