Como tirar medidas do corpo para registrar o seu progresso

Quem tem um objetivo físico, seja ele emagrecer ou ganhar massa muscular, por exemplo, precisa avaliar o próprio progresso de tempos em tempos — tanto para ter certeza de que a meta está sendo alcançada, quanto para garantir mais motivação. Mas como tirar medidas do corpo?

O método mais simples e barato de todos é com a boa e velha fita métrica. Ela pode ser utilizada em regiões que costumam acumular mais gordura, como cintura, quadril (no caso das mulheres), pernas, coxas e braços.

Mas só porque ela é fácil de usar, não significa que podemos tirar as medidas do corpo de qualquer forma. Existem, sim, algumas dicas básicas para as medições serem mais precisas e fidedignas.

O ideal é usar um produto flexível, feito de plástico ou tecido. Além disso, você precisa estar em pé, deixar os músculos relaxados e os pés juntos durante todo o procedimento.

E não vale apertar a fita, viu? Ela deve ficar justa na área medida, mas não a ponto de beliscar a pele. Lembre-se de verificar, também, se ela não está enrolada. Algumas pessoas preferem fazer isso em frente a um espelho para tirar as medidas do corpo corretamente.

Por que a balança às vezes engana?

A balança calcula o nosso peso corporal total — isso inclui, então, a gordura, a água acumulada, os músculos, os ossos, os órgãos… Às vezes, mesmo com a dieta e os exercícios físicos, os números no marcador não mudam. Mas isso não quer dizer que não houve avanço.

Isso acontece porque o músculo é mais denso do que a gordura. Então, você pode ter perdido gordura e ganhado mais músculos, só que o peso do corpo não foi alterado.

Leia também: IMC: O que é, como calcular e tabela de resultados

Como medir a cintura

O acúmulo excessivo de gordura na região abdominal é conhecido pelos cientistas como um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. A Organização Mundial da Saúde (OMS) fala, em no máximo, 94 centímetros para os homens e 90 para as mulheres como dimensões “saudáveis”.

Mas há outras formas de medir a cintura. Um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) identificou que pessoas com a relação cintura-estatura (RCE) acima de 0,5 têm mais chance de problemas no coração. Para calcular a sua, basta dividir a circunferência abdominal (em centímetros) pela altura (também em centímetros).

E o lugar que você vai colocar a fita conta. O ideal é posicioná-la na região onde há mais acúmulo de gordura. Nas mulheres, por exemplo, esse local costuma ser entre o umbigo e o quadril. Já nos homens, diretamente no umbigo.

Além disso, relaxe completamente a barriga antes de medi-la.

Como tirar medidas do corpo: Braços e pernas

Nos braços e nas pernas, o indicado é também selecionar sempre nas partes mais grossas. Para deixar a análise mais honesta, marque a altura do braço ou da perna que você colocou a fita — preste atenção em alguma marca de nascença ou pintinha. Lembre-se de relaxar os membros.

Leia também: Gordura abdominal em excesso é fator de risco para complicações da Covid-19

Como tirar medidas do corpo: Análise de bioimpedância

Muitas pessoas que buscam saber como tirar medidas do corpo encontram a análise de bioimpedância como uma solução. Nesse exame, feito de forma indolor e rápida, a pessoa sobe em uma espécie de balança e segura dois bastões com as mãos.

Em seguida, o equipamento mostra a composição corporal do indivíduo: porcentagens de massa muscular, de massa óssea e de gordura no organismo. O método é muito utilizado em consultórios de nutricionistas e nutrólogos, dado o seu nível de precisão.

Fotos e roupas também são ótimas formas de medir a sua evolução

Apesar de não tão fidedignos, os dois procedimentos são ótimos motivadores! Afinal, nada mais gratificante do que vestir uma peça e ver que ela está larga em você, ou então ver fotos antigas e perceber o quanto seu esforço valeu a pena.