CA-125: exame ajuda a detectar o câncer de ovário. Entenda

Saúde
16 de Agosto, 2022
CA-125: exame ajuda a detectar o câncer de ovário. Entenda

Segundo dados divulgados pelo INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de ovário é o segundo tipo de tumor mais comum, atrás apenas do câncer do colo do útero. No entanto, apenas 20% dos cânceres de ovário são diagnosticados em estágio inicial, o que pode dificultar o sucesso do tratamento. Entre as técnicas mais utilizadas para a detecção do câncer nessa região está o exame de sangue do marcador CA-125.

Mas antes de explicarmos tudo sobre esse tipo de exame, conversamos com a Dra. Luciana Delamuta, médica ginecologista e obstetra pela USP, para entender o que é a proteína CA-125. “É uma proteína que existe naturalmente no nosso organismo, e pode servir como marcador de alguns tumores, principalmente no ovário e endométrio (a camada de revestimento interno do útero), mas também de fígado, pulmão, mama, reto e estômago”, explica. Entenda, agora, tudo sobre o exame.

Leia mais: Exames de imagem que indicam câncer nos ossos: quais os principais?

Para que serve o exame CA-125?

O CA-125 consiste na dosagem da proteína (explicada acima) no sangue. Assim, é possível avaliar como estão seus níveis no corpo. É utilizado, por exemplo, para realizar o acompanhamento de pacientes que já trataram de algum tumor capaz de elevar esses níveis. Dessa forma, avalia-se a possibilidade de recidiva da doença por meio do exame. 

“Além disso, pode ser solicitado na suspeita de algum tumor como um dos exames de triagem. Por exemplo, no caso dos tumores no ovário, quando existe algum cisto ou imagem suspeita ao ultrassom, solicita-se a dosagem do marcador para verificar se está aumentado”, esclarece a especialista.

De acordo com a Dra. Luciana, nos casos em que o exame foi solicitado como uma triagem para avaliar o risco de um tumor maligno, é sempre importante confirmar o diagnóstico com outros exames de imagens e, quando oportuno, biópsia da lesão com análise do patologista. “Um marcador tumoral isolado com valor aumentado não dá o diagnóstico de câncer. Trata-se de um exame muito sensível, mas pouco específico. Ou seja, pode estar alterado por diversos motivos”, reforça.

Como é feito e resultados

O exame CA-125 é realizado com uma coleta de sangue do paciente, sem necessidade de jejum ou preparo específico. Dessa forma, um resultado alterado nos níveis da proteína CA-125 pode ter diversos significados. Em alguns casos, pode indicar um tumor de ovário e endométrio (mais comuns), ou em outros órgãos. Pode também estar elevado durante a gravidez (sem repercussão negativa para a gestação) ou durante a menstruação

“Mulheres com endometriose e doença inflamatória intestinal também podem ter níveis alterados de CA-125. Em algumas situações, mesmo após investigação não se detecta nenhuma alteração na paciente, sendo apenas uma elevação transitória e não específica, com normalização dos níveis após a repetição do exame”, descreve a ginecologista e obstetra.

O exame CA-125 pode ter caráter preventivo?

Não. Pelo fato de ser um exame pouco específico, pode estar alterado em diversas condições benignas, como gravidez e durante a menstruação. Dessa forma, seu uso como caráter preventivo não aumenta as taxas de detecção de tumores, não reduz a mortalidade dos pacientes, além de aumentar a realização de procedimentos invasivos e desnecessários. 

Recomendações médicas 

É importante ter em mente que o exame de sangue CA-125 é um teste de triagem, e por isso não dará nenhum diagnóstico específico isoladamente. 

“Sempre é fundamental avaliar a paciente em sua totalidade, ou seja, levar em conta seu contexto clínico, exames físicos e antecedentes pessoais e familiares. Se houver um resultado alterado, o melhor a fazer é procurar um especialista rapidamente para elucidação do quadro e iniciar o tratamento o mais rápido possível, caso seja necessário”, finaliza a Dra. Luciana Delamuta.

Prevenção é sempre o melhor remédio!

O câncer pode acometer qualquer pessoa, mas a adoção de hábitos saudáveis pode ajudar e muito na prevenção do câncer de ovário e outros tipos de tumores. Entre as recomendações do médico ginecologista e obstetra Alexandre Rossi estão dieta balanceada, exercícios regulares e consultas de rotina.

Leia também: Quais as causas do câncer de ovário e como tratar?

Fontes: Dra. Luciana Delamuta, médica ginecologista e obstetra pela USP. CRMSP 183.226 e RQE 89204 e Dr. Alexandre Rossi, médico ginecologista e obstetra, responsável pelo ambulatório de Ginecologia Geral do Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros; e médico colaborador de Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP.

Referências:

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança

Efeitos da vacina de Covid
Saúde

Efeitos da vacina da Covid: primeiro grande estudo mostra resultados

Segundo estudo, os efeitos da vacina são menores do que a infecção pela doença

disuria
Saúde

Disúria: entenda as causas, sintomas e tratamentos da dor ao urinar

O sintoma, popularmente chamado de dor ao urinar, pode ter diversas causas, sendo a infecção urinária a principal