Festas de fim de ano e diabetes: como aproveitar com saúde

Alimentação Bem-estar Saúde
11 de Dezembro, 2023
Festas de fim de ano e diabetes: como aproveitar com saúde

O Natal e o ano novo estão chegando! Com eles, vêm as mesas fartas, os eventos de confraternização, o calor, o verão e as viagens. Nessa época, é natural que pessoas com diabetes sintam uma certa preocupação com as festas de fim de ano, já que precisam tomar cuidados a mais com relação à alimentação.

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes, o Brasil é o 5º país com maior incidência de diabetes no mundo, com 16,8 milhões de adultos com a doença.

Leia também: Receitas de acompanhamentos saudáveis para a ceia de Natal

Experiência pessoal

Diagnosticada com diabetes tipo 1 aos seis anos de idade, Beatriz Scher (@biabetica) se tornou influencer nas redes sociais com o intuito de desmistificar e conscientizar sobre a condição. Inicialmente, ela começou compartilhando dicas sobre a sua experiência.

Segundo Beatriz Scher, é necessário estar mais atento durante o fim de ano, principalmente por se tratar de uma época na qual as tentações são mais frequentes. Além do cuidado com a comida, os insumos para pessoas com diabetes também dependem de um olhar mais atento. “Durante essa época do ano, o sol está mais quente e é necessário estar atento à insulina no calor. Ela não deve estar exposta a temperaturas maiores de 30°C. E o verão costuma atingir temperaturas muito mais altas”, exemplifica Beatriz Scher.

Ela também explica que recém-diagnosticados podem enfrentar uma dificuldade maior por conta da adaptação. “Lidar com a doença por si só já é um grande desafio. Mas estar exposto a ceias fartas, bebidas alcoólicas e outras delícias desse período é o maior dos desafios para quem descobriu a doença recentemente. No meu caso, fui diagnosticada ainda criança, aos seis anos, então já cresci sabendo o que posso ou não, isso torna as coisas um pouco menos desafiadoras. No entanto, a maior queixa dos meus seguidores recém-diagnosticados é essa dificuldade em se adaptar à sua nova vida”, frisa Beatriz.

Leia também: 3 receitas com bacalhau para as festas de final do ano

Contudo, o processo pode ser menos complicado se a família e os amigos estiverem dispostos a ajudar. Por isso, a influenciadora reuniu dicas indispensáveis para pessoas com diabetes e também para familiares e pessoas próximas. Confira:

Festas de fim de ano e diabetes: dicas

  • “Realize a contagem de carboidratos, proteínas e gorduras das refeições para diminuir o impacto dos alimentos típicos de festas natalinas na glicemia“, explica Beatriz;
  • “Priorize alimentos feitos com frutas e grãos integrais para aumentar o consumo de fibras”;
  • “Meça a glicemia com maior frequência e ande com correção de hipoglicemia – aqueles famosos docinhos como mel e sachês de açúcar. Tenho uma bolsinha personalizada onde sempre guardo meus docinhos emergenciais comigo e onde ninguém pode mexer, tampouco comê-los, por entenderem a importância e a necessidade deles para minha saúde”;
  • “Mais atenção à insulina no calor, já que ela não pode passar dos 30°C. Uso minha pochete térmica para deixar sempre armazenada em temperatura segura e levo comigo para todo lugar”, explica Bia;
  • “Curta as festas com responsabilidade, consumindo sem exagerar, aplicando insulina [se for o caso], contando os carboidratos, sem descuidar de forma alguma da glicemia. Sabendo o que fazer para evitar o descontrole glicêmico, é possível curtir tranquilamente as festas de fim de ano mesmo tendo diabetes”, frisa a influenciadora.

E a mais importante de todas: lembre-se de consultar o seu médico ou nutricionista com frequência. Um especialista é a melhor pessoa para orientar quais hábitos e alimentos são mais válidos para o seu quadro específico.

“Lembre-se que o ano que vem tem mais! Sempre teremos mais festividades pela frente. Portanto, é possível aproveitar tudo com equilíbrio e responsabilidade. Sua curtição também depende da sua saúde e do seu bem-estar, portanto, cuide do seu corpo para estar disposto, feliz e saudável para confraternizar entre amigos e família, esse é o principal lembrete: sua curtição depende da sua saúde”, finaliza Beatriz Scher.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher na academia fazendo elevação pélvica no banco
Bem-estar Movimento

Elevação pélvica com a barra ou na máquina: qual é melhor?

Exercício é um dos queridinhos quando o assunto é fortalecer os glúteos. Mas qual variação é melhor: elevação pélvica com a barra ou na máquina?

óleo de coco emagrece?
Alimentação Bem-estar

Óleo de coco emagrece?

Extraído do fruto maduro, o óleo de coco virou febre principalmente por sua fama de que emagrece. Mas será que ele tem esse poder?

5 fatos sobre a obesidade
Saúde

5 fatos sobre a obesidade que você não sabia

Doença não tem relação com estética e requer tratamento contínuo. Veja esses e outros fatos